Facebook Twitter Instagram

Agerp Regional de Santa Inês Realiza Entrega de Sementes Para Agricultores Familiares de Satubinha

Nesta quinta-feira, 20, o Governo do Maranhão, através dos técnicos da Agerp de Santa Inês, realizou entregas de sementes de milho e arroz para agricultores familiares de cinco povoados de Satubinha.

A ação beneficia mais de 35 famílias de agricultores dos povoados Novo Horizonte, São Francisco, Centro do Tito, São Raimundo e Saudade.

As sementes chegam no tempo certo e, após a colheita, vão garantir melhores condições de vida para agricultores familiares maranhenses no ano de 2019.

Parceria Agerp e Anater Realiza Curso de Formação Agentes de Ater: Horticulturas Agroecológicas para técnicos de 17 Regionais

Em continuidade as capacitações realizadas da parceria entre Agerp e Anater, nesta semana está sendo realizado mais um Curso de Formação de Agentes de ATER, desta vez com o tema: Horticulturas Agroecológicas. As atividades vão até a sexta-feira, 21, e consistem em aulas teóricas e de campo, com visitas a laboratórios e propriedades que praticam a agroecologia.

Participam técnicos de 17 regionais da agência que apreendem conceitos para serem aplicadas junto aos agricultores e agricultoras familiares. Entre os instrutores, estão técnicos da casa, professores da Universidade Estadual do Maranhão e representantes do Ministério do Meio Ambiente.

Ao todo, a parceria produziu 7 capacitações em 2018, atualizando o corpo técnico da Agerp, permitindo a melhor prestação dos serviços de assistências técnica e extensão rural, gerando mais renda e mais qualidade de vida pra os homens e mulheres das Zonas Rurais Maranhenses.

Magnífica! Cerveja Feita a Partir da Produção de Mandioca de Agricultores Familiares Assistidos Pela Agerp é Lançada Pela AmBev

Nascida no Maranhão, feita para os maranhenses! Essa é a Magnífica! Cerveja fabricada pela cervejaria Ambev que tem como matéria prima a mandioca produzida pelos agricultores familiares do Tabuleiros de São Bernardo, em Magalhães de Almeida! Na última quarta-feira, dia 18, aconteceu o lançamento oficial com a presença do governador do Maranhão, Flávio Dino e de outras autoridades, como o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça e a presidenta da Agerp, Loroana Santana.

A produção da nova cerveja é fruto de parceria entre a Governo do Maranhão e a Ambev, que, após diversas reuniões, estabeleceu a ampliação de investimentos da empresa no Estado. Em um primeiro momento, 78 famílias de agricultores familiares do Tabuleiro fornecerão mandioca para a produção da Magnífica. A proposta é que, até o final de 2019, mais de duas mil famílias de agricultores familiares sejam agregadas ao projeto.

Para o governador Flávio Dino, a escolha da Ambev para produção da mandioca produzida no Tabuleiro de São Bernardo é uma forma de valorizar o trabalho feito pelos trabalhadores rurais, que na atual gestão receberam assistência técnica através da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural (Agerp).

“Por intermédio da Agerp, o Governo tem oferecido condições para que agricultores possam produzir com mais constância, mais qualidade. É um produto ancorado em uma grande empresa, um grande investidor, que oferece para as famílias a garantia de demanda permanente”, afirma o governador do Maranhão, Flávio Dino.

A cerveja (600 ml) é vendida inicialmente por R$ 3,00 e apresenta sabor suave.

Oficina: Diálogos Sobre Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) sob a ótica dos Movimentos Sociais Reúne Gestores da Agricultura Familiar e representantes dos Movimentos Sociais do Campo do Maranhão

Na sede da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão – Agerp, aconteceu o segundo dia do Curso de Formação em Políticas Públicas para Agricultura Familiar com a oficina: Diálogos sobre Assistência Técnica e Extensão Rural Sob a Ótica dos Movimentos Sociais.

Na ocasião, representantes dos movimentos sociais conversaram com os gestores da Agência sobre formas e modos para melhorar a assistência técnica realizada pelos técnicos nas regiões onde vivem.

Segundo o consultor do Sistema SAF, Eugênio Peixoto, o encontro proporciona que os 19 gestores da Agerp dialoguem com representantes de Movimentos Sociais, algo que é bastante marcante para o desenvolvimento da agricultura familiar do Maranhão. .
“Hoje tivemos momentos bem ricos onde um órgão como a Agerp convida todos os representantes de Movimentos Sociais para falarem sobre o que eles realmente querem para assistência técnica no Maranhão”, encerra.

A oficina conta com a presença dos 19 gestores regionais da Agerp, representantes do Sistema SAF (Agerp, Iterma, SAF), coordenadores de polo do Plano Mais IDH, diretores e demais colaboradores da Agência e vai até a sexta-feira dia 21.

Em Parceria com a Anater, Agerp promove o curso de formação de gestores em Políticas Públicas para Agricultura Familiar com o Tema: Gestão em Projetos

Em São Luís, a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão – Agerp e a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural – Anater realizaram o terceiro dia de capacitações de assistência técnica e extensão rural (Ater) promovidas através da parceria entres as agências.

Na ocasião, foi ministrado o curso de Formação de Gestores em Políticas Públicas para Agricultura Familiar, trazendo o tema: Gestão em Projetos.

Formado por gestores da Agerp, representantes do Sistema SAF (Agerp, Iterma, SAF), coordenadores de polo do Plano Mais IDH, diretores, colaboradores da Agência e coordenadores de projetos voltados para políticas públicas trabalhadas pela agência, os participantes foram instruídos quanto as novas proposições da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) no Brasil.

Segundo o gerente de gestão e Formação da Anater, Vilmar Matter, a capacitação com os participantes atendeu a todas as expectativas naquilo que tange o processo de formação de gestores para o trabalho com Ater em 2019 no estado do Maranhão.

Mais Sementes! Sementes de Milho e Arroz são Entregues para Povos Indígenas na Regional de Barra do Corda

Mais Sementes para a produção! Continuam as entregas de sementes para a agricultura familiar em todo o estado! Essa semana, os Escritórios Regionais da Agerp de Rosário e Viana entregaram sementes de milho e arroz para representantes de sindicatos, prefeituras, povos e comunidades tradicionais locais, como o realizado ontem, 11, pelo Escritório Regional de Barra do Corda. Em Viana, serão entregues 42 toneladas de sementes de milho e 15 toneladas de arroz. Já em Rosário, serão 40 toneladas de milho. O Mais Sementes é coordenado pela Secretaria de Agricultura Pecuária e Pesca (Sagrima) e Sistema de Agricultura Familiar (Agerp, Iterma, SAF) que distribui as sementes através dos 19 escritórios regionais da Agerp. Ao todo, serão distribuídas 830 toneladas de sementes de milho e 130 toneladas de sementes de arroz em todo estado.

 

Capacitação de Formação de Agente de ATER para Povos e Comunidades Tradicionais é Realizada com Parceria com a Anater Para Técnicos de Regionais da Agerp em São Luís

Durante esta semana a Agerp, em parceria com a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), realiza capacitações em diversas regiões do Maranhão, como em Viana (Produção de Mel), em Chapadinha (Produção Animal) e em São Luís.

Na capital maranhense, local onde fica a sede da Agerp, técnicos de várias regionais participaram da capacitação de Formação de Agentes de Ater para Povos e Comunidades Tradicionais.

O curso contou com a presença de representantes de Povos e Comunidades Tradicionais (PCTs) do Maranhão. Segundo a Diretora de Ater da Agerp, Cláudia Cascás, o intuito da capacitação é aprimorar as atividades dos técnicos da agência no dia a dia.

“O objetivo é melhorarmos nossas referências metodológicas de assistência técnica para Povos e Comunidades Tradicionais, a fim de aprimorarmos nosso trabalho em campo.”, enfatiza.

Para a extensionista Flávia Vieira a capacitação serve como fonte de troca de experiências, tanto com os representantes dos PCTs, quanto com os outros técnicos.

“É muito importante porque nós, que somos extensionistas, estamos adquirindo experiência no trabalho de campo junto aos PCTs e também sobre a valorização e resgate cultural. Multiplicaremos estes conhecimentos com os demais técnicos de nossas regionais”, finaliza Flávia.

Fórum de Gestores da Agricultura Familiar Discute Planejamento e Avanços da Temática na Região Nordeste

O Sistema da Agricultura Familiar (Agerp, Iterma, SAF) do Maranhão se fez presente durante a 13ª Reunião do Fórum de Gestores e Gestoras Responsáveis pelas Políticas de Apoio à Agricultura Familiar no Nordeste e Minas Gerais. A atividade aconteceu nesta sexta-feira, 14, em Salvador. O Fórum é um espaço permanente de reflexão, articulação política e técnica da agricultura familiar, no qual são discutidos estratégias e instrumentos para uma ação regional articulada de fortalecimento e expansão do segmento. Entre os assuntos debatidos estão a qualificação institucional, inovações no financiamento e relação com políticas públicas complementares.

Experiência do Maranhão é destaque durante fórum de gestores da agricultura familiar, realizado em Salvador

A agricultura familiar do Maranhão foi destaque durante a reunião dos órgãos de Assistência Técnica e Extensão Rural do Nordeste, que aconteceu nesta quinta-feira, 13, em Salvador. A Informatização dos Serviços de ATER utilizado para a coleta informatizada de dados sociais e de produção dos agricultores familiares do Estado foi citada como experiência positiva no desenvolvimento da população rural e recebeu elogios de gestores de outros estados.

“O Maranhão inova ao utilizar um sistema que consegue materializar os programas, ações e políticas públicas voltadas para os agricultores e agricultoras familiares. Saber quem são as pessoas, qual a produção e onde elas residem, nos ajuda a construir as políticas públicas que fazem a agricultura familiar da região” falou a superintendente do órgão de extensão rural da Bahia, Bahiater, Célia Watanabe.

A reunião fez parte do 13º Fórum dos Gestores e Gestoras Estaduais Responsáveis pelas Políticas de Apoio à Agricultura Familiar do Nordeste e Minas Gerais, que teve a participação de gestores de todos os estados da região Nordeste, representantes de todos os movimentos sociais e do senador eleito pela Bahia, Jaques Wagner.

O Sistema Monitore – Implantado em setembro deste ano é uma plataforma de monitoramento e avaliação da execução das atividades que permite o cadastramento, comprovação e qualificação dos serviços de assistências técnica e extensão rural do Maranhão. Ele permite um diagnóstico e acompanhamento da progressão da unidade familiar das ações de ATER, possibilitando ao gestor elaborar e corrigir as políticas públicas em tempo real.

O Sistema já era anteriormente utilizado pelo Plano Mais IDH e cadastrou aproximadamente 25 mil unidades familiares em todo o Estado.

“A plataforma alimenta as instituições do Sistema de Apoio a Agricultura Familiar com informações sobre, áreas produtivas, questões de comercialização e linhas de crédito. Podemos ter todos os dados sobre a unidade familiar atendida, no campo produtivo, econômico, social e ambiental”, explica a presidenta da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão, Loroana Santana.

Capacitação de Produção de Mel é realizada, em Parceria com a Anater, para Técnicos de Várias Regionais da Agerp, em Viana

Em Viana, a Agerp e a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural – (Anater) realizam o curso de Formação de Agentes de Ater na Produção de Mel.

O curso, que teve início no dia 10 e vai até o dia 14 deste mês, reúne técnicos da Agerp que atuarão nas regiões da Baixada Ocidental, Campos e Lagos, Alto Turi, Região Tocantina e Centro Maranhense. A capacitação aperfeiçoará o trabalho dos técnicos no manejo com abelhas nativas e africanizadas, proporcionando assistência técnica mais eficiente aos produtores de mel do Maranhão.

Além disso, o curso também conta com instrutores da Agerp, Anater e da Aged

Agerp Potencializa A Produção de Jovens Agricultores Familiares da Baixada Maranhense

Nas cidades de São Vicente Férrer e Viana, jovens agricultores familiares recebem assistência técnica no plantio de hortaliças na região da Baixada Maranhense. Este é o exemplo do quilombo Charco, onde 30 jovens realizam atividades agrícolas e hoje já conseguem comercializar para o Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE e também na região.

Em Viana, no povoado Centro do Antero, os jovens agricultores da etnia dos Gamela, Jardilson Ribeiro, 21 anos, Edilberto Ribeiro, 21 anos e Robson Ribeiro, de 25 anos também recebem assistência e hoje produzem alimentos para venda nas feiras livres do município. A sucessão rural é um passo importante para a fixação do jovem no campo e é uma das razões para a diminuição do êxodo rural, proporcionando qualidade de vida e oportunidades para estes jovens agricultores.

“Depois da presença dos técnicos da equipe do governo a gente produz mais e melhor. Hoje a gente produz cheiro verde, cebolinha, pimenta de cheiro e depois dessa assistência técnica estamos aumentando nossa produção.”, finaliza Jardilson.

O trabalho da Agência é realizado com o apoio das prefeituras locais.