Facebook Twitter Instagram

Flávio Dino entrega 110 cisternas, asfalto e kits esportivos em Presidente Vargas

WhatsApp-Image-2017-10-26-at-13.34.13

FOTO/DIVULGAÇÃO

Mais um município maranhense foi beneficiado com as ações do Governo do Maranhão nesta quinta-feira (26). Depois da passagem por Itapecuru-Mirim, o governador Flávio Dino esteve em Presidente Vargas, onde entregou 110 cisternas para comunidades rurais, kits esportivos e obras do Mais Asfalto na sede do município.

A primeira parada da agenda no município foi no povoado Boa Hora, beneficiado com uma cisterna do programa Primeira Água e 29 cisternas do Segunda Água. No total, Presidente Vargas recebeu 15 cisternas da primeira modalidade e 95 da segunda.

“No município de Presidente Vargas serão entregues 15 cisternas escolares e hoje, aqui na comunidade Boa Hora, será entregue uma cisterna escolar para a escola quilombola Iscolate Aguiar, beneficiando mais de 160 pessoas, entre alunos, professores e colaboradores da escola rural, que fica em um assentamento estadual”, explicou o governador Flávio Dino.

No Primeira Água são instalados reservatórios com capacidade de até 52 mil litros para abastecimento de alunos, professores e funcionários de escolas. Já o Segunda Água instala cisternas de 25 mil litros para produção da agricultura familiar.

“Nosso governo vai aonde o governo nunca foi e cuida daquilo que não era cuidado, e um desses temas é a produção. Fizemos uma Secretaria de Agricultura Familiar para ajudar quem quer produzir no Maranhão”, afirmou o governador.

WhatsApp-Image-2017-10-26-at-13.34.15

FOTO/DIVULGAÇÃO

O agricultor Romualdo Aguiar, de 62 anos, planta melancias e abóboras e foi beneficiado com uma cisterna: “Daqui pra frente é só alegria. Eu tenho certeza que o pessoal que foi beneficiado vai, sim, fazer um bom proveito dessa oportunidade”.

Mais Asfalto

Na sede do município, a pavimentação das vias urbanas realizada pelo programa Mais Asfalto garantiu mobilidade para dona Terezinha, cadeirante de 60 anos que agora poderá circular com maior facilidade pelo bairro. “Tinha muito buraco. Agora está muito melhor”.

O comerciante Ilquias Almeida tem 47 anos e também gostou das obras: “Esse asfalto foi bom demais. Sempre é ruim circular em tanto buraco”.

Para o prefeito Wellington Uchoa, a passagem do governo por Presidente Vargas é mais uma prova do apoio que o Executivo estadual tem oferecido aos municípios.

“É um prazer muito grande receber esses benefícios. O governador está de parabéns, nosso município já recebeu várias ações como ambulância, viatura, moto, teremos apoio para a caprinocultura e agora o governo vem resolver um dos nossos maiores problemas, que era a falta d’água”, disse.

Na passagem por Presidente Vargas, o governador ainda anunciou a reforma das escolas estaduais Tancredo Neves e Wladimir B. Uchoa.

“Nos satisfaz ver essa rede de apoio à produção crescendo e se consolidando”, diz Flávio Dino na Agritec de Itapecuru Mirim

ea55a822-93fb-4ae5-8c09-8e84844c1c01

FOTO/DIVULGAÇÃO

“É uma grande alegria estar aqui em Itapecuru, em mais uma iniciativa de apoio à agricultura familiar. É um investimento que nosso governo faz para que os produtores sintam a presença da gestão no que é mais importante, para que possam desenvolver sua produção. Nos satisfaz ver essa rede de apoio crescendo e se consolidando nesta ação inédita e de sucesso”, disse o governador Flávio Dino durante a abertura da 13ª edição da Feira de Agricultura Familiar (Agritec), em Itapecuru, na manhã nesta quinta-feira (26).

Esta é a primeira Agritec do Território Vale do Itapecuru, que ofereceu aos produtores a oportunidade de comercializar seus itens, participar de capacitações e de receber assistência técnica. “É importante que os segmentos de referência se unam à essa rede de apoio à agricultura familiar. A feira proporciona essa interação e é um espaço de múltiplos objetivos, pioneira e que veio para ficar”, afirmou  Flávio Dino. Na ocasião, o governador também recebeu o título de ‘Cidadão Itapecuruense’, concedido pela Câmara de Vereadores.

“É uma grande alegria estar aqui em Itapecuru, em mais uma iniciativa de apoio à agricultura familiar. É um investimento que nosso governo faz para que os produtores sintam a presença da gestão no que é mais importante, para que possam desenvolver sua produção. Nos satisfaz ver essa rede de apoio crescendo e se consolidando nesta ação inédita e de sucesso”, disse o governador Flávio Dino durante a abertura da 13ª edição da Feira de Agricultura Familiar (Agritec), em Itapecuru, na manhã nesta quinta-feira (26).

Esta é a primeira Agritec do Território Vale do Itapecuru, que ofereceu aos produtores a oportunidade de comercializar seus itens, participar de capacitações e de receber assistência técnica. “É importante que os segmentos de referência se unam à essa rede de apoio à agricultura familiar. A feira proporciona essa interação e é um espaço de múltiplos objetivos, pioneira e que veio para ficar”, afirmou  Flávio Dino. Na ocasião, o governador também recebeu o título de ‘Cidadão Itapecuruense’, concedido pela Câmara de Vereadores.

A Agritec agrega conhecimento e possibilita troca de experiências e tecnologia, avalia o secretário de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Adelmo Soares. “Na feira estão presentes os segmentos que são referência no setor agropecuário familiar, somando e contribuindo para o avanço e que as coisas aconteçam para construção do Maranhão de todos nós”, pontuou.

A feira reúne produtores familiares, representantes de movimentos sociais, gestão municipal e prossegue até este sábado (28).

Município-de-Itapecuru-Mirim-recebe-13ª-edição-da-Agritec-3

FOTO/DIVULGAÇÃO

Apoio à Produção

A produtora Lúcia Carvalho cultiva batata, macaxeira e feijão biofortificado. As culturas se desenvolveram a partir do apoio em capacitação e assistência técnica disponibilizada pelo Governo. Na feira, ela expôs a produção. “Eu aprendi uma maneira diferente e de maior resultado para minhas culturas, principalmente a de batata. Foi um aprendizado tão proveitoso que adotei a técnica e a produção aumentou e melhorou”, disse.

“Em uma visita dos técnicos uma gama de oportunidades foi oferecida a nós e ajudou muito para nossos empreendimentos. Hoje eu consigo extrair mais do potencial da minha produção”, afirma a produtora Camila Nascimento, que é de Vitória do Mearim e levou seus doces de espécie à feira.

Os projetos de apoio à produção contribuíram para mudar a vida do interno do sistema penitenciário Raimundo Pereira, 28 anos. Ele participou de várias capacitações e conseguiu reunir parte do que produz para expor no evento. “Eu aprendi a fazer muitos itens nesse projeto e faço rede, objetos de cerâmica, de pesca e de horta. Eu só quero cumprir o que devo e melhorar. Eu já mudei e quero voltar ao convívio social de cabeça erguida”, afirmou.

Outras Ações para Itapecuru

Às famílias produtoras o governador distribuiu dois kits, sendo um com 18 barracas, para produtores de Itapecuru e outro com 10 contemplando comunidades de Belágua. Os kits contêm barracas, jaleco, caixa de isopor e gaiolas para aves. O governador também assinou 25 contratos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf); e entregou 28 casas populares, integrando o Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR).

Produtores de mandioca foram beneficiados com recursos de mais de R$ 1 milhão em pagamento de fomentos. Um dos contemplados foi Evandro Bezerra dos Santos, da cidade de São Domingos do Maranhão, representando a Associação dos Agricultores Familiares da Comunidade Viola – Santo Antônio. “É uma ajuda muito importante para a gente continuar e melhorar ainda mais o que a gente produz. Eu estou muito feliz de ter esse apoio”, garantiu.

Em reforço às atividades de assistência técnica e extensão rural, o governador entregou seis veículos, que além de Itapecuru vão servir Imperatriz, Timon, Zé Doca, Presidente Dutra, São Luís e Pedreiras. Comunidades quilombolas de Itapecuru e Cantanhede foram contempladas com kits de irrigação, integrando o programa Quintais Produtivos. E ainda, kits de material esportivo compostos por redes e bolas de futebol, jogos de uniforme, apitos, cartões vermelhos e cartões amarelos, foram entregues pelo governador para prática de futebol.

Mais Cidadania

Para garantir serviços de cidadania e assistência social, o governador inaugurou uma unidade do Viva na região. “Essa unidade é de extrema relevância pois vai atender a todos os municípios do Vale Itapecuru, consolidando o projeto de ampliação da rede em todo o Maranhão”, pontuou o diretor do Procon, Duarte Júnior.

A sede tem ampla área, equipamentos novos, climatização, 25 guichês, recepção, coordenação e capacidade para 700 atendimentos por dia. O Viva vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Mais Asfalto

A agenda na cidade finalizou com vistoria às obras do programa Mais Asfalto. A ação do Governo do Estado é promovida em parceria com as prefeituras para recuperação de ruas e avenidas em todo o Estado. Serão 5,6 quilômetros de vias recuperadas em Itapecuru, alcançando um total de 10 ruas. Para as ações o Governo investe R$ 1,5 milhão.

60ª Expoema será “uma das melhores edições de todos os tempos”, diz Flávio Dino

ABERTURA

ABERTURA

A programação oficial da Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema) foi aberta neste domingo (15) com a presença do governador Flávio Dino, secretários de Governo e deputados. A comitiva prestigiou, no Parque Independência, em São Luís, o início da sexagésima edição do evento que é uma das maiores feiras do setor do estado.

“Estamos aqui simultaneamente afirmando os dois pilares principais de um projeto de desenvolvimento: educação e produção”, disse Flávio Dino durante a exposição. “Educação porque teremos mais de 80 cursos e treinamentos, visando agregar tecnologia e conhecimento. E, claro, a produção, porque este é um espaço de atividades econômicas, leilões, de exposições, dinamizando ainda mais o setor”, detalhou.

O governador destacou a importância da atividade agropecuária para o crescimento do estado, que tem taxa estimada cinco vezes maior que a média nacional, em grande parte devido a esse setor. Ele reforçou o apoio que o governo estadual vem dando à Expoema e outros eventos.

“A Expoema é uma instituição maranhense consolidada. Todos os eventos empresariais do campo e da cidade contam com o apoio do nosso Governo e com a Expoema não poderia ser diferente, que hoje está sendo aberta e tenho a segurança de que será uma das melhores edições de todos os tempos”, disse.

Números da exposição

A 60ª Expoema já começa com números importantes, como informou o secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Márcio Honaiser: “São mais de 200 expositores e 1.500 animais em exposição e negócios, mostrando a força da Expoema como vitrine da agropecuária maranhense”.

“Agentes financeiros e órgãos de Governo, além dos demais expositores estão presentes, contribuindo para o sucesso desse novo formato que reúne conhecimento, negócios e entretenimento”, acrescentou.

Sistema SAF na Expoema

Sistema SAF na Expoema

Serviços

O Governo do Estado apoia e participa da Expoema por meio de estandes de secretarias e órgãos como o Porto do Itaqui e o VIVA/Procon, levando serviços e orientações ao público do evento.

Ações educativas também estão presentes na atuação do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), com ações de educação para o trânsito, e Secretaria de Estado da Saúde (SES), com orientações de sáude.

Já as secretarias de Agricultura Familiar (SAF) e Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e as agências de Defesa Agropecuária (Aged) e Pesquisa e Extensão Rural (Agerp) promovem cursos, palestras e educação sanitária a produtores, tratadores e estudantes.

O presidente da Associação dos Criadores do Estado do Maranhão (Ascem), Ivaldeci Mendonça, agradeceu ao apoio integral do Governo à realização da exposição: “Há alguns dias, poucas pessoas acreditavam que essa Expoema poderia acontecer, mas o Governo esteve conosco em todas as etapas e está aqui acontecendo. Agora é já pensar em 2018”.

Feirinha da Ponte leva renda a pequenos produtores e lazer a comunidade

20171014_110815

Foto: Samara Andrade

Após ser revitalizada pelo Governo do Maranhão, as Vilas Gorete e Veleiros, em São Luís, contam com mais um benefício a partir deste sábado (14). O espaço localizado abaixo da Ponte Bandeira Tribuzzi, com praça, quadra de esporte e quiosques, dá lugar a uma feira para venda da produção de pequenos agricultores maranhenses.

A Feirinha da Ponte estreou com 20 barracas de hortifruticultura de produtores do Sistema SAF e do Programa Agropolos, além de barracas de lanches do Programa Mais Renda e artesanato produzido por socioeducandas da Fundação da Criança e do Adolescente do Maranhão (Funac).

A iniciativa foi aprovada pelos moradores, que além da urbanização da área, ganham agora uma programação de lazer. “Depois da revitalização que o Governo trouxe, após vivermos esquecidos há décadas, vamos ter a feirinha, inserindo a nossa comunidade, nos dando oportunidade de interagir com pessoas dos bairros vizinhos”, disse Alice Castro, presidente de associação de moradores da área.

Queremos convidar a sociedade para vir nos ver, conferir, é importante. Essa praça, quando foi feita a revitalização, passou a se chamar Maria Firmina dos Reis, em homenagem à escritora do município de Guimarães, e que agora está presente por meio desse espaço maravilhoso”, destacou a moradora.

Produtores

A feira é oportunidade de renda para pessoas como Samara Rodrigues, pequena produtora do Agropolo da Ilha, de São José de Ribamar. “Estou gostando muito porque a feirinha é uma forma de comercializar meus produtos. Uma forma, para a gente que é agricultor, que planta, vender. Antes a gente não tinha como comercializar nossa produção”, afirmou.

Foto: Samara Andrade

Foto: Samara Andrade

Agricultores das cidades de Presidente Juscelino, Rosário e Itapecuru Mirim também foram beneficiados com barracas para a venda de artesanato extraído do babaçu, cerâmica e materiais reciclados.

“Estamos muito animados em poder mostrar as potencialidades do babaçu e como é possível ter renda e qualidade de vida com o extrativismo do babaçu. Hoje trouxemos biscoitos, sorvete e artesanato. Nós só temos a agradecer a oportunidade de mostrar e comercializar nossos produtos”, disse Josélia de Jesus, do Clube de Mães Quilombolas Lar de Maria, de Itapecuru Mirim.

Primeira edição

“Nesta edição, participaram as regionais da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Itapecuru Mirim e de Rosário. O objetivo é envolver os agricultores das 19 regionais da Agência nas próximas edições”, detalhou o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça.

“O que nós estamos vendo hoje aqui, nesse espaço, é o sinal da verdadeira transformação do nosso governador Flávio Dino no estado. Esse local revitalizado, a comunidade participando, a comercialização da agricultura familiar, atrações culturais. Tudo isso é cuidar das pessoas”, enfatizou Francisco Sales, secretário adjunto da Secretaria de Agricultura Familiar (SAF).

“A comunidade está abraçando a Feirinha da Ponte, os produtores estão tendo bons resultados nas vendas e a cidade está ganhando mais essa opção de comércio e lazer, graças à iniciativa do governador Flávio Dino e o trabalho das várias secretarias irmanadas que estão aqui contribuindo com o evento”, finalizou Márcio Honaiser, secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima).

A Feirinha

Foto: Samara Andrade

Foto: Samara Andrade

A Feirinha da Ponte reúne esforços de várias secretarias estaduais. Além do suporte aos pequenos produtores por meio da Agerp, SAF e Sagrima, a feira dá espaço para artesãs da Funac e vendedores de lanches atendidos pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes).

A Secretaria do Trabalho e Economia Solidária (Setres) é outro órgão parceiro. Completando a programação, a Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur) leva atrações culturais gratuitas. Neste sábado, houve apresentação do Bloco Guerreiros do Ritmo, Megabanda, Tambor de Crioula Maracrioula e participação especial dos atores de ‘Pão com Ovo’, espetáculo da Santa Ignorância Cia de Artes.

Fonte: Sagrima

Dia de Campo sobre Produção de Rainhas atrai 150 apicultores

NOTICIA 2.

Foto: Apicultores participam de Dia de Campo

Pela primeira vez, o Maranhão promove um Dia de Campo sobre Produção de Rainhas, realizado no dia 29 de setembro no município de Santa Luzia do Paruá, na região do Alto Turi com aproximadamente 150 criadores de abelhas.  A ação é uma iniciativa do Sistema da Agricultura Familiar, por meio do Programa Mais Produção – Cadeia Produtiva do Mel.

A atividade apícola no Maranhão e na região do Alto Turi tem aproximadamente 20 anos que começou a ser desenvolvida e é a primeira vez que o Governo do Estado realiza um Dia de Campo voltado para a apicultura e justamente no município de Santa Luzia do Paruá, que é o maior produtor de mel no estado e com uma grande concentração de apicultores.

O evento teve como objetivo transferir a tecnologia de produção de rainhas, mostrando como a substituição de rainhas “velhas” por “novas” pode melhorar a produtividade dos criadores de abelhas africanizadas de 20 a 30%.

O Dia de Campo sobre Produção de Rainhas deixou um legado para o município e região, além de difundir conhecimento aos criadores, os equipamentos (caixas de mel) utilizados nas demonstrações serão doados para montagem do núcleo de rainhas que vai funcionar sistematicamente em Santa Luzia do Paruá e atenderá toda a região. Outra ação encaminhada a partir do Dia de Campo, é a reorganização da Câmara Setorial do Mel.

 

Boletim Informativo – 1

Boletim Informativo Agerp em Ação nº 01.2017

Governo lança a XIII AGRITEC que será sediada no município de Itapecuru-Mirim

20170927_131625

Foto: Divulgação

O Governo do Maranhão, por meio do Sistema da Agricultura Familiar, realizou nesta quarta-feira (27), o lançamento da XIII edição da Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (Agritec) que será sediada no município de Itapecuru-Mirim.

A Agritec do território Vale do Itapecuru acontece de 26 a 28 de outubro. O secretário Estadual da Agricultura Familiar  (SAF), Adelmo Soares, ressaltou a XIII edição da Feira.

“A Agritec é um avanço nas políticas públicas para o desenvolvimento da agricultura familiar. É uma feira que revoluciona, sempre deixa legado positivo com capacitações e treinamentos, pois, o objetivo do Governo é desenvolver o Maranhão por meio do conhecimento e da produção”, enfatizou.

Para o presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), Júlio César Mendonça, a AGRITEC Vale do Itapecuru vai fortalecer a agricultura que tem presença marcante na região.

“A  Feira vem potencializar todas as aptidões voltadas para agricultura familiar, onde tem forte desenvolvimento das cadeias produtivas de aves, ovinocaprinocultura e hortas.

20170927_132255

Foto: Divulgação

A Agritec vai impulsionar a produção e o conhecimento aos agricultores de toda a região do Vale do Itapecuru”, pontuou o presidente da Agerp.

Representando os Movimentos Sociais, Maria Domingas, presidente da Associação do Clube de Mães das Quebradeiras de Côco Babaçu, disse que a iniciativa do Governo em promover a Agritec é um incentivo para a agricultura familiar.

“Nós enquanto agricultores, precisamos realmente de iniciativas dessas para demonstrar a todo Maranhão que somos cidadãos e merecemos viver com dignidade aonde a gente está,” destacou Maria Domingas.

O prefeito do município de Cantanhede, Marco Antonio  “Ruivo”,  afirmou que “as expectativas são grandes para o município participar da AGRITEC levando agricultores para comercializar e para buscar conhecimento por meio dos cursos e oficinas que serão ofertados.”

A Agritec integra um conjunto de ações para o desenvolvimento do setor rural em todo o estado e tem o objetivo de criar espaços para troca de experiências e ampliar o conhecimento tecnológico para beneficiar os agricultores familiares do estado.

A Feira é uma realização do Governo do Estado, por meio da Sistema da Agricultura Familiar  (SAF, AGERP e ITERMA), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MA), Prefeitura de Itapecuru e os movimentos sociais (MIQCB, FETRAF-MA, FETAEMA, ACONERUQ, MST).

Fonte: Agerp
Texto: Samara Andrade
Data: 27.09.2017