Facebook Twitter Instagram

Agerp participa de elaboração de Hortas Pedagógicas em escolas de São Luís junto a instituições de pesquisa e desenvolvimento agrícola do Maranhão

Nos dias 21 e 22, na sede da Embrapa Cocais, em São Luís, a Agerp se fez presente no evento de elaboração do acordo de cooperação técnica do projeto Hortas Pedagógicas.

O projeto visa promover reeducação alimentar estudantil, garantindo o consumo de alimentos saudáveis, produzidos por alunos e professores de nível fundamental da rede pública ludovicense, nas escolas Major José Augusto Mochel e Jackson Lago. Para tanto, as hortas produzidas nas escolas receberão assistência da Agerp e, além de utilizadas em sala de aula, elas serão continuadas pelos próprios discentes.

A parceria é formada pelas instituições: Agerp, Embrapa, ATP, NEA, SAAE, CEFE, SAEF, Semapa, Seduc, Semcas, Semsa, Semed, Seplan (municipal), gestores municipais e alunos do Coletivo Jovem pelo Meio Ambiente.

Em Morros, Agerp e Banco do Nordeste participam da assinatura de contrato financeiro que beneficia artesãs maranhenses

Nesta terça-feira, 19, na comunidade São Benedito, no município de Morros, a Agerp participou da assinatura de contrato de agricultoras familiares junto ao Banco do Nordeste, através do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – Pronaf.

O contrato beneficia 11 artesãs da comunidade São Benedito com o aporte de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para cada uma delas.

Por meio desta ação, as mulheres, que já recebem assistência técnica da agência, serão acompanhadas e orientadas em relação ao emprego do recurso em suas atividades de trabalho.

Presidenta Loroana Santana participa do encontro da Asbraer junto aos presidentes dos órgãos de Assistência Técnica e Extensão Rural do Nordeste, em Recife

A presidenta da Agerp, Loroana Santana esteve em Recife na última quinta-feira, 21, para reunião da Associação Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural – ASBRAER. Participaram o presidente da ASBRAER, Luiz Ademir Hessman, gestores de todos os órgãos de ATER da Região Nordeste, além do presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura – CONTAG, Aristides Santos.

Durante a reunião, foram tratados temas com muita relevância para a região, como: o panorama político econômico das entidades associadas, a Medida Provisória 871 – que trata sobre aposentadoria e rural, e as perspectivas para atuação para os próximos quatro anos.

Agerp auxilia jovem agricultor familiar de Imperatriz a vender hortaliças folhosas para o PAA

A agência presta apoio ao jovem agricultor familiar!

Marcos Silva de 19 anos produz canteiros de alface, coentro, couve e cebolinha em sua área irrigada de 0,38 hectare, em área cedida pela INFRAERO, em Imperatriz.

Ele comercializa sua produção para o Supermercado Mateus, restaurantes locais e também na própria comunidade, obtendo renda anual de 14.400,00 reais.

Com a assistência do Escritório Regional Local, ele comercializará com o Programa de Aquisição de Alimentos, ampliando sua renda, de forma a poder melhorar o seu plantio e sua qualidade de vida.

Assentados do Centro dos Teixeiras recebem orientações para a implementação de seus projetos produtivos na propriedade coletiva

Assistência técnica aos assentamentos estaduais!

As 35 famílias agricultoras familiares da Associação Centro dos Teixeiras, em Tuntum, têm recebido apoio do escritório regional da Agerp de Presidente Dutra para o desenvolvimento de atividades produtivas no assentamento.

Os técnicos conversaram com os agricultores e agricultoras familiares sobre o crédito do Subprojeto de Investimento Rural – SIC, do BNB que liberou 332.500,00 reais para projetos produtivos. No local, está em fase de implantação da criação de gado bovino, caprinos e suínos.

Depois de muita luta, os trabalhadores e trabalhadoras receberam o título de terra do Governo do Maranhão, através do Instituto de Colonização e Terras do Maranhão – Iterma. Em cerimônia realizada no dia 30 de janeiro, o governador Flávio Dino entregou 532ha para o cuidado dos produtores e produtoras, ficando 15,2ha para cada família.

Governo do Estado mobiliza agricultores familiares da Região do Baixo Parnaíba para produção da Cerveja Magnífica, da AmBev

Através do Escritório Regional de Chapadinha, a Agerp vem realizando reuniões de mobilização com agricultores e agricultoras familiares no intuito de mais famílias comercializarem sua mandioca para produção da cerveja Magnífica da Ambev. Os agricultores familiares estão sendo orientados para atender o padrão de qualidade exigido pela cervejaria e obter mais renda com a venda do seu produto.

A ação visa garantir o fortalecimento da agricultura familiar no Baixo Parnaíba, por meio do cultivo da mandioca, cultura com maior plantio na região. Até o momento, já estão envolvidos 75 agricultores e agricultoras familiares de Água Doce, Magalhães de Almeida, Santana do Maranhão, São Bernardo e Santa Quitéria que irão fornecer cerca de 460 toneladas de mandioca para as fábricas da AmBev.

Atualmente, 81 famílias do Perímetro Irrigado Tabuleiros de São Bernardo, em Magalhães de Almeida já comercializam sua produção de mandioca para a produção da Magnífica. Com mais famílias de agricultores familiares inclusas no processo, mais unidades da cerveja no mercado e mais renda para os trabalhadores e trabalhadoras da região.

Governo do Maranhão inaugura agroindústria de Mandioca no P.A. Cristina Alves, em Itapecuru-Mirim

Aproximadamente 100 famílias da Vila Cabanagem, no assentamento Cristina Alves, em Itapecuru Mirim, serão beneficiadas com a agroindústria de mandioca, entregue nesta sexta-feira (15), pelo Governo do Estado, por meio do Sistema SAF. O governador Flávio Dino esteve ao lado dos representantes do Sistema SAF e lideranças políticas e da comunidade para realizar a inauguração da casa de farinha.

A estrutura conta com lavador e descascador, triturador, prensa hidráulica, além de forno elétrico e manual, que possibilita um processo mais artesanal da produção da farinha. .
A partir de melhorias na estrutura física, será possível impulsionar a comercialização dos derivados da mandioca para o mercado convencional e institucional.

Francisco Damasceno, 54 anos, trabalha há 12 anos com a casa de farinha e agora vai trabalhar na agroindústria. “Agora vai mudar muita coisa. A gente vai ter um trabalho mais leve, fazer uma farinha de qualidade para vendermos”, contou o produtor.

Além da agroindústria, foi entregue também, a Escola Municipal Maria Aragão, que conta com uma estrutura bem diferente da antiga, de taipa e palha, que tinha piso de chão batido e umas poucas cadeiras de madeira para os estudantes.

O Sistema SAF ainda visitou no assentamento, as instalações da reforma de outra Casa de Farinha, o galpão de armazenamento de grãos e a barragem, localizados na Agrovila 17 de Abril.

Jovens agricultores familiares do Quilombo do Charco realizam colheita de macaxeira biofortificada

Os jovens agricultores familiares do Quilombo Charco em São Vicente Ferrer realizaram nesta semana a colheita da macaxeira biofortificada em seu campo agrícola. Ao todo, foram colhidos 700 kg de raiz que renderam 200 kg de polpa a ser comercializada na região.

No local, 30 jovens mantem um campo de 2,5 hectares, onde mantém, com assistência técnica da Agerp, auxílio das Secretarias de Agricultura de Olinda Nova e São Vicente Ferrer e do Projeto BioFort coordenado pelo Sistema SAF (Agerp, Iterma e SAF) o plantio da macaxeira biofortificada.

Outras culturas, como hortaliças, pimentinha, milho e batata doce são produzidas no local. Lá, também está sendo construído um aviário. A produção é comercializada em um ponto de comercialização na MA 014, em mercados regionais e também institucionais, como o PNAE.

Com o sucesso de seu campo agrícola, os jovens não precisam sair de suas cidades para conseguir emprego e renda. Isso evita o êxodo rural, garantindo mais oportunidades para os jovens em seu próprio município.

Em reunião, Agerp dialoga com deputado estadual Edson Araújo e discute melhorias de trabalho para pescadores maranhenses

Na tarde desta quinta-feira (14), na sede da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão – Agerp, em São Luís, a presidenta da Agência, Loroana Santana e a coordenadora de Assistência Técnica e Extensão Rural da Agerp, Alessandra Araújo reuniram-se com o deputado estadual Edson Araújo, que é o atual presidente da Federação das Colônias dos Pescadores do Estado do Maranhão – Fecopema.

Projetos de apoio ao trabalho de pescadores artesanais, aquicultores maranhenses e a emissão de Declaração de Aptidão ao Pronaf – DAP, foram os temas conversados durante a reunião.

Também estiveram presentes na reunião: o Diretor de Projetos da Fecopema, Patrick Freire e a Srª Selma Araújo.

Projeto Bagrinho busca beneficiar a produção de piscicultores da Baixada Maranhense

Para aumentar a produtividade da criação do peixe bagrinho, bastante popular na região da Baixada Maranhense, o Projeto Bagrinho é realizado pela Agerp, em parceria com o IFMA – Campus Maracanã. A presidenta da Agerp, Loroana Santana, esteve na manhã da última quinta-feira, 14, no local, junto ao pesquisador da Agerp, Luiz Rocha, do professor do curso de aquicultura do IFMA, Weverson Almagro, monitores e estudantes do instituto.

A pesquisa está em fase inicial, na qual se observa a criação do peixe em cativeiro, e também a sua alimentação. No próximo passo, está sendo analisada a sua reprodução. O projeto tem a intenção de se aproximar dos produtores locais, com a previsão de integração com a Associação dos Piscicultores do Povoado de Itans, no município Matinha.

O bagrinho (Trachelyopterus galeatus) é um peixe tradicional da Baixada Maranhense. Com muita popularidade na região, ele é um dos mais procurados pelos pescadores e também pelos consumidores. Na Semana Santa obtém grande valorização e chega a ser vendido por até 30 reais o quilo.