Facebook Twitter Instagram

Agerp promove visita à Unidade de Agricultura Familiar em Rosário

DSC01701

Agricultora na Unidade Familiar em Boavista – Rosário.

O povoado Boavista, no município de Rosário recebeu esta semana, visita de dezenas de pessoas, que foram conhecer a Unidade Familiar administrada por nove famílias de agricultores.  A visita foi organizada pela Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão, (Agerp-MA), por meio do escritório regional de Rosário, que desde o início tem acompanhado o desenvolvimento  do projeto.

O objetivo do evento foi mostrar o trabalho aos visitantes de modo geral, em especial, às comunidades rurais daquele município. Segundo os organizadores é uma forma de envolver a família e todos os representantes de entidades e órgãos em um objetivo comum que é melhorar a qualidade de vida deste segmento que é a agricultura familiar.

Fizeram-se presentes no evento, a diretora de Assistência Técnica e Extensão Rural do Maranhão, (Thelma Aragão), o diretor de Pesquisa e Desenvolvimento, (Wellington Matos), o gestor regional de Rosário, (Valter Costa), técnicos também desta Agência, secretários municipais de Rosário, representantes sindicais, agricultores familiares e convidados.

Merenda Escolar

Agricultores familiares e técnicos da Agerp durante apresentação da Unidade Familiar em Boavista – Rosário.

Agricultores familiares e técnicos da Agerp durante apresentação da Unidade Familiar em Boavista – Rosário.

Os agricultores familiares de Boavista cultivam na UF,  hortaliças e frutas que são utilizadas na merenda escolar das escolas locais, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos, (PAA). Também participam  do Crediamigo –  linha de crédito do Banco do Nordeste do Brasil, (BNB), que favorece o homem do campo com crédito específico para investir  na produção rural.  Além disso, os agricultores familiares tem participado  de cursos de  capacitação voltados para a irrigação, fruticultura, horticultura, dentre outros.

“Presenciar este momento traz uma satisfação enorme porque sou agrônoma. E a maior satisfação de um profissional,  é ver o trabalho dar resultado”, ressaltou a diretora de Ater, Thelma Aragão, ao elogiar o resultado do trabalho do grupo de trabalhadores e a assistência que vem sendo prestada pela equipe técnica da Agerp.

A presidente da Associação Rural de Quilombolas de Boavista,  Rosa Gaspar, disse que, “a Agerp tem trabalhado conosco e tem contribuído muito  com o  crescimento do nosso trabalho. Depois da parceria com o Governo do Estado por meio da Agerp, surgiram novas oportunidades e adquirimos mais conhecimentos”, disse ela.

Já o diretor de P&D, Wellington Matos, falou da oportunidade de conhecer a Unidade, destacou a iniciativa dos agricultores envolvidos e garantiu o reforço com a plantação de novas  experiências que serão feitas com a equipe de pesquisadores nos próximos dias –   com  maracujá, mamão e biofortificado de batata doce e feijão caupi.

Texto: Leocândida Rocha

 

 

Agerp e BB discutem melhor funcionamento do Pronaf

IMG-20140924-WA0027Com o objetivo de alinhar as estratégias para atuação no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), foi realizada esta semana, reunião entre o Banco do Brasil, (BB) e Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão, (Agerp-MA).

A diretora de assistência técnica da Agerp, Thelma Aragão, e a coordenadora de Capacitação Rural, Erica Ricci desta Agência, estiveram presentes na abertura do evento juntamente com técnicos da Agerp.

No encontro foram apresentados o funcionamento do Pronaf e quais as suas linhas de crédito, custeio e investimento. Assistência técnica (Ater) foi outro assunto abordado, no qual foram discutidos de que maneira o técnico pode melhorar a prestação de Ater e orientá-lo a fazer o credenciamento dos produtores para acesso ao Programa.

No local, foram discutidos por representantes do BB a forma como são dispostas às instituições de assistência técnica,  as planilhas Pronaf, formulário eletrônico destinado à elaboração e acompanhamento  de projetos. Os participantes, na  oportunidade, esclareceram dúvidas a respeito do funcionamento dessas planilhas e as ferramentas para utilizá-las.

Pronaf

O Pronaf tem por objetivo fortalecer atividades do agricultor familiar, integrá-lo à cadeia do agronegócio, aumentar sua renda, melhorar o uso da mão de obra familiar e agregar valor ao produto e à propriedade.

Texto: Samara Andrade

Agerp promove Dia de Campo em Bernardo do Mearim

Equipe da Agerp, piscicultores e palestrantes no 1° Dia de Campo Sustentável.

Equipe da Agerp, piscicultores e palestrantes no 1° Dia de Campo Sustentável.

Cerca de trezentos pessoas, dentre elas,  piscicultores, agricultores familiares, comerciantes, agrônomos, técnicos e convidados de diversas regiões do Estado participaram esta semana do 1º Dia de Campo sobre Piscicultura Sustentável, ocorrida no povoado Cantinho  no município de  Bernardo do Mearim.

O evento foi realizado pela Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão, (Agerp-MA), e  prefeitura de Bernardo do Mearim, e, teve como principal objetivo  divulgar e incentivar a exploração da piscicultura desenvolvida pelos agricultores familiares do povoado Cantinho e comunidades  vizinhas naquele município. O Dia de Campo reuniu centenas de pessoas, dentre elas, secretários de agricultura municipais, piscicultores de diversas regiões do Estado, empresários, técnicos e convidados.

De acordo com os organizadores do evento, a piscicultura tem se tornado uma alternativa social e econômica para geração de trabalho e renda no Maranhão.  Cita-se como exemplo, o projeto de piscicultura em Itans, (Matinha), que  teve início em 2009 e que somente neste período,  foram vendidos 60 toneladas de peixes.  Já em 2013,  os piscicultores chegaram a comercializar 960 toneladas. Os piscicultores preveem  até o final do ano, a venda de  hum milhão e doze mil  toneladas (1.012.000).

Palestrante durante o 1º Dia de Campo Sustentável em Bernardo do Mearim.

Palestrante durante o 1º Dia de Campo Sustentável em Bernardo do Mearim.

A programação do Dia de Campo em Bernardo do Mearim foi composta por três estações e uma mesa de debates.  Nas  estações, os palestrantes trataram de temas  pertinentes da piscicultura, tais sistema de cultivo de peixes, alimentação e nutrição de peixes, despesca, técnicas de beneficiamento, conservação e comercialização  do pescado.

Para a diretora de Assistência Técnica e Extensão Rural da Agerp, Thelma Aragão, a agricultura familiar representa atualmente 80% da economia do estado. Segundo ela, o desenvolvimento rural passa por três momentos. O fortalecimento da agricultura familiar, a organização dos trabalhadores em sindicatos e associações e finalmente, a assistência técnica.

“A Agerp tem essa função. A de prestar assistência técnica ao homem do campo, e o Dia de Campo tem a função de orientar por meio de palestras sobre a produção de peixe”, destacou a diretora da Agerp.

Lei de Aquicultura

Para a prefeita de Bernardo do Mearim, Eudina Costa, este foi  o primeiro evento dessa natureza  realizado naquele  município. Mas, mesmo assim disse ter focado nesta atividade, promovendo cursos de capacitação aos agricultores, a criação de lei da Aquicultura e a escavação de tanques por meio de escavadeira da prefeitura  que reduz o valor/hora do trabalho ao agricultor familiar – onde  segundo ela, dará grande retorno por meio da produção de pescado e geração de renda ao município.

“A parceria com o Governo do Estado é importante. É o parceiro mais forte que temos, porque é da Agerp a assistência técnica que os agricultores  precisam. Espero que com os investimentos que temos feito na área, possamos em pouco tempo alcançar bons resultados”, acentuou ela .

Piscicultor de Itans, (Matinha), fala da experiência em investir em piscicultura.

Piscicultor de Itans, (Matinha), fala da experiência em investir em piscicultura.

O piscicultor anfitrião, Reginaldo dos Santos,  revelou que há quatro anos desenvolve a piscicultura familiar  em sua área. Ele falou este ano, produziu 3,5 quilos de peixes ao mês e os comercializa em sua cidade e em municípios vizinhos. Reginaldo diversifica o seu investimento com criação de gado e cultivo de hortaliças.

“Agradeço ao Governo do Estado e à prefeitura de Bernardo do Mearim, pela oportunidade de poder aprender cada vez mais sobre piscicultura”, disse ele, elogiando a iniciativa do projeto.

Texto: Leocândida Rocha

Governo do Estado inaugura Usina de Beneficiamento do Leite de cabra em Vargem Grande

Jorge Forte agradece aos parceiros que participaram da construção e agora, do funcionamento da fábrica.

Jorge Forte agradece aos parceiros que participaram da construção e agora, do funcionamento da fábrica.

O Governo do Estado por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Social,  (Sedes), e da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão, (Agerp-MA), inaugurou esta semana, a Usina de Beneficiamento de Leite de Cabra, no município de Vargem Grande. O evento se deu por ocasião da  abertura da VII Exposição de Caprinos e Ovinos de Vargem Grande, (Expovargem).

A Usina é uma iniciativa da Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos de Grande, (Accovag), com patrocínio do Governo do Estado. Além disso, o empreendimento conta com o apoio também da   Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf),  e da prefeitura local.

DSC01573Na fábrica, serão produzidos neste primeiro momento,  em média escala, leite pasteurizado e iogurte que abastecerá, prioritariamente o município onde está localizada. Trezentos litros de leite serão fornecidos  por criadores associados na Accovag que serão cadastrados no Programa do Leite – uma modalidade do Programa de Aquisição de Alimentos, (PAA), que incrementará a merenda escolar.  Além de Vargem Grande, a produção a Usina abastecerá outros  municípios da região de interesse  e a capital.

A inauguração reuniu, o secretário da Sedes, (Fernando Fialho), o presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão, (Agerp-MA), (Jorge Fortes), o prefeito de Vargem Grande,( Edivaldo Nascimento dos Santos), o Superintendente do Senar –MA,( Luís Figueiredo),  a diretora de Assistência Técnica e Extensão Rural do Maranhão, (Thelma Aragão), a Gerente Regional do Sebrae, (Larissa Leite), o diretor Administrativo- Financeiro do Sebrae-MA, (Raimundo Nonato Correa), o presidente da Accovag, Antônio de Sousa Silva Filho e do médico veterinário da Emater – PB,(Everaldo Cadena),  gestores regionais da Agerp, vereadores, empresários, criadores de ovinos e caprinos e convidados em geral.

A indústria de leite, localiza-se  na Rodovia 222, km, N° 72, em Vargem Grande,  onde ao longo  dos anos tem se destacado na criação de caprinos e ovinos, proporcionando um ambiente favorável para o desenvolvimento da caprinocultura dado às características geográficas que possui.  De acordo com dados da Accovag, este será  o primeiro projeto de beneficiamento de leite de cabra a ser instalado no Estado do Maranhão sob o registro do serviço de inspeção estadual.

Para o secretário da Sedes, Fernando Fialho, a entrega da fábrica de derivados de leite, representa um marco importante para o Estado.   De acordo com o seu ponto de vista,  incrementar o mercado  e garantir  à ele produtos da agricultura familiar, é   a melhor forma para que os agricultores familiares possam se estruturar e a partir daí, aumentar a renda, e melhorar a sua produção.

Fernando Fialho inaugura a Usina de beneficiamento em Vargem Grande.

Fernando Fialho inaugura a Usina de beneficiamento em Vargem Grande.

“Para nós, governo do Estado, é uma satisfação muito grande está presente neste evento,  para assistir de perto, um marco de transformação, consolidando uma vocação local e fazendo com que esta vocação seja fortalecida economicamente. Não tenho dúvida de que  possamos dar continuidade na melhoria da renda  e na melhoria da qualidade de vida a esse agricultores”, ressaltou ele.

Jorge Fortes, da Agerp destacou o esforço da Accovag para a instalação da Usina, ao tempo que elogiou a ação da Governadora Roseana Sarney que aprovou a ideia e investiu em seu funcionamento. Agradeceu na oportunidade, a todos os parceiros que participaram no processo de construção e funcionamento da Usina de Beneficiamento.

“Precisamos agora de um suporte e um apoio maior dos caprinocultores  da região para que se possa fortalecer a atividade e daí podermos industrializar  e ampliar o mercado do leite caprino tão promissor no município de Vargem Grande, na região Itapecuru, em São Luís e nas demais regiões do Maranhão”, disse o presidente, apontando  Vargem Grande como  o maior rebanho de caprinos do Estado. “Portanto, isso nos habilita a instalar uma Usina dessas  e fazer crescer cada vez a qualidade de vida dos agricultores e dos criadores da região”, acentuou ele.

Expovargem

Realizada pelo sétimo ano consecutivo, a Expovargem  acontece no Parque de Exposições César Viana, em Vargem Grande e tem a  iniciativa da Accovag, da prefeitura local e do Governo do Estado, por meio da Agerp, e tem por finalidade mostrar a importância da produção de caprinos e ovinos  bem como o  fortalecimento desta atividade na região do baixo Itapecuru e geração de renda   aos criadores que veem na atividade, futuro promissor, já que   o município possui o maior rebanho do estado.

Raças do tipo, santa Inês, dorper, textel, anglo nubiano, boer, saneen,  bergamasca e parda alpina, fizeram parte do plantel na Expovargem 2014. A exposição  que contou com a parceria do Serviço de Apoio ao Pequeno e Micro Empreendedor (Sebrae), da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), do Banco do Nordeste do Brasil (BNB),  Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, (Senar) e de criadores.

Abertura do treinamento de derivados do leite na fazenda Baixinha em Vargem Grande.

Abertura do treinamento de derivados do leite na fazenda Baixinha em Vargem Grande.

Cerca de trinta expositores participaram do evento com dezenas  cabeças de caprinos. Alguns deles vieram dos estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Piauí. Do Maranhão,  participaram criadores de Barreirinhas, Chapadinha, Nina Rodrigues, Presidente Vargas  e Vargem Grande.

Além da exposição de animais, a Expovargem, promoveu ainda aos  criadores de caprinos e ovinos, treinamento de derivados do leite, na Fazenda Baixinha, a 11 quilômetros da sede. Na ocasião, os participantes puderam receber orientações acerca da produção de queijo, doce de leite iogurte. Todos à base do leite de cabra.

”A oportunidade está chegando nas mãos de vocês para trabalhar os derivados. Espero que sejam bem sucedidos e espero ver o sucesso em um futuro bem próximo”, disse o médico veterinário e incentivador do evento, Everaldo Cadena, da Emater da Paraíba.

Texto e Fotos: Leocândida Rocha

Terra Legal entrega títulos para 190 agricultores familiares maranhenses

Mais 190 agricultores familiares do Maranhão recebem, a partir de sábado (20), títulos definitivos das propriedades onde vivem. Os documentos, emitidos pelo Programa Terra Legal do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), garantem às famílias segurança para produzir e ainda incentivam a preservação ambiental. Serão beneficiados os agricultores familiares dos municípios de Pedro do Rosário, Vila Nova dos Martírios e São Pedro da Água Branca. As entregas vão até dia 27.

O documento definitivo vai auxiliar no desenvolvimento sustentável da região. “Com ele, os agricultores familiares têm melhores condições de produzir alimentos saudáveis e preservar o meio ambiente. O título, também, é a porta de entrada para as políticas públicas do Governo Federal”, explica o secretário Extraordinário de Regularização Fundiária na Amazônia Legal do MDA, Sérgio Lopes.

Programa Terra Legal Amazônia

O programa tem como objetivo a regularização de áreas e imóveis que estão em terras públicas federais, desde que não sejam reservas indígenas, unidades de conservação, florestas públicas e áreas da Marinha e reservadas à administração militar. Criado em 2009, é coordenado pelo MDA e executado em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) na Amazônia Legal – região que abrange nove estados.

O Terra Legal promove à redução do desmatamento e o aumento da produtividade dos agricultores familiares, pois ao receber o título de propriedade do terreno, o dono se compromete a cumprir os requisitos legais, como a manutenção da área de preservação permanente ou o reflorestamento da área desmatada. Os agricultores familiares e comunidades locais têm prioridade no atendimento.

Ouça a matéria de rádio aqui.

Serviço

Entrega de 30 títulos de terra para agricultores familiares de Pedro do Rosário (MA)
Data: 20 de setembro (sábado)
Horário: ao longo de todo o dia
Local: Diretamente na casa dos beneficiados.

Entrega de 70 títulos de terra para agricultores familiares de Vila Nova dos Martírios (MA)
Data: 26 de setembro (sexta-feira)
Horário: 10 h
Local: Câmara Municipal – Rua Rio Branco s/nº – Centro – Vila Nova dos Martírios (MA)

Entrega de 90 títulos de terra para agricultores familiares de São Pedro da Água Branca (MA)
Data: 27 de setembro (sábado)
Horário: 10 h
Local: Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) – Rua Nova, nº 2 – Centro – São Pedro da Água Branca (MA)
Mateus Zimmermann
Ascom/ MDA

 

Agerp entrega veículos para intensificar assistência técnica no Maranhão

DSC01394

A Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp-MA) renovou a sua frota de veículos para atender aos agricultores familiares de todo o Maranhão por meio de seus escritórios regionais.

Os automóveis adquiridos pelo Governo do Estado tem como função primordial garantir melhores condições de trabalho aos técnicos nos seus escritórios e no campo, georeferenciando unidades familiares de produção e projetos, bem como facilitando o deslocamento para desempenho de suas atividades.

A aquisição de tais conduções foi feita no âmbito Programa Viva Maranhão, financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, (BNDES). Nesta primeira etapa, a Agerp recebeu 52 veículos tipo passeio.

A entrega das primeiras unidades aos gestores regionais ocorreu nesta quarta, (17), por meio do presidente, Jorge Fortes, e pela diretora de Assistência Técnica e Extensão Rural, (Ater), Thelma Aragão e coordenadores.

Foram agraciados neste primeiro momento, os escritórios de Chapadinha e Viana. Até meados do mês de outubro, todas as regionais deverão receber da Agerp,   novos veículos para intensificar o trabalho de assistência ao trabalhador rural.chapadinha

“Esse momento tão esperado é fruto de muita luta e compromisso com uma assistência técnica de qualidade aos agricultores familiares maranhenses. Condições de trabalho para nossa equipe sempre foi uma das nossas maiores preocupações”, disse Thelma Aragão, destacando o papel da Agerp para o  desenvolvimento rural do nosso Estado.

Para o gestor regional de Chapadinha, Daniel Almeida, os carros servirão para   dinamizar as ações da Agerp no Estado, bem como as ações de atendimento na zona rural do estado. “A gente tem dentro da regional a execução de duas Chamadas Públicas onde o déficit de veículos era uma preocupação. Estávamos com dificuldade de deslocar os técnicos para execução das atividades  tanto das Chamadas quanto as corriqueiras. Agora, faremos um atendimento às famílias com mais eficácia”, afirmou ele.

vianaPara o gestor de Viana, Marlúcio Mendonça, esses veículos vão  fortalecer a infraestrutura da Agência bem como, atender as necessidades além de assegurar as ações de Assistência Técnica nas regiões de trabalho. “O corpo técnico da Agerp é eficiente, mas sem a estrutura logística não temos condições de chegar até aos agricultores. Esses veículos vão viabilizar nossa ida às zonas rurais e realizar uma boa assistência técnica”, ressaltou  Mendonça.

 

Fonte: Ascom Agerp

Equipe da Agerp se reúne para discutir Chamada da Sustentabilidade

DSC01384A diretora de Assistência Técnica e Extensão Rural, (Ater), realizou esta semana, reunião com coordenadores e assessores da Chamada Pública da Sustentabilidade para discutirem a divisão da equipe e quais os papeis que cada coordenador e assessor vai desempenhar neste processo, e debater a construção do comitê gestor em cada município envolvido na Sustentabilidade bem como, definir o cronograma de atividades que terão início no próximo mês de outubro.

“Acredito que agora vai ter um encaminhamento das atividades, a gente vai poder atuar de forma mais ativa e pontual com os agricultores familiares e dar uma assistência técnica contínua”, disse a coordenadora técnica da Chamada Pública dos municípios de Amarante, Açailândia, Buriticupu e Bom Jesus das Selvas, Kenia Cavaignac ao falar das expectativas com o lançamento da Chamada Sustentabilidade pela Agerp.

A Agerp já atua na área da sustentabilidade e com a aprovação do projeto da Chamada vai garantir melhor atendimento aos agricultores beneficiados.

“Dentro da realidade da comunidade, no que eles já estão produzindo, vamos levar novas tecnologias para o desenvolvimento das atividades dos agricultores”, enfatizou o assessor de meio ambiente, Beltran Andrade Barros ao destacar que as famílias participantes são aquelas que possuem renda anual de dois a dez salários mínimos.

Fonte: Ascom Agerp

Agricultores familiares têm desconto em negócios

Agricultores familiares têm desconto no financiamento de 25 culturas pelo Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) neste mês. São beneficiados os produtores de açaí, algodão em caroço, arroz em casca, babaçu, batata, borracha natural extrativa, borracha natural cultivada, cacau, cana de açúcar, castanha de caju, feijão e feijão caupi, juta/malva, laranja, leite, manga, mangaba, maracujá, milho, pequi, piaçava (fibra), raiz de mandioca, sorgo, trigo e umbu.

Os bônus foram definidos com base em pesquisa de preço no mercado. Aqueles que ficaram com o valor abaixo do esperado no início da safra foram incluídos na lista.

Assim, todos os agricultores que acessaram o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para produzir ou investir nas lavouras de alimentos contemplados na lista do PGPAF recebem o desconto, que varia conforme o produto e o estado onde ele é cultivado.

O programa contempla os principais alimentos produzidos pela agricultura familiar. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de quarta-feira (10).

O desconto vale para o período de 10 de setembro a 9 de outubro deste ano. Os preços e o bônus têm como referência o mês de agosto.

O bônus do PGPAF é calculado todo mês pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgado pela Secretaria da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SAF/MDA).

Fonte: O Estado do Maranhão

Sedes recupera estradas vicinais no sul do Maranhão

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar (Sedes) está recuperando estradas vicinais e melhoramento de caminhos de acesso nos municípios de Estreito e João Lisboa, no sul do Maranhão. O gerente de Inclusão Produtiva da Sedes, Francisco de Assis Santos, acompanhado dos prefeitos e lideranças comunitárias, vistoriou o andamento dos serviços em diversos trechos dos municípios contemplados.

Em Estreito são 182 quilômetros de estradas rurais restauradas, o que está proporcionando facilidade de escoamento da produção, melhorar o acesso entre os povoados e, consequentemente, proporcionar melhoria da qualidade de vida das populações beneficiadas.

As obras em Estreito contemplam a recuperação de trechos entre a BR-230 ao povoado Monte Alegre, Setor das Areias, Vila da Boa Esperança e Bananeiras; da Fazenda São Luís aos povoados Alegre e Assentamento Sol Nascente; da Fazenda Nova Alegria ao Assentamento Luís Rocha. Já os serviços de melhoramento dos caminhos de acesso estão sendo executados em trechos da região conhecida como Onça, compreendendo as localidades Manoel Caboré, Lourdes e Fazenda Gamaleira.

No município também estão sendo implantados sistemas de abastecimento simplificado de água nos povoados São José, Brejo da Ilha, Tabuleirão I, Tabuleirão II, Água Amarela I, Água Amarela II, Boa Esperança I e Boa Esperança II.

“Os projetos vão beneficiar cerca de mil famílias que passarão a contar com estradas melhores, sistema de abastecimento simplificado de água, proporcionando-lhes melhoria da produção agrícola e acesso aos mercados consumidores”, disse Francisco de Assis Santos.

Para o prefeito de Estreito, Cícero Neco, a recuperação das estradas vicinais do município é um dos maiores projetos realizados na área rural, porque interliga regiões, transforma a rota do transporte escolar e a vida de centenas de famílias rurais. “Estreito tem 11 assentamentos e todos foram beneficiados com obras importantes: são pontes, estradas, casas rurais, sistemas de abastecimento de água, entre outros serviços nas áreas da Saúde e Educação”.

O agricultor familiar, Raimundo Costa, da Fazenda Barra Pintada, também sente a grande mudança com a melhoria das estradas rurais. Ele produz grãos como: arroz, feijão e milho, além de hortaliças. “Agora podemos levar nossos produtos à cidade com mais rapidez e segurança”, disse ele.

João Lisboa

Os serviços de recuperação das estradas rurais de João Lisboa também estão bastante adiantados. No município, as obras contemplam trechos entre a sede municipal e os povoados Centro do Carlo e Vila Tibúcio; e da localidade Capemba d’Água ao povoado Mussambê.

Os projetos de melhoria das estradas vicinais do município de João Lisboa vão beneficiar a aproximadamente 640 famílias que moram nessas regiões, sendo que grande maioria vive da produção de hortaliças, grãos e da criação de pequenos animais.

Segundo o prefeito de João Lisboa, Jairo Madeira de Coimbra, algumas estradas estavam praticamente intrafegáveis. “Tinham muitos buracos e o ‘arreião’ tomava conta da via, o que dificultava bastante o acesso. Com a restauração, os produtos da agricultura familiar, agora, podem ser aproveitados de forma mais eficaz, principalmente nas regiões grandes produtoras de leite e hortaliças”.

O agricultor familiar Osmar Ferreira, do povoado Capemba d’Água, afirma que, com a estrada melhorada, tudo será mais fácil para a comercialização de seus produtos. “Iremos produzir mais tomate e mandioca, em grande quantidade, para fazermos mais farinha e vender na cidade; vamos ganhar mais dinheiro”, animou-se o agricultor.

Fonte: AscomSedes

Iterma beneficia mais 60 famílias com Títulos de Domínio Comunitário

GO Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar (Sedes), entregou mais dois títulos definitivos de domínio comunitário, beneficiando 60 famílias de trabalhadores rurais no município de Alto Alegre do Maranhão.

As comunidades rurais contempladas foram a Associação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do povoado Campo do Bandeira, com área de 1.485 hectares e a Associação dos Pequenos Trabalhadores Ruraisdo povoado Arame, com 335 hectares, beneficiando um total de 60 famílias, que conquistaram o direito real resolúvel sobre os imóveis rurais.

Participaram da solenidade, realizada na sede do Iterma, em São Luís, o presidente da entidade autárquica, Luiz Alfredo Soares, que representou a governadora Roseana Sarney; o advogado da Fetaema, Diogo Cabral; os presidentes das associações beneficiadas, Marcos Roberto Furtado de Oliveira e João Rosa de Sousa; lideranças comunitárias e sindicais.

Segundo Luiz Alfredo, o Instituto de Terras atende mais uma antiga aspiração de quase20 anos conforme determinação do Governo do Estado. “Temos um compromisso de priorizar a regularização de áreas indicadas pelos Movimentos Sociais e a titulação das glebas Campo do Bandeira e Arame é o resultado desse trabalho com o apoio da Sedes.

A cerimônia de entrega dos títulos tornou-se num momento de muita alegria e emoção. “Estamos felizes com os nossos títulos de domínio que têm força de Escritura Pública”, declarou um dos representantes dos trabalhadores rurais.

Os imóveis encontram-se incorporados ao patrimônio do Estado e as associações adquirentes não poderão sob qualquer pretexto transferir o domínio do imóvel a terceiros e não é permitido o seu desmembramento em lotes individuais.

Fonte: http://www.ma.gov.br