Facebook Twitter Instagram

PAA garante açaí/juçara da agricultura familiar para crianças do Centro de Convivência, em Luís Domingues

As crianças que participam do Programa Criança Feliz no Centro de Convivência de Luís Domingues deliciaram hoje, 23, com a juçara/açaí produzida pela agricultura familiar da região. Todo o saboroso alimento foi comercializado por trabalhadores e trabalhadoras rurais da região por meio do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA.

Através do PAA, os agricultores e agricultoras familiares de todo o Maranhão tem comercializado seus produtos por um preço justo. Toda a produção é doada para instituições como escolas, hospitais, creches, CRAS, dentre outros.

O programa é idealizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e executado no estado pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar. No total, o programa disponibiliza R$ 5 milhões para a compra dos produtos. O Governo do Maranhão também executa o Programa de Compras da Agricultura Familiar – Procaf no valor de R$ 3 milhões. Programa de Aquisição de Alimentos: Comprando de quem produz, doando para quem mais precisa!

Agerp e Anater realizam capacitação sobre agroecologia nos serviços de ATER

Em continuidade às capacitações dos profissionais que compõem a agência, a Agerp iniciou no dia 19 o curso de Agroecologia e serviços de ATER para 30 técnicos de 15 regionais e também da sede. A atividade foi até o dia 23 e é realizada em parceria com a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural – ANATER.

👨🏾‍🏫Pela manhã, o curso foi realizado no Centro de Ciências Agrárias da UEMA, com palestras de instrutores das duas instituições e também de um professor da universidade. Também foi visitada a Escola Fazenda Modelolo. Já à tarde, as atividades aconteceram no auditório da Agerp.

🌱A capacitação tem como intuito qualificar os técnicos da instituição para que possam auxiliar os projetos agroecológicos realizados pelos agricultores e agricultoras familiares do Estado. A agroecologia é a prática da agricultura de maneira ambiental, social, cultural e economicamente sustentável.

Projeto Bagrinho inicia suas atividades para melhoria da produtividade na Baixada Maranhense

A Agerp está realizando, em parceria com o IFMA Maracanã, o Projeto Bagrinho. Trata-se de uma pesquisa da Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento com o intuito de criar e desenvolver métodos para a ampliação da produtividade na criação do bagrinho na Baixada Maranhense.

🐟A ação está na primeira semana, de adaptação. O bagrinho (Trachelyopterus galeatus) é um peixe tradicional da região, com muita popularidade tanto entre os pescadores como também com os consumidores. Na Semana Santa, o peixe chega a ser vendido por 30 reais o quilo.

📖Durante a capacitação de Agroecologia e Ater realizado pela Agerp nesta semana, os cerca de 30 técnicos visitaram o espaço localizado no Campus São Luís – Maracanã do IFMA e aprenderam um pouco sobre as técnicas utilizadas.

Visita técnica em áreas de produção familiares em Chapadinha

Na manhã desta sexta feira (23), no município de Chapadinha, equipe da Agerp realizou visita técnica em áreas de agricultores familiares, criadores de caprinos e aves caipiras.

A atividade contou com a presença da presidenta da Agerp, Loroana Santana, que, ao lado do gestor e técnicos da Regional da cidade, foram até a área de agricultores familiares como os criadores de caprinos Neusa Brito, Marcone Vieira e seu pai Magno Costa, mais conhecido como Costinha e as criadoras de aves caipiras, Maria Domingas e Tatiana Araújo.

Durante a ação, as equipes da sede e da regional dialogaram com os agricultores assistidos pela agência sobre a produção deles. No exemplo dos agricultores familiares Costinha e seu filho Marcone, podemos verificar a eficácia da sucessão rural aplicada, pois Marcone é estudante de agronomia, e afirma que pretende aplicar o conhecimento da formação na sua área de produção. Ele e seu pai conseguem vender cheiro verde na região e obter lucro de mais de R$ 3.000,00 por mês.

Outro exemplo de valorização da produção familiar é o da criadora de aves Maria Domingas que hoje utiliza a produção para consumo próprio, entretanto, ela vislumbra iniciar as vendas de suas aves no ano de 2019 e, desta forma, conseguir melhores condições de vida para ela e seus três filhos.

Despesca da comunidade quilombola Teso do Bom prazer em Anajatuba, gera toneladas de peixe

A comunidade do Teso do Bom Prazer, em Anajatuba, é uma das beneficiadas do Programa Diques da Produção. Hoje, 15, aconteceu a primeira despesca no canal, que conseguiu 2,5 toneladas de peixe. Seu Curica, presidente da associação local, nos falou deste momento com bastante emoção e ressaltou a alegria das 50 famílias da comunidade com a ação do Governo do Maranhão.

Associação do assentamento Barra do Ininga, em Matões, realiza entrega do PROCAF

A Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Barra da Ininga realizou nesta semana a terceira entrega do PROCAF. O local é um assentamento do crédito fundiário e está localizado no município de Matões. Realizado através do Sistema da Agricultura Familiar (Agerp, Iterma, SAF), o PROCAF garante a compra com preço justo da produção da agricultura familiar estadual. O alimento é doado para instituições governamentais como CRAS, creches e escolas.

Quebradeiras de coco de assentamento em Chapadinha comercializam produção nos supermercados locais

O Projeto de Assentamento Canto do Ferreira, em Chapadinha, vem recebendo acompanhamento constante do Sistema da Agricultura Familiar (Agerp, Iterma, SAF). Ontem, 12, aconteceu a primeira entrega de produtos e subprodutos do babaçu da Associação das Quebradeiras de Coco para serem vendidos nos supermercados da cidade. As mulheres comercializaram azeite e óleo. Elas tem uma produção média de 230 litros por mês de azeite no valor médio de R$ 12,00 por litro, e 100 litros de óleo no valor médio de R$ 20,00 por litro. A associação também produz bolos e biscoitos do mesocarpo do babaçu, e ainda outros produtos da agricultura familiar.

Agerp promove capacitação sobre noções básicas de pesquisa agropecuária

Em continuidade às capacitações do planejamento plurianual em 2018, a Agerp iniciou hoje uma atividade com o tema Noções Básicas de Pesquisa Agropecuária.

O objetivo principal é a qualificação do corpo técnico da agência, a fim de buscar inovações que possam melhorar a produção do agricultor e agricultora familiar.

“Como extensionista, temos que levar a informação para o agricultor. Com a pesquisa, iremos trazer benefícios para o agricultor, seja em economia de insumos ou no aumento da produtividade”, falou Raílson de Souza, um dos 24 técnicos que participam do curso.

Assinatura da Ordem de Serviço da reforma do prédio-sede da Agerp

Nesta quarta-feira (14), no auditório da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão – Agerp, foi assinada a ordem de serviço da reforma do prédio sede da Agência, no bairro do Outeiro da Cruz.

A previsão de conclusão da obra é de 5 meses a contar da data de hoje, dia da assinatura do termo de serviço. A área de aproximadamente 1.100m² está orçada no valor de R$ 611.360,95 (seiscentos e onze mil, trezentos e sessenta reais e noventa e cinco centavos).

Na ocasião, estiveram presentes a presidenta da Agerp, Loroana Santana, o representante da Empresa Conpac e colaboradores da agência.

Agerp faz a diferença na produção nas regionais de Bacabal e Presidente Dutra

Na manhã desta quarta-feira (7), em Bacabal, nas comunidades Vila Nova Esperança e Lagoa Perto, equipe da sede da Agerp juntamente com técnicos da Regional realizaram visitas nas áreas de produção de agricultores familiares assistidos pela Agência.

Na ocasião, as equipes visitaram a área de produção do agricultor familiar Antônio de Souza. No espaço, o agricultor trabalha com tecnologia de alimentos Biofortificados, desenvolvida pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa – e implementada pela regional de Bacabal. .
Na área, será desenvolvida uma Unidade de Validação Tecnológica (UVT) que será utilizada para multiplicação de manivas, expandindo ainda mais a produção em benefício de outros agricultores familiares do Maranhão atendidos pela Agerp.

À tarde, na sala de reuniões da Regional de Bacabal, a presidenta da Agerp, Loroana Santana, realizou reunião de alinhamento junto a gestora e os técnicos da agência.

Na manhã desta quinta-feira (8), nas cidades de Presidente Dutra e São Domingos do Maranhão, a equipe da sede da Agerp junto com a equipe da Regional local participaram de várias ações de beneficiamento da agricultura familiar maranhense.

No município de Presidente Dutra, no Centro de Referência de Assistência Social – CRAS, as equipes realizaram a entrega de alimentos que serão distribuídos para cidadãos em estado de vulnerabilidade social através do Procaf, que neste ano beneficia os agricultores familiares que comercializam para o programa em R$ 100.000,00.

Ainda no turno da manhã, na cidade de São Domingos do Maranhão, as equipes realizaram visitas técnicas nos povoados Viola e Lagoa dos Patos. Na comunidade Viola, o Governo do Maranhão está construindo uma Agroindústria de Farinha, beneficiando diretamente produtores que estão inseridos na Cadeia Produtiva da Mandioca.

Na comunidade Lagoa dos Patos, na área de produção do agricultor familiar Edmar Silva, as equipes visitaram a produção de mandioca e abacaxi do produtor.

Edmar garante que depois do trabalho dos técnicos da Agerp passou a comercializar seus produtos em maior quantidade e em melhor qualidade.