Facebook Twitter Instagram

Seminário Diques da Produção

Seminário Diques Da Produção

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

Governo realiza seminário na Baixada Maranhense para divulgar o programa ‘Diques da Produção’

redes

Seminário foi promovido nos dias 20 e 21, nos municípios de Viana e Bacurituba.

Com o objetivo de divulgar o Programa ‘Diques da Produção’ na região da Baixada Maranhense, o Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), promoveu nos dias 20 e 21, nos municípios de Viana e Bacurituba, o Seminário ‘Disques da Produção’.

Durante o encontro, o Governo apresentou as principais diretrizes do Programa e o modo como contribuirá para solucionar vários problemas  que a região enfrenta, dentre eles, a salinização dos lagos.

O programa ‘Diques da Produção’, criado na gestão Flávio Dino, visa garantir o armazenamento de água doce, e, ainda, reduzir a salinização dos campos naturais inundáveis, de forma racional, zelando pela preservação dos ambientes e segurança alimentar, em benefício das gerações atuais e futuras da região da Baixada.

De acordo com o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, a realização dos Seminários demonstra que o Governo do Estado é democrático em ouvir todos os lados envolvidos no processo de implantação do programa.

“Quando você abre um diálogo com os movimentos sociais e a sociedade civil de forma transparente sobre o Programa, queremos construir as intervenções do projeto de forma responsáveis. A Agerp faz parte do comitê gestor do ‘Diques’ e está identificando as demandas e direcionando-as para que aconteçam no tempo hábil e, assim, mudem a realidade que a região vive há décadas”, ressaltou o presidente Júlio César Mendonça.

Viana - Presidente da Agerp fala do porgrama Diques da produção

Presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, durante seminário de divulgação do programa ‘Diques da Produção’.

Presente no evento, o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, destacou que esse momento é para integrar a sociedade civil dentro do Programa.

“O ‘Diques’ tem dois eixos, construção de barragens e canais para combater a salinização dos campos, e, também, perenizar a água para garantir a subsistência do nosso agricultor familiar e dos animais. Com o programa vamos além de apenas construir diques, vamos desenvolver projetos produtivos que visam a melhoria da produção, da renda e da qualidade de vida dos pequenos produtores da Baixada”, pontuou o secretário da Sedes, Neto Evangelista.

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, reafirmou que a atual gestão se consolida como um governo participativo e popular ao ouvir movimentos sociais, entidades e sociedade civil para construir, juntos, uma proposta para melhor executar o Programa.

“No decorrer dos anos a população da Baixada passou por descrédito e estamos visitando as localidades para mostrar que o governo Flávio Dino é um governo sério e está disposto a transformar o Maranhão por meio do fortalecimento da agricultura familiar,” afirmou o secretário da SAF.

Nos municípios de Viana e Bacurituba, os Seminários reuniram representantes da gestão estadual, municipal, lideranças políticas, entidades civis organizadas e movimentos sociais; STTR, Sintraf, Universidade Estadual do Maranhão, associações de pescadores, produtores, piscicultores e agricultores familiares de vários municípios da Baixada Maranhense.

 

Chamada Pública ‘Diques da Produção’

Bacurituba - Presidente da Agerp destaca o programa Diques

Presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, durante seminário de divulgação do programa ‘Diques da Produção’.

Para o andamento do programa, está disponível uma Chamada Pública para que comunidades e povoados localizados nos 35 municípios contemplados pelo ‘Diques da Produção’ possam se credenciar para o acesso aos benefícios gerados pelas intervenções. As inscrições para a Chamada Pública estarão abertas até o dia 30 de outubro, atendendo ao pedido da sociedade civil durante os dois dias de seminário.

São 35 municípios beneficiados com os ‘Diques’, entre eles, Alcântara, Apicum-Açu, Penalva, Viana, Matinha, Monção, Pinheiro, Cururupu, Cedral, Cajari e outros. Em caráter prioritário para as obras, os municípios de Anajatuba, Bacurituba, Santa Helena, Serrano do Maranhão e Viana serão os primeiros a iniciarem a intervenção para construção do projeto.

Serão construídos por meio do Programa, diques de contenção da água salgada; pequenas barragens; canais de retenção de água e Assistência Técnica e Extensão Rural para implantação de projetos de geração de renda para a população das comunidades e povoados beneficiados com o Programa.

 

Fonte: Agerp   Texto: Samara Andrade

22/09/2016

Governo inaugura regional da Agerp em Itapecuru Mirim

O Governo está reestruturando as 19 regionais do órgão no estado. Foto: Divulgação

Escritório Regional da Agerp em Itapecuru

Foi inaugurado na última terça-feira, 13, o novo escritório regional da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) de Itapecuru Mirim, como parte das ações do projeto de reestruturação física das 19 regionais do órgão, iniciado no final de agosto, com a mudança do prédio sede em São Luís.

A unidade atenderá a demanda de 12 municípios, divididos entre o Território do Vale do Itapecuru (Vargem Grande, Pirapemas, Presidente Vargas, Anajatuba, Miranda do Norte, Matões do Norte, Nina Rodrigues, Cantanhede e Itapecuru) e três do Território Baixo Parnaíba: São Benedito do Rio Preto, Urbano Santos e Belágua, sendo este último, integrante do Plano Mais IDH.

O presidente da Agerp, Julio Cesar Mendonça, explica que a Agência passa por um momento de reorganização nessa nova gestão, com o intuito de eliminar os principais entraves que impediam a continuidade das ações em benefício do agricultor familiar nos anos anteriores.

“O antigo prédio estava deteriorado, o que dificultava a permanência tanto dos servidores, como dos agricultores assistidos, sendo o principal obstáculo para a continuidade das ações. Estamos bastante satisfeitos com as novas instalações e com os resultados conseguidos com o plano de reestruturação física da Agerp. Vamos reinaugurar um escritório por mês, o próximo será o da regional de Barra do Corda”, disse o presidente.

Com a nova sede, localizada na Rua Vereador Raimundo Pereira, nº 10, no bairro Caminho Grande, a Agerp objetiva fortalecer as atividades relativas à agricultura familiar, realizadas pela regional em benefício das famílias rurais, como emissão de DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf) execução de políticas públicas federais e estaduais que tem por finalidade reduzir a pobreza extrema no Estado, tais como o Plano Mais IDH; Cadeias Produtivas; Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) e PAA (Programa de Aquisição de Alimentos), incluindo os serviços diários de assistência técnica e extensão rural.
“Vivemos dias de bastante dificuldade, mas com o empenho e a dedicação de toda a equipe técnica, o compromisso do presidente e de toda a equipe da Agerp, finalmente os agricultores atendidos pela nossa regional terão um local digno e em conformidade com as determinações do nosso governador. Vamos trabalhar mais ainda”, afirmou o gestor da regional de Itapecuru-Mirim, Mubaraki Trabulsi.

A Agerp é o órgão do governo, vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), que atende a agricultura familiar, a pequena e a média agricultura, socializando novas tecnologias e proporcionando assistência técnica intensiva e continuada, visando à diversificação, a integração, o aumento da produção no Estado.

Presentes no evento, o diretor de assistência técnica, Josenildo Cardoso; o chefe dos escritórios regionais, Aldean Cavalcante; o supervisor administrativo financeiro, José Carlos Coimbra; toda a equipe técnica da Agerp Itapecuru e parte da equipe de São Luís; representantes do Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Presidente Vargas e Itapecuru – Mirim, representantes da prefeitura, associações e lideranças locais.
Fonte: Agerp   Data 13.09.2016

 

 

Balanço de ações do ‘Mais IDH’

Balanço De Ações Do ‘Mais IDH’

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

Técnicos do ‘Mais IDH’ destacam ações realizadas junto aos agricultores familiares

Mais idh

Governo reuniu-se com 90 técnicos do Mais IDH

Noventa técnicos do Plano ‘Mais IDH’ que trabalham prestando apoio ao desenvolvimento da agricultura familiar nos 30 municípios mais pobres do Maranhão participaram de reunião de balanço das ações de um ano do programa com o governador Flávio Dino. Em conversa no auditório do Palácio Henrique de La Rocque nesta segunda-feira (05), os técnicos relataram as experiências exitosas, reconheceram a importância e os efeitos positivos da iniciativa e debateram acerca de melhorias para o futuro.

Durante a reunião, coordenada pelo Sistema SAF (composto pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar- SAF, Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural- Agerp e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão – Iterma), foi feita uma apresentação com os resultados nos últimos 12 meses de ação. Ao todo, 3.232 famílias já foram atendidas com ações dos técnicos da SAF, superando a meta de atender 3 mil famílias nos 30 municípios do ‘Mais IDH’.

Para o governador Flávio Dino, é muito importante ver os resultados dessas ações do Governo, pois se trata de um conjunto de iniciativas relevantes em todas as áreas, com políticas públicas voltadas para a saúde, educação, entre outras áreas, sobretudo o trabalho específico de assistência técnica com os produtores. “Essa reunião é importante para que a gente possa fazer esse agradecimento, esse reconhecimento pelo gigantesco esforço que vocês tem feito. Em muitos casos começando do zero. Eu acho que foi uma iniciativa desbravadora”, disse Flávio Dino aos técnicos.

Componente da equipe técnica de Centro Novo do Maranhão, o veterinário Luís Carlos destacou que a equipe do ‘Mais IDH’ foi recebida de braços abertos pela população, pois, apesar da situação de vulnerabilidade das pessoas, era perceptível no rosto de cada um deles a esperança de dias melhores. “Pessoas que não tinham nada em seu quintal, hoje já tem galinheiros, frangos de corte, hortas implantadas. Eu trago aqui, como porta-voz dos agricultores familiares do programa, o agradecimento que eles fazem ao Governo”, destacou o extensionista.

mais idh 3

Encontro reuniu Governo e técnicos do Mais IDH

Além do importante apoio aos produtores familiares, o veterinário ressaltou o papel de cada técnico que faz parte do programa. “Aqui estão verdadeiros guerreiros, pessoas que estão levando as palavras, as ações do Governo de Todos Nós, estamos diuturnamente oferecendo assistência técnica. Nada paga o reconhecimento e o agradecimento desses beneficiários que eram de extrema pobreza, pois já estamos mudando essa realidade. Estamos no caminho certo, transformando a realidade dos municípios, dessas pessoas, dessas famílias”, reiterou.

O engenheiro agrônomo da equipe do município de Satubinha, Laércio Oliveira, explicou as dificuldades encontradas no início do ‘Mais IDH’. De acordo com ele, a população desses municípios estava totalmente cética em relação aos benefícios que estavam chegando, já que passaram décadas ouvindo promessas que nunca se concretizaram. “De um tempo pra cá, as pessoas passaram a nos procurar para quando ia ter mais vaga para se cadastrar. Agora estão vendo resultados”, realçou.

O governador ouviu atentamente cada depoimento, e disse que é gratificante ver o entusiasmo nessa visão de desenvolvimento inclusiva, para que os produtores consigam ascender a patamares cada vez maiores de capacidade produtiva e de acesso à tecnologia. “Significa dizer que o programa ‘Mais IDH’ está no caminho certo. Nós estamos plantando sementes de grande importância nestas 30 cidades outrora esquecidas, abandonas e invisíveis e que hoje recebe esse conjunto de ações que eu tenho certeza que vão elevar em médio prazo o IDH de todas as 30 cidades servindo de laboratório para experiências positivas que nós estamos levando a todo o Maranhão”, sublinhou Flávio Dino.

Mais idh 2

Agricultores beneficiados comercializam na Feira do La Rocque

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, disse que o trabalho desenvolvido ao longo desse ano é positivo. “Eu acho que é um momento ímpar na história do Maranhão essa transformação que vem acontecendo a partir da agricultura familiar, que é um dos principais eixos de desenvolvimento que o Maranhão precisa”, relatou.

Famílias assistidas pelo Plano ‘Mais IDH’ comercializaram seus produtos na feira da agricultura familiar do Palácio Henrique de La Rocque. Doze agricultores dos municípios de Aldeias Altas, São João do Sóter, Brejo de Areia, Satubinha, Araioses, Belágua, Santa Filomena, São Bernardo, Primeira Cruz, Pedro do Rosário e Governador Newton Bello, venderam seus produtos durante toda a tarde.

A agricultora Nilvam Santos, de Belágua, estava só alegria durante a feira. Feliz pelo aumento da sua produção depois da assistência técnica recebida pelo Governo do Estado, ela disse que o que antes era só para subsistência, agora se transformou em renda extra para a família. “Antes eu colhia pouco e só dava para alimentar a família. Agora já virou nosso principal meio de vida”, contou a agricultora.

Veja mais fotos aqui.

Fonte: Secap   Data: 06/07/2016

 

Governo apresenta programa ‘Diques da Produção’ à Uema

Exibindo Foto 2_Divulgação_Agerp_02092016 - Governo apresenta programa ‘Diques da Produção’ à Uema.jpg

Governo e Uema discutem parceria para o programa Diques da Produção.

Com o objetivo de construir parceria para desenvolver o programa ‘Diques da Produção’, a Agência Estadual Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) reuniu-se nesta sexta-feira (2), com a reitoria e equipe técnica da Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

Representando o Estado, estavam presentes o presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), Júlio César Mendonça, e o gerente de Inclusão Sócio Produtiva da Sedes, Martinho Lima.

O programa ‘Diques da Produção’ visa garantir o armazenamento de água doce, e ainda, reduzir a salinização dos campos naturais inundáveis, de forma racional, zelando pela preservação dos ambientes e segurança alimentar, em benefício das gerações atuais e  futuras da região da Baixada Maranhense.

Na reunião, foram apresentados os objetivos do programa e propostas para que a Uema contribua para o encaminhamento do projeto.  O presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, destacou na ocasião, o esforço do governador Flávio Dino para fomentar parceiras com instituições para melhorar a qualidade de vida dos baixadeiros, que tanto sofrem com o problema da salinização dos campos inundáveis e outros conflitos.

“Estamos compartilhando com a Uema o programa que é muito importante para o desenvolvimento da Baixada Maranhense, e a Universidade tem a expertise e várias pesquisas na área, e nada mais justo que juntarmos forças num efeito sinérgico para transformar a região que tem os piores índices de Desenvolvimento Humano,” enfatizou o presidente Júlio Mendonça.

Para o reitor da Uema, Gustavo Costa, o Governo em várias ocasiões mostra a pressa em reconstruir o Maranhão e a Universidade está disponível para contribuir, dentro das suas capacidades e estrutura que dispõe hoje, para apoiar o ‘Diques da Produção’.

“O poder público tem um débito enorme com a Baixada que passou muito tempo abandonada, e, agora, o Governo zela para a preservação do ambiente e o bem estar da população. Então, a Uema une experiências que deram certo e todo o seu conhecimento acumulado em prol do desenvolvimento da região”, ressaltou o reitor da instituição, Gustavo Costa.

Para o andamento do programa, está disponível uma Chamada Pública para que comunidades e povoados localizados nos 35 municípios contemplados pelos ‘Diques da Produção’ possam se credenciar para o acesso aos benefícios gerados pelas intervenções. As inscrições para a Chamada Pública estarão abertas até o dia 30 deste mês.

São 35 municípios beneficiados com os ‘Diques’, entre eles, Alcântara, Apicum-Açu, Penalva, Viana, Matinha, Monção, Pinheiro, Cururupu, Cedral, Cajari e outros. Em caráter prioritário para as obras, os municípios de Anajatuba, Bacurituba, Santa Helena, Serrano do Maranhão e Viana serão os primeiros a iniciarem a intervenção para construção do projeto.

Serão construídos por meio do Programa, diques de contenção da água salgada; pequenas barragens; canais de retenção de água e oferta de Assistência Técnica e Extensão Rural, para implantação de projetos de geração de renda para a população das comunidades/povoados beneficiados com o Programa.

Fonte: Agerp

02/09/2016