Facebook Twitter Instagram

Agerp lança sistema inédito de mapas interativos para beneficiar a agricultura familiar

A Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp/MA), órgão ligado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e mapa_maAgricultura Familiar (Sedes) lança sistema inédito no Maranhão, composto por mapas, (Mapas Agerp), no formato i3Geo (Software para internet baseado em um conjunto de outros softwares livres).

O foco principal desse sistema é qualificar o planejamento da Agerp para o segmento da Agricultura Familiar, por intermédio  da pesquisa e integração de mapas e dados produzidos ou existentes, disponibilizando a técnicos, gestores, agricultores familiares e público em geral, dados geográficos e um conjunto de ferramentas de navegação, geração de análises e de mapas sob demanda.

Para o presidente da Agerp, Jorge Fortes, o governo do estado deu um passo muito importante no que se refere à consolidação de dados geoespaciais que contribuirão de forma decisiva na melhoria da qualidade do trabalho desta Agência e dos demais órgãos.

“Com esta iniciativa, a Agerp avança consideravelmente, quando fornece informações relevantes para seus gestores e principalmente para a sociedade, tornando o governo do estado, um agente promotor de transparência de suas ações”, destacou o presidente.

Para o diretor de Pesquisa e Planejamento da Agerp e coordenador do programa, Wellington Matos, o aplicativo tem como função primordial, construir e integrar mapas temáticos interativos na internet e disseminar dados geoespaciais  produzidos pela Agerp e parceiros, permitindo o cruzamento de informações para análise da localização e de  ações de planejamento de Pesquisa Agropecuária e Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) desta Agência e do governo de modo geral.

“O Maranhão é o quarto estado da Federação a ter um sistema de mapas que contribuem para o desenvolvimento da agricultura familiar. Os outros três, estão nos estados nordestinos da Bahia (BA), Paraíba (PB) e Rio Grande do Norte”, enfatizou,  ressaltando a viabilidade de análise dos indicadores das políticas públicas desenvolvidas pelos Ministérios do Desenvolvimento Social (MDS) e  do Desenvolvimento Agrário (MDA).

Matos revelou ainda, que é possível saber por meio deste programa, a quantidade de beneficiários do programa federal Bolsa-Família em cada município e a  visualização de projetos de assentamentos do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, (Incra), de  terras indígenas demarcadas, da hidrografia e de estradas.

“Este sistema é hospedado dentro de sistema aberto e flexível. Portanto, novas camadas  poderão ser inseridas conforme o planejamento não somente da Agerp, mas também da Sedes e dos demais órgãos estaduais. Para isso, é necessário que haja avaliação prévia da equipe técnica da Agerp e dos membros do Comitê de Trabalho sobre Indicadores Rurais do Maranhão (Cirma)”, salientou o diretor de P&D da Agerp.

Governo do Estado entrega sementes a agricultores de 17 municípios da Regional de Pinheiro

Para dar prosseguimento ao calendário de plantio de grãos no Maranhão para a safra 2012/2013, o Governo do Estado distribuiu, na manhã desta terça-feira (8), 120 toneladas de sementes selecionadas de arroz e milho (sendo 60 toneladas de cada) a seis mil agricultores familiares de 17 municípios da Regional de Pinheiro.

A entrega foi feita pelos secretários de Estado Luis Fernando Silva (Casa Civil), sementes ique no ato representou a governadora Roseana Sarney; Fernando Fialho (Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar); Cláudio Azevedo (Agricultura, Pecuária e Pesca) e Victor Mendes (Meio Ambiente).

A ação, realizada no auditório do Colégio Pinheirense, tem parceria das Prefeituras Municipais. A cerimônia contou com presença de prefeitos das cidades contempladas, incluindo o de Pinheiro, Filuca Mendes, que participou do ato de entrega.

Desta vez, foram beneficiados os agricultores familiares dos municípios de Apicum-Açu, Bacuri, Bequimão, Cedral, Central do Maranhão, Cururupu, Guimarães, Mirinzal, Pedro do Rosário, Peri-Mirim, Pinheiro, Porto Rico do Maranhão, Presidente Sarney, Santa Helena, Serrano do Maranhão, Turiaçu e Turilândia.

“A entrega de sementes é uma das ações que marcam a presença do Governo do Estado na Baixada Maranhense. Ainda em Pinheiro, serão construídas senentesbarragens, estradas vicinais e sistemas de abastecimento d’água, além de um hospital que atenderá aos municípios da região”, ressaltou o secretário Luís Fernando Silva.

Ele lembrou ainda a importância do engajamento dos prefeitos para o desenvolvimento da agricultura familiar nos municípios da região, para aquecer a economia local e aumentar a produção.

Produção

O secretário Fernando Fialho afirmou que o programa de distribuição de sementes é uma ação forte do Governo do Estado em todo o Maranhão. “A distribuição de sementes contribui para o crescimento da produção e da produtividade do arroz e do milho plantados pelos agricultores familiares maranhenses”, assinalou.

Os agricultores também ressaltaram a importância da iniciativa. “Esta já é a terceira vez que vamos receber as sementes doadas pelo governo. Durante dois anos foram sementes de milho, arroz e feijão caupi. Este ano, vamos receber de arroz e milho”, disse o agricultor e presidente da Associação do Povoado Pedrinhas, em Pinheiro, Antônio Márcio Ferreira.

O agricultor destacou a experiência com o plantio da semente selecionada de milho doada pelo programa do Governo do Estado, observando pontos positivos como a redução no tempo de germinação e de colheita e o aumento do tamanho e da quantidade de espigas, em relação à semente comum.

sementes iiO prefeito de Pinheiro declarou que a parceria com o governo visa garantir mais trabalho e renda para a população. “É muito importante para a Baixada a distribuição das sementes selecionadas e também a entrega na época certa para o plantio. Além disso, a vinda de quatro secretários de Estado para a doação das sementes diretamente para os agricultores, mostra o empenho do Governo do Estado em fortalecer a agricultura familiar aqui na região”, afirmou Filuca Mendes.

 Toneladas de sementes

Ao todo, serão entregues pelo Governo do Estado, 1.505 toneladas de sementes para 92 mil agricultores familiares em todas as regiões do estado, sendo 605t de arroz e 900 t de milho. Incluindo Pinheiro, já foram atendidos 40.950 agricultores familiares, que produzem em 77 municípios de seis Regionais (Imperatriz, Timon, Viana, Itapecuru, Zé Doca e Pinheiro)com 534,7 toneladas de sementes, sendo 222,7 t de sementes de arroz e 312 t de sementes de milho adquiridas para a safra 2012/2013.

A previsão de plantio é de uma área total de 60 mil hectares, com estimativa de produção de quase 100 mil toneladas de grãos na agricultura familiar do Maranhão para a próxima safra.

Agricultores familiares das regiões da Baixada e Pindaré recebem sementes selecionadas

Agricultores familiares de 26 municípios localizados nas regiões do Pindaré e da Baixada Maranhense estão iniciando esta semana o plantio de arroz e milho com as sementes selecionadas distribuídas pelo governo estadual. A entrega Jorge Forte entrega sementessimbólica dos insumos foi feita na manhã desta quinta-feira (03) em Viana e Igarapé do Meio pelo secretário da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), Cláudio Azevedo, e o presidente da Agência de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), Jorge Fortes.

A distribuição das sementes faz parte do Programa Viva Sementes, pelo qual estão sendo distribuídas em todas as regiões maranhenses 605 toneladas de arroz e 900 toneladas de milho a 92 mil agricultores familiares, incluindo áreas quilombolas, indígenas e assentamentos rurais.

Em Viana, a solenidade de entrega contou com a presença do prefeito Francisco Gomes, além de secretários municipais e presidentes de sindicatos e agricultores da região.

O secretário Cláudio Azevedo ressaltou que a semente está chegando às mãos dos produtores no momento certo do plantio. “Estamos contando com a parceria dos sindicatos rurais, das prefeituras e, principalmente, da Secretaria do Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar, que é responsável pela distribuição das sementes”, afirmou Cláudio Azevedo.

Na regional de Viana, a previsão é de que até o próximo sábado sejam vistoria de sementesconcluídas as entregas das 90 toneladas de arroz e milho aos 13 municípios. “A parceria entre a Agerp e o Ministério do Desenvolvimento Agrário, vai possibilitar a entrega de mais 54 toneladas de sementes de milho para a região”, informou o presidente da Agerp, Jorge Fortes.

O prefeito Francisco Gomes agradeceu pela distribuição das sementes e fez um apelo aos prefeitos da região para que seja feita uma parceria entre os governos estadual, municipal e federal. “Essa aliança vai fortalecer o setor produtivo e principalmente as comunidades rurais”, avaliou ele.

O presidente da Associação Comunitária de Ricoa, localizada em Viana, contou que as 60 famílias estavam aguardando as sementes para iniciar o plantio. “Nós J. Fortes e sementesesperamos concluir o plantio até o próximo sábado e a semente está chegando na hora certa, porque antes elas eram distribuídas depois das chuvas”, ressaltou.

Em Igarapé do Meio, a entrega simbólica das 3 toneladas de arroz e 3 toneladas de milho contou com a presença do prefeito Raimundo Damasceno. Ao todo foram destinadas 90 toneladas para os 12 municípios que integram a regional de Santa Inês.

Além das sementes de arroz e milho, o governo estadual dará início à entrega de sementes de hortaliças (alface, melancia, abóbora, quiabo, cebolinha, maxixe, pepino, pimentão e coentro) a 2.440 famílias, com uma previsão de área plantada de 1.220 hectares.

A entrega simbólica de sementes de arroz e milho pelo governo estadual foi iniciada em dezembro do ano passado, quando os pequenos produtores dos municípios de Imperatriz, Zé Doca, Itapecuru Mirim e Timon receberam os insumos em eventos que contaram com a presença dos secretários Cláudio Azevedo (Agricultura, Pecuária e Pesca), Luís Fernando Silva (Casa Civil), Fernando Fialho (Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar) e Hildo Rocha (Cidades e Desenvolvimento Urbano).