Facebook Twitter Instagram

Agerp na AgriTEC Lago da Pedra: Valorização da produção do agricultor e da agricultora familiar do Médio Mearim

A Agerp participa ativamente da 16ª edição da AgriTEC.

Feira da Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (Agritec), chegou a sua 16ª edição. desta vez no território do Médio Mearim. A Feira serve como vitrine para os agricultores e agricultoras maranhenses fazerem exposição e comercialização de seus produtos, obtendo assim, renda extra neste grande evento que impulsiona a economia não só dos produtores, como também da cidade e da região, devido a concentração populacional que a cidade sede recebe.

Paralelamente a isto estão ligados todos os membros do Sistema SAF, que trabalham intensamente para que a AgriTEC aconteça da melhor forma possível e que o público principal, o agricultor e a agricultora rural possa assimilar as noções passadas através dos cursos, seminários e capacitações realizadas pelo Sistema SAF e os parceiros que compõem a organização geral do evento.

Durante os três dias a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão – AGERP, enviou seus técnicos que realizaram atividades práticas com produtores da região, além dos cursos e capacitações que a Agência ministrou.

Durante a Feira, os membros da Agência passaram ensinamentos e sanaram dúvidas dos agricultores familiares da região do Médio Mearim.

A AgriTEC marca a cidade de Lago da Pedra, garantindo valorização do produtor e da produtora rural maranhense.

Em Maranhãozinho, Regional de Zé Doca presta assistência técnica na horta coletiva do Povoado Quadra Dez

Regional da Agerp de Zé Doca realiza assistência técnica junto a produtores rurais de povoado de Maranhãozinho.
A equipe de técnicos da Regional atua desde 2015 no Povoado Quadra Dez e região, os beneficiados são os agricultores e agricultoras da horta comunitária “Cultivando o Saber”, atuando com Olericultura (exploração de hortaliças) e Fruticultura.

Ao todo são 80 famílias que fornecem para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e vendem seus produtos nas feiras da agricultura familiar na região do Alto Turi.

Regional de Barra do Corda visita três aldeias indígenas para aplicação do Programa Nacional de Habitação Rural – PNHR

Os técnicos da Agerp não prestam apenas assistência técnica no plantio da mulher e do homem do campo, mas participam de todos os âmbitos da Unidade Familiar Rural. As partes econômicas, sociais e ambientais também são importantes para garantir uma maior qualidade de vida para os agricultores e agricultoras familiares maranhenses.

Neste sentido, o técnico da regional de Barra do Corda visitou ontem as Aldeias Indígenas Cajueiro, Canafístulas e Sapucaia. Em pauta, esteve a aplicação do Módulo III do Programa Nacional de Habitação Rural – PNHR.

O PNHR é um programa do Governo Federal que visa possibilitar ao agricultor e agricultora familiar e comunidades tradicionais acesso a moradia digna no campo, seja construindo uma nova casa, ou reformando/ampliando/ completando uma existente. Nas aldeias em Barra do Corda, a previsão é que 120 famílias sejam beneficiadas.

Regional da Agerp de Viana participa de encontro municipal para formulação políticas públicas para as mulheres do campo e da cidade

Na última quarta-feira, 23, a chefe do Escritório Regional de Viana, Janaira Silva Sá esteve representando a AGERP em um evento organizado pela prefeitura do município e que contou com a presença da secretária de Estado da Mulher, Terezinha Fernandes e diversas organizações do poder público e sociedade organizada para debater sobre a construção de políticas públicas voltadas para as mulheres da cidade e do campo.

Em Matões, Regional de Timon presta assistência técnica para plantio de melancia no assentamento Barra do Ininga

O assentamento do Crédito Fundiário Barra da Ininga, em Matões, existe desde 2016 e através de assistência técnica que recebe da Regional de Timon vem transformando para melhor a vida das 31 famílias que residem no local.

Ontem,24, foi realizado o preparo das covas, com adubação de fundação, esterco e calcário para o plantio da melancia, uma das várias culturas produzidas no campo agrícola irrigado de 3ha que também produz abóbora, feijão, milho, macaxeira e a partir do próximo mês maracujá.

Atualmente, o que é produzido pelos agricultores e agricultoras familiares consegue ser comercializado, seja com mercados da região, mas também com os programas governamentais de aquisição de produtos da agricultura familiar, como PNAE, e o PAA.

Encontro de Gestores e Gestoras Regionais da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão marca uma nova fase da Agência

Durante os dias 17 e 18 de maio acontece o Encontro de Gestores e Gestoras Regionais da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão. Reunindo todos os 19 chefes dos Escritórios Regionais para realização de atividades que acontecem na sede da Agerp, em São Luís, junto com alguns técnicos e representando as regiões atendidas pela agência.

Na abertura, além dos gestores, o evento contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça; da presidenta da Agerp, Loroana Santana; da secretária adjunta de Extrativismo, Povos e Comunidades Tradicionais, Luciene Dias Figueiredo, de coordenadores do Iterma, superintendentes da SAF, diretores e funcionários da Agerp.

O evento tem a função de realizar alinhamento do planejamento das ações 2018 do Sistema da Agricultura Familiar, Agerp, Iterma, SAF, e também a formação de agentes administrativos para produção de plano de trabalho e relatório mensal de atividades desenvolvidas pelas regionais da Agerp.

No primeiro dia, serão realizadas apresentações dos parceiros de Sistema SAF (Agerp, Iterma, SAF) e também da Aged para explanação de atividades e resolução de dúvidas relacionadas às atividades de cada regional.

“A expectativa é que possamos realizar um encontro em que todos os gestores possam participar de forma produtiva e alinhar as ações com as políticas públicas praticadas pelo Sistema da Agricultura Familiar e também com o planejamento de ações da gestão”, falou a presidenta da Agerp, Loroana Santana. O evento continua amanhã, com a apresentação dos planos de ação da agência.

A gestora da Agerp da Regional de Codó, Rosiane Lobo também comentou da importância do encontro
“Esse encontro é extremamente necessário, pois podemos tirar todas as nossas dúvidas com os programas e ações da Agerp. Podemos expor todos as nossas demandas dos escritórios regionais, isso é, de nós que estamos na ponta. Espero que a partir do que debatemos e conhecemos aqui possamos melhorar nossa atuação junto ao agricultor e agricultora familiar em cada região”, afirmou.

Regionais de Bacabal e Codó recebem visita de consultor da Sead para acompanhamento do Projeto Dom Helder Camara

Técnicos das regionais de Bacabal e Codó receberam nos últimos dias o consultor da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), Zé Rui e realizaram atividades de campo para auxiliar os agricultores e agricultoras familiares cadastrados no Projeto Dom Helder Camara da região.

Foram visitados os municípios de Bom Lugar, Codó, Lago Verde, Paulo Ramos, Peritoró, Timbiras, Vitorino Freire. Cada cidade tem 98 famílias beneficiárias do projeto, totalizando 686 famílias nas duas regionais.

O Projeto Dom Helder Camara tem como objetivo principal a redução da pobreza nas zonas rurais do Nordeste e traz um pacote de ações que visa melhorar a vida de trabalhadores e trabalhadoras rurais no Maranhão. Atualmente, ele já está em curso nos municípios do Estado.

Em Lago Verde, técnicos da Regional da Agerp de Bacabal recebem consultor Federal da Sead, e, juntos, vão a campo encontrar agricultores da região

Na tarde desta terça-feira, 15, no município de Lago Verde, técnicos da Regional da Agerp de Bacabal receberam o consultor da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), Zé Rui e participaram de atividade junto a agricultores familiares cadastrados no programa Dom Helder Câmara da região.

O programa que traz um pacote de ações para melhorar a vida de trabalhadores rurais do Maranhão já está em curso nos municípios. Amanhã a equipe da Regional vai até Vitorino Freire para dialogar com agricultores da cidade.

Sistema SAF conversa com prefeituras e Agricultores do Sertão Maranhense Sobre o Edital do Programa de Compras da Agricultura Familiar – PROCAF

A Regional da Agerp de São João dos Patos vem se reunindo com prefeituras e agricultores familiares para explanar sobre a chamada pública do Programa de Compras da Agricultura Familiar – PROCAF.

Barão do Grajaú, Nova Iorque, São Francisco do Maranhão, São João dos Patos e Sucupira do Riachão estiveram entre as cidades visitadas.

O PROCAF é idealizado pelo Governo do Estado, executado pelo Sistema SAF (Agerp, Iterma, SAF) e visa a aquisição direta, por dispensa de licitação, de produtos da agricultura familiar, in natura ou manufaturados, de agricultores familiares ou de suas organizações sociais rurais e urbanas, instituído através da Lei 10.327, de 28 de setembro de 2015, e Decreto nº 31.549, de 15 de março de 2016.

Este ano, também foi aberta uma modalidade do PROCAF exclusivamente voltada para os povos indígenas.

A agricultora, agricultor e organizações interessadas podem conferir o edital do PROCAF no site da SAF:

2018

Em Nina Rodrigues, Regional de Itapecuru-Mirim entrega sementes de feijão aos povoados Campestre e Zorra para agricultores cadastrados no Projeto Dom Helder Camara

Em continuidade a entrega de sementes de feijão para as agricultoras e agricultores familiares do Maranhão, a Regional de Itapecuru-Mirim levou as sementes para trabalhadores rurais dos povoados Campestre e Zorra, no município de Nina Rodrigues.

Os moradores destes povoados são beneficiários do Projeto Dom Helder Camara, programa que visa a redução da pobreza e apoio ao desenvolvimento rural no Nordeste brasileiro. O projeto existe desde 2001 e já era aplicado em todos os estados da região e somente na gestão do governador Flávio Dino chegou a Maranhão.