Facebook Twitter Instagram

Governo do Estado fortalece comercialização com Feiras da Agricultura Familiar

feira af

Feira da Agricultura Familiar

“Hoje vou pra casa com 250 reais no bolso. Estou muito feliz porque é a primeira vez que estou vendendo e só numa manhã consegui mais de R$ 200 que vai ajudar nas despesas da minha casa. Eu não vou parar por aqui, vou investir na compra de mais frangos porque agora tenho estrutura e local garantido para vender, contou Ana Paula do Assentamento Estadual 28 de Agosto, em Governador Newton Bello, que levou para a feira 10 frangos e vendeu todos.

Gerar renda ao agricultor familiar. Esse é um dos compromissos do Governo no Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar – SAF quando promove as Feiras da Agricultura Familiar como essa em que a Ana Paula participou. A semana foi de transformação na qualidade de vida dos agricultores familiares dos municípios de Vitória do Mearim, Santa Filomenta e Governador Newton Bello.

O Sistema SAF (composto pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar – SAF, Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural – Agerp e o Instituto de Colonização e Terras do Maranhão – Iterma) entregou kits do Programa Mais Feira para as famílias dos três municípios garantindo estrutura adequada e higiene para a comercialização da produção delas.

“É essa transformação que estamos realizando na agricultura familiar do Estado do Maranhão. O Sistema SAF presta assistência técnica, o agricultor produz para o sustento de sua família e, além disso, oferecemos estrutura para comercialização do excedente oportunizando qualidade de vida e dignidade a esses agricultores”, explicou Adelmo Soares, secretário da SAF.

No município de Vitória do Mearim, 22 famílias comercializaram seus produtos e arrecadaram R$ 6.122,00. Em Governador Newton Bello, as 17 famílias que participaram da feira arrecadaram em torno de 4 mil reais. Já em Santa Filomena nove comunidades com 16 agricultores familiares venderam aproximadamente 3 mil reais. Ao todo, as três feiras implantadas pelo Sistema SAF beneficiaram 55 agricultores familiares e geraram cerca de R$ 13.122,00 em comercialização.

Santa Filomena e Governador Newton Bello fazem parte do Programa do Governo do Estado, que tem o objetivo de alavancar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) nos 30 municípios de menor IDH, o Plano Mais IDH. Nesses municípios são atendidas 100 famílias (cada), que recebem assistência técnica qualificada e contínua. Agora as famílias estão comercializando o excedente da produção numa estrutura adequada e com higiene. Os kits feira são compostos por barracas, balanças, jalecos, caixa de isopor, gaiola plástica para aves e treinamento de comercialização e higiene.

Entre os produtos comercializados encontravam-se hortaliças, frutas, azeites, óleos, farinha, ovos, doces, mel, patos, galinhas caipira e peixes.

Fonte: Ascom SAF

Governo do Estado reinaugura escritório regional da Agerp em Santa Inês

Santa Ines regional

Reinauguração do órgão

O Governo do Estado, na última quinta-feira (22), reinaugurou o escritório regional da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), no município de Santa Inês. A ação integra o projeto de reestruturação das 19 sedes regionais do órgão, para proporcionar condições de trabalho a equipe, cuja função é atender agricultores familiares locais com assistência técnica em suas propriedades e a aplicação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento da região.

A Agerp de Santa Inês atende à demanda dos municípios de Pindaré-Mirim, Bom Jardim, Santa Inês, Tufilânida, Santa Luzia, Alto Alegre do Pindaré, Bela Vista, Pio XII, Igarapé do Meio, Monção e mais dois municípios que integram o Plano Mias IDH, Satubinha e São João do Caru.

O presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, ressaltou a importância da reforma nas instalações dos escritórios para a Agência. “Com o objetivo de fortalecer ainda mais agricultura familiar no estado, prestando assistência técnica continuada e de qualidade, vamos oferecer para todas as regionais um espaço que contemple o trabalho dos nossos técnicos, pensando não apenas na atuação da equipe, mas nosso público, nas famílias rurais, que vem até a Agerp em busca de apoio”, disse o presidente.

O gestor regional de Santa Inês, Jeferson Fernandes, destacou o incentivo do governador Flavio Dino para a agricultura familiar. “A Agerp passa por uma nova fase desde o início da gestão do nosso governador. Percebemos o empenho em fazer a mudança na vida das famílias rurais, com a criação do Sistema de Agricultura Familiar, em especial o apoio dado a Agerp, que com a dedicação de toda a equipe técnica, o compromisso do nosso presidente, vamos trabalhar ainda mais em prol do desenvolvimento do Maranhão”, frisou o gestor regional.

A Agerp é o órgão do governo, vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), que compõem o Sistema SAF, juntamente com o Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma). O órgão atende a agricultura familiar, a pequena e a média agricultura, socializando novas tecnologias e proporcionando assistência técnica intensiva e continuada, visando à diversificação, a integração, o aumento da produção no Estado.

Em 2016 foram inaugurados os escritórios da Agerp sede, em São Luís, o escritório de Itapecuru-Mirim e Barra do Corda. Com a reestruturação do escritório em Santa Inês, a Agerp objetiva fortalecer as atividades relativas à agricultura familiar, realizadas pela regional em benefício das famílias rurais, como emissão de DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf) execução de políticas públicas federais e estaduais que tem por finalidade reduzir a pobreza extrema no Estado, tais como o Plano Mais IDH; Cadeias Produtivas; Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) e PAA (Programa de Aquisição de Alimentos), incluindo os serviços diários de assistência técnica e extensão rural.

 

Mais Sementes

santa ines sementes

Entrega de sementes

Na ocasião, a Agerp de Santa Inês realizou o lançamento do Programa ‘Mais Sementes’, safra 2016/2017. O programa é uma iniciativa do Governo do Maranhão, realizado por intermédio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), em parceria com o Sistema Saf, por meio dos 19 escritórios da Agerp. Foram entregues 53 toneladas de sementes de milho e 36 toneladas de sementes de arroz, que serão distribuídos para os 12 municípios assistidos pela regional.

 

Estiveram presentes na solenidade de lançamento, as prefeitas eleitas nos municípios de em Santa Inês, Vianey Bringel, e Santa Luzia, Francilene Paixão; representantes de Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) em Santa Inês e municípios vizinhos, representante da Fundação Nacional do Índio (FUNAI), indígenas da Aldeia Awa, do município de Bom Jardim e toda a equipe técnica da regional, incluindo também agricultores familiares.

Fonte: Agerp

Governo do Estado promove III Encontro de Gestão e Planejamento com Gestores Regionais da Agerp

30964900373_5734e8030e_z

Premiação à Regional de Imperatriz

Na perspectiva de consolidar e qualificar os serviços de assistência técnica (Ater), com o objetivo de promover apoio a agricultura familiar, o Governo do Estado, por meio do Sistema da Agricultura Familiar (SAF, Agerp e Iterma), encerrou nesta terça-feira (20),  o III Encontro de Gestores da Agerp, que reuniu os dezenove representantes dos Escritórios Regionais do órgão nos municípios de Açailândia, Bacabal, Balsas, Barra do Corda, Caxias, Codó, Chapadinha, Imperatriz,  Itapecuru-Mirim, Pinheiro, Pedreiras, Presidente Dutra, Rosário, Santa Inês, São Luís, Viana, São João dos Patos, Timon e Zé Doca.

O Encontro, realizado nos dias 19 e 20, contou com a participação da equipe técnica da Agerp e Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), que na ocasião, desenvolveram uma programação pautada na metodologia participativa de planejamento, monitoramento e avaliação das atividades desenvolvidas no segundo ano de gestão, a fim, também, de viabilizar condições e fortalecer parcerias para a execução das ações em prol das famílias rurais em 2017.

Durante o evento, os 19 gestores regionais apresentaram projetos e atividades trabalhados em cada região do Estado. Ao final, duas regionais foram eleitas destaques em 2016, premiadas com o troféu “Experiências exitosas de Ater e Pesquisa”. O gestor regional de Balsas, Aldecy dos Santos, um dos premiados, trouxe o projeto que beneficia 34 famílias no município de Carolina, cuja área de atuação é o manejo agroecológico de quintais, com produção de frutas nativas, apicultura e extração de óleos vegetais.

Já a regional de Imperatriz, representada pelo gestor Bento Humberto e pelo técnico William Oliveira, apresentou o trabalho de repovoamento desenvolvido nas margens do Rio Pindaré, na área do assentamento Cipó Cortado, no município de João Lisboa, com a cultura do açaí, consorciada com a criação de abelha, promovendo o crescimento da polinização,  vista como um dos principais mecanismos de manutenção e promoção da biodiversidade, aumentando dessa forma, a produtividade de culturas e consequentemente, a renda das famílias.

O presidente da Agerp, Julio Cesar Mendonça, destacou a importância da qualidade dos serviços de ATER voltados para todos os programas e projetos executados pelo Sistema Saf, que contribuíram nos últimos meses para uma participação cidadã e resgate do protagonismo dos agricultores familiares no Maranhão.

30964988093_96f3db67d5_z

Encontro reuniu os 19 gestores da Agerp

“Em quase um ano à frente da Agerp, muito trabalho já foi feito e isso só foi possível por meio das ações integradas, com a atuação incansável da nossa equipe e dos gestores, que irradiam a Ater para os 217 municípios e trabalham de acordo com o compromisso pactuado entre o governador Flavio Dino e o trabalhador rural, reafirmando a função social da Agência como instrumento de apoio e mudança para vida dessas famílias”, afirmou o presidente.

Júlio César Mendonça fez ainda um balanço das atividades previstas para o próximo ano, incluindo a  formalização de parcerias com as prefeituras; implantação do sistema de gestão com base no monitoramento e indicação de esforços e resultados;  integração das ações com a SAF e o ITERMA, solidificando ainda mais o Sistema de Agricultura Familiar em 2017; realização de capacitações para todo corpo técnico do órgão; o fortalecimento da comercialização, acesso aos mercados e das práticas agroecológicas, incluindo ainda, a finalização do projeto de reestruturação dos 19 escritórios regionais da AGERP.

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, enfatizou a importância do papel desempenhado pelos gestores regionais na manutenção do diálogo entre o governo e o homem do campo.

“Não se pode deixar de destacar o comprometimento dos gestores em caminhar na mesma direção que o nosso governador Flávio Dino, e isso nos fortalece para enfrentar as dificuldades que o país vive hoje. Em um ano de muito trabalho com o Plano Mais IDH, nas Cadeias Produtivas, na realização das Agritec’s, nas Feiras da Agricultura Familiar, com as Chamadas Públicas e tantas outras ações, que só tomam forma e modificam a realidade do agricultor familiar, por meio do trabalho realizado por toda a equipe do Sistema Saf”, disse o secretário.

Presentes no evento, o secretário de Estado de Direitos Humanos e Participação popular, Francisco Gonçalves, a presidente do Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), Margareth Mendes, os secretários-adjuntos de Comercialização e Organização Produtiva; Povos e Comunidades Tradicionais (SAF), Francisco Sales e Luciene Figueiredo (respectivamente); os  diretores de Assistência Técnica e Extensão Rural; Pesquisa e Desenvolvimento (AGERP), Josenildo Cardoso e Jose Malheiros, (respectivamente); incluindo ainda, toda a equipe técnica da Agerp sede.

Fonte: Agerp

Regionais da Agerp dão início à distribuição de sementes no Estado

31737110096_e26f0d97a0_z

Entrega de sementes em Viana

Para promover o acesso a um insumo básico de qualidade e cooperar com o aumento da produtividade das culturas do milho e arroz, o Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), deu início este mês, a distribuição de sementes, Safra 2016/2017, para agricultores familiares de todo Maranhão.

O trabalho é realizado em parceria com o Sistema de Agricultura Familiar (SAF), por meio das 19 regionais da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), que na última quinta-feira (15), promoveu o lançamento do Programa “Mais Sementes” em Viana, fornecendo 42 toneladas de sementes de milho e 24 toneladas de sementes de arroz, que serão distribuídas no 13 municípios atendidos pela regional.

Para o presidente da Agerp, Júlio Cesar Mendonça, com a distribuição de sementes selecionadas e a assistência técnica continuada promovida pela instituição, a perspectiva é de que o desenvolvimento do Maranhão seja impulsionado pelo campo. “A Agerp trabalha atualmente de forma conjunta com a Sagrima, promovendo não apenas o mero repasse dos grãos, mas o acompanhamento das atividades, atuando diretamente na elevação da renda do agricultor familiar, e esse mudança só é possível com a assistência técnica”, disse o presidente.

Nesta etapa do programa serão 1.006 toneladas de sementes de milho e 353 toneladas de sementes de arroz, tendo como prioridade o público beneficiário do plano “Mais IDH”, que inclui os 30 municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do estado, favorecendo também, os agricultores familiares atendidos por atividades de assistência técnica e extensão rural (Ater), como as comunidades tradicionais e assentados de reforma agrária. A entrega será realizada com o apoio dos sindicatos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais (STTR) e secretarias municipais de agricultura.

31774219275_cbb7550f0f_z

Lançamento do programa em Viana

“A distribuição de sementes integra a política de fomento à agricultura familiar executada pelo Governo do Estado, mais uma importante medida na consolidação da do setor, reafirmando o compromisso do governador Flavio Dino com o desenvolvimento das famílias rurais”, afirmou o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares.

Durante a última semana foi realizado o lançamento do programa, com a distribuição das sementes pelas regionais da Agerp em Bacabal, Balsas, Zé Doca, Barra do Corda, Presidente Dutra, Codó, São Luís, Timon, Caxias, Imperatriz, São João dos Patos, Rosário, Chapadinha, Açailândia e Pedreiras. As regionais de Itapecuru e Santa Inês darão continuidade as atividades a partir da próxima semana, e por fim, a regional de Pinheiro, que inicia sua distribuição em janeiro de 2017.

 

 

Fonte:  Agerp 

Assessoria de Comunicação

III Encontro de Gestores da Agerp

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

“Mais Sementes” em Viana

Mais Sementes Em Viana

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

Oficina de beneficiamento de peixe em Codó

72157676285694342

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

Governo assegura R$ 7,8 milhões para compra da produção de agricultores familiares

povoado cigana

Agricultores de Ciagana

Os agricultores familiares do Maranhão já têm recurso garantido para comercializar sua produção em 2017, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), foram assegurados recursos da ordem de R$ 7,8 milhões que vão beneficiar 1.218 agricultores familiares de 34 municípios maranhenses. A publicação da 3º portaria de Plano Operacional nº 51, foi divulgada no último dia 22 no Diário Oficial.

A ação é mais um resultado do trabalho desenvolvido pelo Governo do Maranhão através do Sistema SAF, composto pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma).

A coordenadora do Programa na SAF, Antônia Malheiros, explicou que o recurso do PAA é para execução mista (que envolve os governos federal, estadual e municipal) e que a SAF continuará trabalhando para adquirir ainda mais recursos e ampliar o número de agricultores beneficiados ao longo de 2017. Ela destacou que par além da execução mista do PAA, o Governo do Maranhão, a partir do PAA direto, executará R$ 3,2 milhões para atender 990 agricultores.

Além da garantia de recursos do PAA para 2017, foi realizada uma intensa agenda nos últimos sete dias, o que possibilitou a chegada de sementes aos agricultores familiares no início das chuvas, ou seja, no período certo para produção; entrega das primeiras cisternas que são destinadas às unidades produtivas; e garantia de água de qualidade para famílias da zona rural com a construção de 37 sistemas de abastecimento. Também foi resgatado o Programa Crédito Fundiário que estava parado há 10 anos.

Durante a agenda realizada nos últimos dias, dez famílias do Povoado São Raimundo, que fica dentro do Assentamento Babilônia no município de Buriticupu, receberam as primeiras cisternas do Programa Cisterna Segunda Água, que permite à família beneficiada produzir o ano inteiro, mesmo no período de estiagem. Só para o município de Buriticupu serão beneficiadas 105 famílias. O programa tem investimento de R$ 40 milhões e prevê a instalação de 4.067 cisternas do tipo telhadão multiuso no Maranhão.

Jodailde Oliveira, primeira beneficiária do Programa Cisterna Segunda Água, afirmou que o equipamento será importante tanto para a produção quanto para a vida da própria família, composta pelo marido e três filhos, sendo que um destes tem necessidade especiais. “Esta cisterna na minha casa foi um presente de Deus que iluminou o coração do nosso governador para enxergar as pessoas que mais precisam. Com a cisterna terei água o ano inteiro para a criação de pintos no quintal. Agora posso trabalhar para ajudar meu marido no sustento de nossa família e, também, cuidar de meus filhos porque não vou me ausentar. Toda minha produção será no meu quintal”, afirmou emocionada.

No município de Tuntum, agora 39 famílias do povoado Cigana têm terra para plantar. Com o investimento de R$ 2,7 milhões, a partir de Acordo de Cooperação Técnica firmado entre o Governo do Maranhão, por meio do Sistema SAF, com o Governo Federal, foi possível a reativação do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), que estava parado há quase 10 anos no Maranhão. O governador Flávio Dino entregou a titulação de 972 hectares de terras, dando segurança jurídica para os agricultores plantarem milho, arroz, feijão e mandioca.

cisternas

Cisternas

Com a construção de 37 sistemas de abastecimento de água serão beneficiadas 2.774 famílias que vivem na zona rural em 33 cidades do Maranhão. O recurso da ordem de R$ 4,3 milhões é proveniente da emenda parlamentar do deputado federal Zé Carlos e o projeto já foi aprovado junto à Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para execução a partir de 2017.

“Parabenizo a competência e agilidade da equipe da SAF que aprovou o projeto junto à Fundação Nacional de Saúde. Hoje estou muito feliz por estar assinando o convênio que vai beneficiar mais de 30 municípios com sistema de abastecimento de água em 37 comunidades. Aqui estou consolidando um apelo do governador Flávio Dino que pediu aos deputados para olhar para o homem do campo, por isso, destinei a emendar parlamentar de mais de R$ 4 milhões para os sistemas de abastecimento de água que incluem construção de poço artesiano com bomba hidráulica, caixa d’água e chafariz comunitário”, enfatizou o parlamentar.

Os municípios beneficiados serão: Nina Rodrigues, Tutóia, Feira Nova, Humberto de Campos, Mata Roma, São Luís Gonzaga, Milagres do Maranhão, Axixá, Cândido Mendes Divinópolis, Presidente Dutra, Tuntum, Coelho Neto, Grajaú, São Roberto, Alcântara, Magalhães de Almeida, Barreirinhas, Bernardo do Mearim, Balsas, São Bernardo, Trizidela do Vale, Presidente Vargas, Lago Verde, Centro Novo, Buriticupu, Amapá do Maranhão, Vargem Grande, Peritoró, Turilândia, São Bento e Icatú.

Com o trabalho do Sistema SAF, pela primeira vez os agricultores familiares estão recebendo sementes no período certo para produção, nas primeiras chuvas. A Agerp entregou 1.359 toneladas de sementes de arroz e milho para agricultores familiares nas 19 Regionais da Agerp, para a safra de 2017. A Agerp trabalha, atualmente, de forma conjunta com a Sagrima, promovendo a distribuição dos grãos e acompanhamento das atividades, atuando diretamente na elevação da renda do agricultor familiar, e esse mudança só é possível com a assistência técnica oferecida”, destacou o presidente da Agerp, Júlio Cesar Mendonça.

“Desenvolvemos ações significativas de impacto positivo na vida do agricultor familiar de nosso estado. Fico feliz de ver que essas ações foram realizadas por meio de parcerias e por meio da união do Sistema SAF. Foram ações de acesso à água com a construção de poços e cisternas, entrega de terra e sementes para produzir e garantia de comercialização da produção. Essas ações representam um salto absolutamente positivo que faz com que a agricultura familiar do Maranhão se torne cada vez mais forte, levando o estado ao desenvolvimento a partir da produção”, pontuou o secretário de Agricultura Familiar, Adelmo Soares.

Fonte: Ascom SAF

Agerp assina convênio de R$ 1 milhão com o Governo Federal para fortalecer a assistência técnica no Maranhão

Assinatura convenio Agerp e Sead

Presidente da Agerp assina convênio de R$ 1milhão

Mais uma boa notícia para a agricultura familiar do Maranhão, o Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), assinou nesta quinta-feira, 8, em Brasília, convênio com a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead),para o repasse de R$ 1 milhão para fortalecer os serviços de assistência técnica maranhense.

A assinatura do convênio foi realizada durante o Seminário “Plataforma de Resultados da Assistência Técnica e Extensão Rural”, promovido pela Sead e a Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer), que reuniu representantes das 27 Emateres do país e da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).

O repasse do Governo Federal vem num momento oportuno para a Agerp, que desde o início do ano tem investido fortemente na reestruturação do órgão com melhorias na estrutura física e na valorização dos servidores.

O presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, ressaltou que por determinação e apoio do governador Flávio Dino, o órgão, – que é responsável a nível estadual de proporcionar os serviços de Ater e socializar novas tecnologias para desenvolver a produção e a produtividade dos pequenos agricultores, está implantando uma cultura de resultados positivos para a assistência técnica do estado.

“Mesmo na aridez política e financeira que passa o país, conseguimos liberar R$ 1 milhão que será investido na aquisição de equipamentos de informática e veículos. Esse recurso se reveste de forma estratégica e vai permitir melhorar a estrutura dos 19 escritórios regionais da Agerp e nos coloca no caminho certo para enfrentar 2017,”apontou o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça.

Represnetantes das entidades de Ater participam de seminário

Representantes das entidades de Ater participam de seminário

Ao todo, o Governo Federal está destinando R$ 52 milhões para fortalecer a rede pública de Assistência técnica e Extensão rural dos 27 estados da Federação. Para o secretário Especial da Sead, José Ricardo Roseno, o repasse financeiro significa mais assistência técnica para a agricultura familiar do Brasil, que há 68 anos vem transformando a vida dos agricultores familiares brasileiros com serviços de Ater.

“A Assistência técnica e extensão rural é uma política pública importante que leva conhecimento e informações ao produtor. E este investimento de R$ 52 milhões ainda em 2016, está sendo focado naquele instrumento básico para o extensionista levar informação ao agricultor no campo, que são veículos e computadores para exercer o serviço de Ater de qualidade,” disse o secretário Especial, José Roseno.

Segundo o secretário de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Adelmo Soares, o Governo do Estado, em seu segundo ano de atuação, está concretizando grandes avanços em benefício do agricultor familiar com assistência técnica continuada e de qualidade e outras ações. “O governador Flávio Dino está reestruturando a agricultura familiar do Maranhão com ações efetivas, como o fortalecimento do órgão executor de assistência técnica e extensão rural que possibilita o acesso as mais diversas políticas públicas do campo, que assim, garante o desenvolvimento da agricultura,” afirmou o secretário Adelmo Soares.

 

Fonte: Agerp   Texto: Samara Andrade  Data: 09/12/2016

Técnicos da Agerp são capacitados durante Agritec para elaborar projetos para agricultura familiar

capacitação chapadinha

Capacitação na Agritec

Técnicos da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) dos Escritórios Regionais de Codó, Chapadinha, Viana, Itapecuru-Mirim e São João dos Patos, participaram durante a última Feira da Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão – Agritec, em Chapadinha, do curso sobre elaboração de projetos, promovido pela Agerp.

A capacitação é realizada em módulos, sendo o realizado na Agritec, o pontapé do curso. De acordo com a agrônoma da Agerp que ministrou o curso, Vera Costa, a capacitação surgiu devido à necessidade das regionais para que tenham maior domínio na elaboração de projetos a serem apresentados às instituições para financiamento rural.

“Há uma necessidade que os técnicos também dominem metodologias diferenciadas de projetos e nos pautamos durante o curso na elaboração de projetos socioprodutivos, que são exatamente os modelos demandados pelo BNDES por meio da SAF”, disse a agrônoma Vera Costa.

Conforme a agrônoma, os técnicos têm certa dificuldade em dominar esse tipo de elaboração, pois o modelo mais conhecido e trabalhado pelos técnicos são os adotados pelos bancos para financiamento de crédito agrícola.

Além dos técnicos da Agerp, foram capacitados, também, técnicos de Organizações Não Governamentais – ONG’s, de Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais – STTR, e de inciativa privada.

Segundo a agrônoma, o curso tem um método diferenciado, não apenas com fundamentação teórica, mas ao final dos três módulos os técnicos terão que apresentar um projeto para ser viabilizado.

O técnico agrícola Evaldo Serra, da Regional da Agerp de Viana, participou do curso e ressaltou a importância da capacitação para elaborar os projetos dos agricultores familiares que mais necessitam de apoio, como quilombolas do município e de piscicultores de Matinha, que possuem grandes demandas para elaboração de projetos.

“Muitas vezes os agricultores não têm como pagar um profissional para elaborar os projetos, e os técnicos da Agerp sendo capacitados para isso, estaremos ajudando para que eles acessem crédito e outros financiamentos para beneficiar sua produção”, destacou o técnico.

Para o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, a capacitação é estratégica. Há uma dificuldade em aprovar projetos da agricultura familiar pelo fato de não ter pessoas capacitadas para isso.

“Faz parte da missão da Agerp e do setor de capacitação, qualificar os técnicos para realizarem este trabalho junto às famílias de agricultores e melhorar a qualidade dos projetos para que sejam aprovados perante as instituições financeiras. A meta da Agerp é capacitar cerca de 50 técnicos envolvendo todas as dezenove Regionais”, concluiu o presidente Júlio César Mendonça.

Fonte: Agerp   Texto: Samara Andrade  07/12/2016