Facebook Twitter Instagram

Agerp reúne gestores regionais em São Luís

Novas_diretrizes

A Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro), realizou nos dias 19 e 20 de julho uma reunião com os gestores dos 19 Escritórios Regionais da Agência no Estado. No encontro, que teve a participação do presidente da Agerp, Jorge Fortes, em foco assuntos relativos à nova lei de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), diretrizes e pesquisa desenvolvida pela Agência.

A Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro), realizou nos dias 19 e 20 de julho uma reunião com os gestores dos 19 Escritórios Regionais da Agência no Estado. No encontro, que teve a participação do presidente da Agerp, Jorge Fortes, em foco assuntos relativos à nova lei de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), diretrizes e pesquisa desenvolvida pela Agência.

No primeiro dia da reunião a Diretora de Pesquisa e Desenvolvimento da Agerp, Idalina Camêlo, abordou o papel da pesquisa e sua importância para o setor. “Temos a atribuição de planejar, coordenar, acompanhar, avaliar e fiscalizar as atividades inerentes aos projetos de pesquisa e desenvolvimento agropecuário, agroextrativista e florestal, agroindustrial, pesqueiro e aquícola”, frisou.

 

A Diretora de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), Thelma Aragão, detalhou a nova Política Nacional de ATER (Pnater), definindo os princípios e os objetivos dos serviços que criou o Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural na Agricultura Familiar e na Reforma Agrária (Pronater). A Pnater visa fortalecer as entidades que prestam assistência técnica, fundamental para aumentar a produção de alimentos no país.

 Jorge_Fortes_-_Cpia

O Programa de Sustentabilidade de Espaços Sub-regionais (Promeso), do Ministério da Integração Nacional, que incentiva a capacitação de pessoas e a criação de bases do associativismo e cooperativismo, foi o tema desenvolvido pela coordenadora de Gestão da Informação Rural da Agerp, Ângela Santos. O Promeso visa criar um ambiente propício ao desenvolvimento sustentável das Mesorregiões.  Ela abordou ainda a formação e capacitação promovidas pela Agência para técnicos e agricultores familiares.

 

Já na reunião do dia 20 um dos temas abordados foi o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), ação do Programa Fome Zero. Uma das coordenadoras de Pesquisa e Desenvolvimento da Agerp, Alessandra Araújo, disse que o PAA promove o acesso a alimentos pelas populações que se encontram em situação de insegurança alimentar, propiciando a inclusão social e econômica na zona rural com o fortalecimento da agricultura familiar, por meio da aquisição de alimentos diretamente dos agricultores familiares.

 

O técnico Oscar Aragão, da Coordenação de Pesquisa da Agerp, relatou aos 19 chefes dos Escritórios Regionais da Agência sobre o Programa Garantia Safra, uma ação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) que visa garantir renda mínima para a sobrevivência de agricultores de localidades atingidas sistematicamente por situação de emergência ou calamidade pública.

 

A pesquisa pesqueira, a produção de material genético, os sistemas agroecológicos e de alimentos biofortificados também foram abordados na reunião pelos coordenadores Sônia Marques, Marcelo Lemos e Adelana Santos.

 

 

Em 21/07/11

Sedagro comanda a Barraca do VOS na noite de São João

Nesta sexta-feira (24), Dia de São João, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro) e os órgãos vinculados Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp/Ma), Núcleo de Programas Especiais (Nepe) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), assumem a Barraca do barraca do Voluntariado de Obras Sociais (VOS) no Arraial da Lagoa.

 

Nesta sexta-feira (24), Dia de São João, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro) e os órgãos vinculados Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp/Ma), Núcleo de Programas Especiais (Nepe) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), assumem a Barraca do barraca do Voluntariado de Obras Sociais (VOS) no Arraial da Lagoa.

 so_joo_2_-_Cpia

O encontro, na festa junina será um momento de descontração e integração dos órgãos participantes, que juntos vão contribuir para a manutenção das obras sociais do VOS, como creches, cursos, oficinas e seminários, entre outras atividades.

 

Os grupos folclóricos vão garantir o sucesso da noite, especialmente pela brincadeira do Bumba-Meu-Boi com estilos e sotaques existentes somente no Maranhão.

 

Programação

 

A programação do arraial desta sexta-feira (24) contará com as apresentações do Tambor Catarina Mina, show de Claudio Pinheiro, Bois de Coroatá, da Fé em Deus, do Boizinho Barrica, da Madre Deus, da Santa Fé e do Boi de Maracanã.

 

O cardápio típico maranhense também será um grande atrativo na barraca do VOS comandado pela Sedagro, onde serão vendidos pratos como tortas de camarão e caranguejo, mingau de milho, bolo de tapioca e outros quitutes preparados especialmente para a festa.

 

 

Em 23/06/11

Presidente da Agerp representará o Maranhão em assembléia da Asbraer

O presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) Jorge Fortes, representará o Maranhão na 21ª Assembléia Extraordinária da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer). O evento será realizado de 29 a 1º de julho em Foz do Iguaçu, no Paraná.

 

O presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) Jorge Fortes, representará o Maranhão na 21ª Assembléia Extraordinária da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer). O evento será realizado de 29 a 1º de julho em Foz do Iguaçu, no Paraná.

 

Na programação está incluída uma deliberação acerca da criação do Sistema Brasileiro Descentralizado de Assistência Técnica e Extensão Rural (Sisbrater), criado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) para organizar a prestação de serviços públicos de assistência técnica e extensão rural, sob a orientação da Política Nacional de Ater (Pnater) e das novas regras do Plano Safra.

 

Na ocasião, o diretor de Coordenação e Meio Ambiente de Itaipu, Nelton Friedrich, apresentará o Programa Cultivando Água Boa, a fim de formar uma parceria institucional com o sistema de pesquisa e extensão.

 

Haverá ainda o lançamento do Plano Safra 2011/2012 com a participação da Presidenta Dilma Rousseff e representantes do MDA, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

 

Plano Safra

 

O Plano Safra visa disponibilizar recursos para as linhas de custeio, investimento e comercialização do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Com ele, os agricultores familiares passam a contar com seguro de clima para as operações de investimento, com apoio à comercialização e assistência técnica de gestão, para auxiliar a agricultura familiar dentro dos seus empreendimentos, visando uma melhor comercialização dos produtos por meio de mercados institucionais, com destaque para os Programas de Aquisição de Alimentos e o de Alimentação Escolar.

 

 

 

Em 27/06/11

Engenheiro agrônomo Jorge Fortes assume a presidência da Agerp

O engenheiro agrônomo Jorge Luiz Fortes assumiu nesta quarta-feira (27) o cargo de presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), em substituição à Idalina Camelo Martins, que ocupava o cargo interinamente. A cerimônia foi presidida pela secretária de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, (Sedagro), Conceição Andrade.

 

O engenheiro agrônomo Jorge Luiz Fortes assumiu nesta quarta-feira (27) o cargo de presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), em substituição à Idalina Camelo Martins, que ocupava o cargo interinamente. A cerimônia foi presidida pela secretária de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, (Sedagro), Conceição Andrade.

 foto_posse_-_Cpia

Em seu discurso de posse, Jorge Luiz Fortes ressaltou as mudanças ocorridas nos últimos anos em todo o país na Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), como a participação do terceiro setor e as parcerias.

 

Ele destacou a necessidade da formação de parcerias, principalmente com os municípios, para haver uma integração das ações, mostrando ao gestor municipal que um pequeno investimento em assistência técnica e extensão rural renderá grandes resultados na receita municipal, melhorando a qualidade de vida da população. Informou também que a Agerp vai intensificar a captação de créditos do Programa Nacional de Apoio à Agricultura Familiar (Pronaf) para o Maranhão.

 

A secretária de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Conceição Andrade, destacou a indicação de Jorge Fortes pela governadora Roseana Sarney, um técnico com vasta experiência e que fez parte da equipe que trabalhou pela reestruturação do setor público agropecuário no Maranhão.

 

“A Agerp tornou-se uma agência vinculada à Sedagro para fortalecer as ações de assistência técnica e extensão rural junto ao homem do campo. O nosso trabalho precisa chegar ao povoado, à casa do produtor, para melhorar a produção, a renda e a vida dos agricultores familiares, com a introdução de tecnologias apropriadas. Vamos buscar mais recursos e parcerias”, afirmou Conceição Andrade. 

 

A Agerp promove a política de assistência técnica e extensão rural e de pesquisa agropecuária e desenvolvimento visando atender os produtores rurais de forma sustentável, procurando por meio da diversidade e da integração proporcionar o aumento da produção e da produtividade dos setores agrícola, pecuário e pesqueiro do estado do Maranhão, com ações voltadas para o fortalecimento da agricultura familiar, a competitividade do agronegócio e a viabilização de mercados.

 

Escritórios

 

Além da sede em São Luís, Jorge Fortes comandará os 19 Escritórios Regionais da Agerp instalados nos municípios de Rosário, Itapecuru, Chapadinha, Codó, Caxias, Timon, Presidente Dutra, Santa Inês, Zé Doca, Viana, Pinheiro, Bacabal, Pedreiras, Barra do Corda, Imperatriz, Açailândia, Balsas e São João dos Patos.

 

Essas unidades são responsáveis pelo atendimento dos 217 municípios maranhenses com ações de assistência técnica e extensão rural, sistemas agro ecológicos, produção de culturas bioenergéticas, arranjos produtivos locais, pesquisa agropecuária e produção de material genético.

 

Durante a solenidade, Idalina Camelo, que também é engenheira agrônoma, agradeceu a cooperação de todos os servidores, destacando a qualidade do corpo técnico da Agerp. 
O secretário adjunto de Habitação da Secretaria de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano, e ex-presidente da Agerp, Tadeu Lima, destacou o credenciamento Agência no novo sistema de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) do Ministério do Desenvolvimento Agrário. Também ressaltou as ações do órgão na distribuição de sementes, kits de irrigação e capacitação de agricultores familiares, entre outras no biênio 2009/2010.

 

Currículo

 

Jorge Luiz Fortes é graduado em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual do Maranhão (Uema), com mestrado em Solos e Nutrição de Plantas pela Universidade Federal de Viçosa (MG) e doutorado em Agronomia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. É professor da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), tendo exercido vários cargos como o de coordenador do Projeto de Colonização de Buriticupu, pelo Iterma; superintendente de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural da Sagrima; representante do Governo do Maranhão no Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e na Associação das Empresas Públicas de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer); e superintendente de Promoção e Fomento Rural da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário (Sedagro).

 

 

Em 27/04/11

Novo presidente da Agerp toma posse

A secretária de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Conceição Andrade, empossa nesta quarta-feira (27) o engenheiro agrônomo Jorge Luiz de Oliveira Fortes no cargo de presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp/MA). A solenidade acontece às 15h, no auditório da entidade, no Outeiro da Cruz.

 

A secretária de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Conceição Andrade, empossa nesta quarta-feira (27) o engenheiro agrônomo Jorge Luiz de Oliveira Fortes no cargo de presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp/MA). A solenidade acontece às 15h, no auditório da entidade, no Outeiro da Cruz.

 

Jorge Fortes comandará a agência responsável pelo planejamento, coordenação, controle e execução da política estadual de assistência técnica e extensão rural e de pesquisa agropecuária e desenvolvimento no estado.

 

Graduado em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual do Maranhão, com mestrado em Solos e Nutrição de Plantas pela Universidade Federal de Viçosa e doutorado em Agronomia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fortes é também professor da Uema.

 

No currículo, exerceu cargos como o de coordenador do Projeto de Colonização de Buriticupu pelo Iterma e superintendente de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural da Sagrima. Foi representante do Governo do Maranhão junto ao Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Associação das Empresas Públicas de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer), bem como superintendente de Promoção e Fomento Rural da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário (Sedagro).

 

A Agerp promove a política de assistência técnica e extensão rural e de pesquisa agropecuária e desenvolvimento, visando atender aos produtores rurais de forma sustentável, procurando por meio da diversidade e da integração, proporcionar o aumento da produção e da produtividade dos setores agrícola, pecuário e pesqueiro do Maranhão, com ações voltadas para o fortalecimento da agricultura familiar, a competitividade do agronegócio e a viabilização de mercados.

 

Jorge Fortes comandará ainda os 19 Escritórios Regionais sediados nos municípios de Rosário, Itapecuru-Mirim, Chapadinha, Codó, Caxias, Timon, Presidente Dutra, Santa Inês, Zé Doca, Viana, Pinheiro, Bacabal, Pedreiras, Barra do Corda, Imperatriz, Açailândia, Balsas e São João dos Patos, além da sede, em São Luís. A Agerp atende aos 217 municípios maranhenses com ações de assistência técnica e extensão rural, sistemas agro-ecológicos, produção de culturas bioenergéticas, arranjos produtivos locais, pesquisa agropecuária e produção de material genético, utilizando recursos do Tesouro Estadual e de convênios com o Governo Federal.

 

 

Em 26/04/11

Agerp e Fundação Vale firmam parceria para desenvolver a pesca artesanal no Maranhão

Para promover o desenvolvimento da pesca artesanal no estado, foi assinado um Termo de Cooperação Técnica entre a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária (Agerp), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro), e a Fundação Vale. A parceria, firmada na sexta-feira (15), visa a realização de uma ação conjunta no âmbito do Programa de Desenvolvimento Socioeconômico da Comunidade de Pescadores Artesanais da Praia do Boqueirão, localizada na Ilha de São Luís.

Para promover o desenvolvimento da pesca artesanal no estado, foi assinado um Termo de Cooperação Técnica entre a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária (Agerp), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro), e a Fundação Vale. A parceria, firmada na sexta-feira, 15 de abril, visa a realização de uma ação conjunta no âmbito do Programa de Desenvolvimento Socioeconômico da Comunidade de Pescadores Artesanais da Praia do Boqueirão, localizada na Ilha de São Luís.

 Idalina_Martins_Conceio_Andrade_Elis_Ramos_e_Valber_da_Silva_-_Cpia

A ação entre os organismos surgiu da necessidade de capacitar, treinar e orientar os pescadores de modo a desenvolver a atividade de pesca embarcada e processamento do produto obtido a partir de cursos e treinamentos contínuos, visitas técnicas e consultoria para elaboração de projetos.

 

“As ações da Agerp e Vale se convergem, trabalhamos com pesquisa e extensão, e a extensão pesqueira está entre nossas atividades, sei que esses dois próximos anos serão marcados pelo sucesso”, destacou Idalina Martins, presidenta em exercício da Agerp.

 

Os resultados pretendidos terão como base os eixos estratégicos de geração de renda, valorização da atividade de pesca artesanal e o acesso à cidadania plena. Desse modo a Agerp e a Fundação Vale desejam melhorar o desempenho dos pescadores artesanais propiciando a geração de renda e sustentabilidade da atividade. “Percebemos que estamos juntando esforços, unindo a experiência da Vale e do estado para que a comunidade tenha uma melhor condição de pesca, pensando também na sua sustentabilidade. Espero que possamos vir a assinar novos termos”, pontuou a gerente da Fundação Vale no Maranhão, Elis Ramos.

 

Para a efetivação do programa, a comunidade de pescadores de Boqueirão será dividida em núcleos produtivos responsáveis pelas diversas atividades do arranjo produtivo da pesca como captura, transporte, processamento, comercialização, artesanato, organização e administração de empreendimento. Os cursos serão ministrados pelos engenheiros de pesca da agência, e a logística e o material didático, bem como o aluguel de embarcações para os treinamentos, serão fornecidos pelo programa da Vale.

 

“Todos aqui presentes buscamos fortalecer e desenvolver o estado, unindo e buscando forças. Seremos parceiros nesse programa, os engenheiros de pesca estão na Agerp. Iremos à comunidade acompanhar de perto essas atividades e somaremos mais ações em benefício dos pescadores de Boqueirão” ressaltou a titular da Sedagro, Conceição Andrade. O pescador Valber da Silva, morador da localidade desde 1950, enfatizou a importância da ação: “Estamos muito felizes com a oportunidade, sabemos que melhorará a nossa pescaria e agradecemos”.

 

O curso de capacitação a ser desenvolvido no programa possibilitará uma pesca segura, com maior qualidade e atendendo as necessidades do consumidor e da legislação em vigor. Já as visitas técnicas permitirão o acompanhamento e a orientação dos pescadores por meio de informações e conhecimentos práticos, a fim de garantir uma captura de pescados eficiente bem como sua conservação, higienização e transporte. Noções de construção e operação de embarcações e venda dos pescados, educação ambiental e a introdução de tecnologias acessíveis a este público estão incluídas no programa que será iniciado ainda no mês de maio.

 

O Canal Futura está acompanhando o processo desde o início para a confecção de um documentário acerca do programa que visa o desenvolvimento socioeconômico da pescaria artesanal no Maranhão.

 

Em 15/04/11

Agricultura familiar é destaque em programa na Rádio Timbira

A Rádio Timbira, emissora oficial do Governo do Estado, cuja cobertura alcança 74 municípios, está veiculando diariamente o programa da Rede de Comunicadores de Assistência Técnica e Extensão Rural, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). No Maranhão, a parceira da rede é com a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro).

A Rádio Timbira, emissora oficial do Governo do Estado, cuja cobertura alcança 74 municípios, está veiculando diariamente o programa da Rede de Comunicadores de Assistência Técnica e Extensão Rural, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). No Maranhão, a parceira da rede é com a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro).

 

A rede é uma das 14 criadas pelo MDA em 2010 para se integrar à nova dinâmica da assistência técnica e extensão rural públicas, seguindo a orientação dos eixos de ação da Secretaria de Agricultura Familiar do MDA, tais como a superação da pobreza rural, a promoção da soberania alimentar e a geração de renda e agregação de valor. Os eixos visam criar ainda oportunidades de intercâmbio e troca de experiências, facilitando o conhecimento das políticas públicas e a formação dos agentes de assistência técnica e extensão rural, organizando e disponibilizando conteúdos e propostas tecnológicas para os agentes e agricultores familiares.

 

 Holericultura_Tuntum-MA

 

O programa de rádio tem o objetivo principal de levar ao agricultor familiar informações sobre as políticas públicas colocadas à sua disposição, bem como divulgar as ações desenvolvidas no Maranhão pela Agerp.

 

Uma nota emitida pelo MDA, por meio do consultor Josué Pinheiro, deu destaque ao sucesso da transmissão no Maranhão. “Alguns estados conseguiram a transmissão diária do programa da rede, como é o caso do Maranhão. Começamos assim a colher grandes frutos para a agricultura familiar”, ressaltou.

 

O programa começou a ser transmitido no dia 14 de março e está sendo transmitido de segunda à sexta-feira, às 5h da manhã, pela rádio Timbira, na faixa de freqüência 1290 AM.  Cerca de 40 emissoras comerciais e comunitárias em todo o Maranhão também estão recebendo o programa via internet.

 

Em 07/04/11

Monitoramento de focos da gripe H1N1 será iniciado no Maranhão

Nos próximos dias, a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro), vai receber da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) equipamentos que vão contribuir para o combate e controle das gripes aviária, suína e equina.

 

Nos próximos dias, a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro), vai receber da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) equipamentos que vão contribuir para o combate e controle das gripes aviária, suína e equina.

 

O objetivo é montar na Agerp uma “Sala de Situação de Emergência para Monitoramento de Focos de Gripe Aviária, Suína e Equina” para facilitar o envio de dados para o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Assim que as salas estiverem instaladas nos 27 estados, a troca de informações e a realização de videoconferências vão contribuir para que haja uma maior interação e troca de experiências entre as instituições envolvidas.

 gripe_aviria_-_Cpia

O ponto de partida para a montagem da chamada Sala Situação foi a capacitação, em 2010, de 25 médicos veterinários extensionistas, em parceria com o MDA, acerca da prevenção da gripe que causou pânico e ocasionou a morte de milhares de pessoas e de animais em diversos países. No Maranhão, a Sala Situação vai ser coordenada pelo médico veterinário da Agerp, Mauro Ricardo Moraes.

 

“As pandemias de gripe afetam indistintamente pessoas de todas as áreas geográficas e classes sociais. A comunidade rural, contudo, é a que apresenta os riscos mais significativos, em função das atividades desenvolvidas no campo e a relação direta com os animais”, ressaltou o responsável pela execução do projeto no estado.

 

Os cursos ministrados nas cidades de São Luís e Imperatriz capacitaram os agentes responsáveis para induzir a adoção de princípios de biosseguridade, com ênfase na prevenção da gripe aviária, juntamente com a preparação para o enfrentamento da pandemia, e permitindo ainda que os profissionais treinados difundissem as informações adquiridas na comunidade rural por meio dos técnicos dos 19 escritórios regionais da Agerp.

 

Em 31/03/11

Maranhão ganha destaque nacional com experiências na agricultura familiar

O trabalho desenvolvido pela Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro), agora integra o recém lançado Projeto de Excelência em Extensão Rural da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer).

O trabalho desenvolvido pela Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro), agora integra o recém lançado Projeto de Excelência em Extensão Rural da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer). A publicação, lançada em Brasília com a participação da presidenta em exercício da Agerp, Idalina Camêlo, foi elaborada em parceira com o Ministério do Desenvolvimento Agrário, para dar visibilidade às ações bem sucedidas no país.

Cultivo_de_Cheiro-Verde_Cinturo_Verde_Ilha_de_So_Lus-MA_-_Cpia

O Repovoamento de Emas em Área dos Krikati, os Sistemas Agroecológicos e o Pólo Hortícula foram os trabalhos desenvolvidos pela Agerp no Estado que ganharam destaque na edição. A Rede Asbraer abrange os órgãos relacionados e que atua em 5.298 municípios, assistindo a mais de três milhões de agricultores familiares em todo o país.

A atuação da Agerp na área dos Krikati visou contribuir para o resgate da cultura da aldeia, que possui 210 famílias, no convívio com as emas, sensibilizar os índios com as ações de preservação e repovoamento de espécies da fauna nativa, envolver a comunidade escolar com ações ambientais e capacitar famílias envolvidas com o manejo dos animais.

Já a experiência desenvolvida nos sistemas agro ecológicos, que tem como público alvo 60 pessoas em tratamento de dependência química, consistiu na implantação de módulos integrados de sustentabilidade socioeconômica tendo como critérios o acesso a água potável, energia e mão de obra familiar e à produção agro ecológica. A ação resultou na redução das despesas com a aquisição de alimentos hortifrutigranjeiros, melhoria da qualidade alimentar dos internos e na capacitação para a produção de alimentos orgânicos.

Já o desenvolvimento do Pólo Hortícula ocorreu na comunidade Cinturão Verde, um projeto de assentamento do estado, com 60 famílias, localizado no Distrito Industrial de São Luís, com plantios de coco irrigado, hortaliças e espécies frutíferas em uma área de 22 hectares.

Os produtores recebem constante assistência técnica da Agerp para qualificação em produção e comercialização da produção, que representa a principal fonte de renda dos moradores.

 

Regionais

 

A Agerp desenvolve suas ações por meio de seus 19 Escritórios Regionais e atende aos 217 municípios maranhenses com ações de assistência técnica e extensão rural, sistemas agroecológicos, produção de culturas bioenergéticas, arranjos produtivos locais, pesquisa agropecuária e produção de material genético.

 

Asbraer

 

A Rede Asbraer é a maior prestadora de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural para a Agricultura Familiar do país e atua em 95% do território nacional. Ela opera em mais de 50 cadeias de produtos agropecuários e extrativismo, difundindo conhecimentos e tecnologias e atende a uma diversidade de agricultores como os que vivem das florestas, dos rios e do mar, os povos indígenas, os quilombolas, os agricultores do semi-árido e das áreas de agricultura moderna.

 

 

Em 28/03/11

Agerp e BB entregam certificados e títulos

No último dia 28 de junho foi realizada no município de Viana a solenidade de entrega dos certificados de Capacitação de Pescadores, Piscicultores e Agricultores, promovida pela Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp/MA), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro). A ação foi promovida em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

No último dia 28 de junho foi realizada no município de Viana a solenidade de entrega dos certificados de Capacitação de Pescadores, Piscicultores e Agricultores, promovida pela Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp/MA), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro). A ação foi promovida em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

Na ocasião, também foi feita a liberação das notas de crédito de recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) relacionados ao Arranjo Produtivo Local da Piscicultura do Governo Federal, através do Programa de Desenvolvimento Regional Sustentável do Banco do Brasil.

Pescadores_Artesanais_-_Cpia

“O Estado trabalha para fortalecer a mão-de-obra de seu povo e a Agerp, por meio da assistência técnica e extensão rural, fortalece a agricultura familiar. No caso da piscicultura, concentramos as ações num pólo, o de Matinha, e desenvolvemos critérios técnicos e capacitamos pescadores para que eles possam andar com as próprias pernas, crescer e dar continuidade às atividades, isso é desenvolvimento”, destacou o chefe do Escritório Regional da Agerp de Viana, Marlúcio Mendonça.

 

A diretora de Pesquisa e Desenvolvimento da Agência, Idalina Camêlo Martins, disse que as ações da Agerp têm como foco a agricultura e a produção familiar, com a extensão rural trabalhando cada setor com a missão de detectar as aptidões e o potencial de cada localidade, para fortalecê-las e desenvolvê-las com ações, projetos e capacitações.

 

Representando a governadora Roseana Sarney, o secretário de Desenvolvimento Social, Francisco Gomes, falou da inclusão produtiva do trabalhador rural, com o apoio do governo, promovendo o desenvolvimento social, o desenvolvimento das famílias, melhorando a sua renda, ensinando a fazer e dando condições para que produzam e cresçam.

 

Com a liberação das notas de crédito os pescadores poderão investir e produzir mais, desenvolvendo as técnicas repassadas na capacitação. “Acreditamos no crescimento da piscicultura e temos resultados positivos para mostrar. Contabilizamos a captura de 180 toneladas de peixe em 2010, que está sendo vendida em nosso Estado e no Piauí e nossa meta para esse ano é 250 toneladas. Nós buscamos a Agerp para nos capacitar e incentivamos outras comunidades a fazer o mesmo”, pontuou o presidente da Associação de Pescadores de Matinha/ Itans, Adailton Gomes.

 

O evento contou ainda com a participação da secretária Adjunta de Cultura do Estado, Marlílde Mendonça de Abreu; do vereador Franklin Ribeiro e de representantes do Banco do Brasil, da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), do Sebrae, da Prefeitura de Viana e de gestores regionais de Saúde e Educação.

Fonte: Agerp

Em: 29/06/11