Facebook Twitter Instagram

Agerp capacita equipe técnica para atuar na Gestão Responsável de Convênios

abrahao

Profissionais envolvidos na área de gestão e convênios da Agerp-MA, receberam,  nesta terça-feira, (26),  capacitação do terceiro módulo do Sistema de Convênios (Sincov). O curso  objetiva preparar  funcionários para trabalhar na nova metodologia na Gestão Responsável de Convênios. Responsável pela ministração  do curso do Sincov, foi o consultor de Convênios Públicos, Abrahão Júnior.

A capacitação, dividida em três módulos, (I Módulo OBTV, II Módulo Formalização e III Módulo de Execução e Prestação de Contas), é importante pelo fato de que todos os setores envolvidos, área técnica, jurídica e financeira, possam trabalhar juntos para agilizar e melhorar o funcionamento de cada setor.

AGERP apoia Associações do Crédito Fundiário

Credito_1
Após concluir o cadastro de 1.375 agricultores familiares no Programa Garantia Safra em Timon e 276 agricultores no município de Parnarama, técnicos da AGERP Regional de Timon estão agora empenhados no apoio às associações do Crédito Fundiário vinculadas ao Estado.  A informação foi prestada pelo Chefe do Escritório Regional da AGERP na região do Médio Parnaíba, Alberto Lima. Segundo ele, a equipe do Escritório Regional de Timon, que inclui os municípios de Timon, Matões e Parnarama, vai concluir o ano de 2013 com as metas estipuladas devidamente cumpridas.

Além das ações diárias de ATER, que inclui identificação de comunidades, diagnóstico participativo, cadastro e emissão de DAP, a AGERP em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, Secretaria Municipal de Agricultura e associações rurais concluiu a inserção de 1.375 agricultores familiares em Timon no Programa Garantia Safra, sendo que desse total 1.372 foram homologados pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável. Em Parnarama, também através de parceria, foram inseridos no programa 276 agricultores. Tanto em Timon, quanto em Parnarama, os agricultores estarão recebendo até a próxima semana os boletos para pagamento na rede bancária.

O benefício do Garantia Safra é pago com recursos do Fundo Garantia-Safra, composto por contribuições do agricultor, do município, do estado e da União. Na safra 2013/2014, a contribuição do agricultor é de 1,5% do valor do benefício (R$ 12,75), o município paga 4,5% (R$ 38,25 por agricultor); o estado contribui com 9% do valor ao Fundo (R$ 76,50) e a União paga 30% (R$ 255 por agricultor que aderir ao Garantia-Safra). O pagamento ao agricultor é feito depois que é constatada a perda de no mínimo 50% da safra no município, quer seja causada pela seca ou excesso hídrico. Essa perda é verificada através de laudos de vistorias.

Os agricultores a serem visitados para a realização dos laudos são escolhidos através de uma seleção feita pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), em Brasília – DF, beneficiando todos os agricultores da região inscritos no programa.

Credito_2Para que seja comprovada a perda da safra é necessário que a Secretaria de Agricultura do Município encaminhe ao Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA o COP (Comunicado de Ocorrência de Perdas). O ministério comprova a veracidade deste Comunicado e ao reconhecer a situação de emergência, publica a portaria no Diário Oficial da União – D.O.U. Após a publicação o pagamento será feito em cinco parcelas de R$ 170,00, totalizando R$ 850,00, através da Caixa Econômica Federal e, correspondentes bancários. O agricultor para isso receberá um Cartão do Cidadão que tem seu Número de Identificação Social (NIS).

Crédito Fundiário

Em Timon existem quinze associações do Crédito Fundiário vinculadas ao Estado, através da Secretaria do Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar coordenadas pela Unidade Técnica Estadual. A AGERP está apoiando várias associações na regularização do quadro de sócios, orientando sobre as prestações de contas e agora assumiu a elaboração dos planos de aplicação, através dos quais será possível acessar os recursos dos saldos de Subprojetos de Investimentos Comunitários (SIC) que se encontram há anos bloqueados nas contas das associações.

Os técnicos Renato Sampaio e Fábio Brito estão empenhados na elaboração dos planos de aplicação e projetos técnicos para apresentação junto à UTE objetivando a liberação dos recursos para investimento em campos agrícolas de sequeiro e irrigado, construção de poços, sistema de abastecimento de água, avicultura, suinocultura, caprinocultura, entre outras atividades, que assegurem a segurança alimentar e a geração de renda. Os prazos para apresentação dos planos e projetos vencem até o final deste mês. De acordo com Alberto Lima todo o trabalho de apoio às associações do Crédito Fundiário mostra o comprometimento da equipe do Regional de Timon com o desenvolvimento da agricultura familiar sustentável na região.

Fonte: Blog do Radialista Eliézio Silva

Secretário Luis Fernando participa de Dia de Campo em Humberto de Campos

Foto 1 Luis Fernando em Humberto de Campos foto Geraldo Furtado

O secretário de Estado de Infraestrutura, Luis Fernando Silva, representando a governadora Roseana Sarney, participou, nesta sexta-feira (22), do 2º Dia de Campo do povoado Mutuns, no município de Humberto de Campos. O objetivo principal do evento foi a difusão de tecnologias apropriadas para a produção de hortifrutos irrigados como alternativa de cultivo para empreendedores rurais no Território da Cidadania Lençóis/Munim.

Luis Fernando Silva destacou que a agricultura familiar intensifica o crescimento social e econômico do Maranhão. O secretário, que estava acompanhado do prefeito do município, Raimundo Nonato dos Santos, o Deco, e dos deputados estaduais Max Barros e Eduardo Braide, falou de sua experiência quando prefeito do município de São José de Ribamar, onde implantou projetos modelos em pólos agrícolas, que resultaram no desenvolvimento do município e gerou renda e emprego para famílias da região.

“Fui convidado para trazer, hoje, neste Dia de Campo, a experiência da cidade de São José de Ribamar na área da agricultura familiar e pesca artesanal. Mostramos como o município conseguiu gerar 2.200 oportunidades de trabalho, beneficiando 2.200 famílias de trabalhadores rurais e pescadores artesanais, melhorando a qualidade de vida e a renda”, destacou o secretário.

As ações realizadas por Luis Fernando Silva nessas áreas deram reconhecimento nacional ao município. “É possível. Não estou falando de sonho, nem de promessas. Essa é uma forma de estimular outros municípios, de dizer que o Maranhão rural, onde a agricultura familiar seja forte, gere emprego e renda, é possível”, completou Luis Fernando Silva.

O Dia de Campo é resultado de parceria entre o Governo do Estado, Sebrae, Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Participaram do evento o representante do Sebrae, Mário Borralho, e o gerente do escritório da Agerp em Rosário, Valter Costa, além de ex-prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças comunitárias locais.

Apoio técnico

O Governo do Estado tem dado apoio aos agricultores por meio da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) que por meio de seus técnicos tem acompanhado a produção nos pólos agrícolas espalhados por todo o Maranhão. “Esse é um dia relevante para esta comunidade. A participação do governo no projeto é muito importante, pois sem isso não conseguiríamos dar andamento a este trabalho”, observou o prefeito Raimundo Nonato dos Santos, o Deco.

LF e JorgeO presidente da Agerp, Jorge Fortes, disse que o dia de campo é um momento de difusão das tecnologias na produção de hortaliças utilizando uma ferramenta importante que é a irrigação artificial. “Esta é uma atividade de extrema importância para o ambiente e o tipo de ecossistema que temos na região”, observou.

Para o presidente da Associação dos Hortifruticultores de Mutuns, José Mário Bruzaca, o Dia de Campo é, também, um momento para divulgar a produção e atrair novos compradores para os produtos cultivados no pólo. “Aqui temos uma grande produção de mamão, maxixe, cheiro-verde, cenoura, melancia, entre outros produtos que são fonte de renda para as cerca de 60 famílias que vivem no local. O apoio do governo e da prefeitura é fundamental para o crescimento do nosso polo”, afirmou. Uma boa notícia foi dada aos produtores pelo deputado Eduardo Braide, a de que os agricultores vão ganhar mais kits de irrigação, patrulha mecânica.

Fonte: Secom

Produção de hortifrutos é destaque em Dia de Campo

 

capa HC

Centenas de pessoas participaram nesta sexta-feira, (22), do 2º Dia de Campo no povoado Mutuns em Humberto de Campos. O evento realizado pela Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp-MA), em parceria com a prefeitura local, SEBRAE, Banco do Brasil, Banco do Nordeste e CONAB, (Companhia Nacional de Abastecimento) – teve como principal objetivo a difusão de tecnologias apropriadas para a produção de hortifrutos irrigados como alternativa de produção aos agricultores familiares da região.

A iniciativa contou com a presença do secretário de Estado da Infraestrutura, Luis Fernando Silva, que na oportunidade representou a governadora Roseana Sarney – dos deputados estaduais: Max Barros,(vice-presidente da Assembleia Legislativa -PMDB), Eduardo Braide (PMN), do suplente de deputado, Lima Neto (PMN) e o  prefeito de Humberto de Campos – Raimundo Nonato dos Santos. Participaram ainda o gestor do Escritório Regional da Agerp em Rosário, Valter Costa, prefeitos da região, vereadores, secretários municipais, agricultores familiares e visitantes de modo geral.

Luis Fernando exaltou o trabalho que o Governo do Estado vem fazendo em favor da agricultura familiar, destacou as ações desenvolvidas em sua administração em São José de Ribamar e falou das perspectivas de ver este setor no Maranhão,  bastante promissor.

“Quero aqui parabenizar o presidente da Agerp, Jorge Fortes e a diretora de Assistência Técnica, Thelma Aragão pelo trabalho feito em prol do fortalecimento da agricultura familiar no Maranhão”, ressaltou o secretário Luis Fernando em seu discurso. O secretário apresentou  na ocasião,  vídeos contendo experiências exitosas e depoimentos de trabalhadores da agricultura familiar em São José de Ribamar.

Na oportunidade foi possível conhecer no local, as Fortes e Luis Fernandotecnologias adaptadas para a realidade da comunidade de Mutuns, tais como: Introdução de sistema de irrigação, utilização de adubos orgânicos, consórcio de culturas, rotação de cultura e introdução de minhocário (Estação Tecnológica).

Ainda no local, os agricultores familiares dos dois polos de produção de Mutuns, revelaram que 55% das vendas de seus produtos é feita de forma direta. Elas ocorrem, segundo eles, nos próprios polos, em comunidades circunvizinhas, na sede e na Grande São Luis. Já as vendas indiretas são feitas nos mercados institucionais (PAA e PNAE).

Nos polos visitados destaca-se maior produção de mamão, melancia, pimenta de cheiro, batata doce e maxixe. O trabalho é executado numa área de 2 hectares e meio de terra que são cultivados por treze jovens moradores de Mutuns que alcançam mensalmente uma renda de até 2 mil reais.

“É a prova de a agricultura familiar dá resultado”, ressaltou Valter Costa, destacando que o Território Lençóis/ Munim é o maior produtor de pimenta de cheiro, cenoura e melancia.

Para o presidente da Agerp, Jorge Fortes a dedicação ao trabalho e a vontade melhorar de são os pontos principais para se adquirir bons resultados na agricultura familiar. “Quando se produz com maior qualidade e produtividade aí melhoramos “, disse ao se dispor a ajudar ao município quanto à implantação de novos projetos produtivos.

Texto e fotos: Leocândida Rocha

Agerp implanta espaço de convivência para os funcionários

DSC08734A coordenação de Capacitação da Agerp inaugurou em meados de outubro o projeto Agerp Conviver – espaço de convivência dos funcionários, com ministração de palestras, vídeos, exposições, atividades lúdicas e diversificadas, com vistas a melhorar a qualidade de vida e a convivência entre todos os funcionários desta Agência.

As palestras são aplicadas a cada quinze dias. Do início até agora, somam-se três as exposições ministradas no auditório da Agerp. A primeira delas tratou do tema: “Por que usar terapia floral em ambientes?”, com a odontóloga, terapeuta holística e vibracional, Vivian Cruz.

Na sequencia, o pesquisador Carlos Freitas da Embrapa, ministrou: “Integração, pesquisa e extensão rural – modelo de funcionamento”. Logo depois, o público agerpiano assistiu “Índice de pobreza Municipal para no Maranhão (IPMM) – Uma análise multidimensional da pobreza no Estado”, que teve como palestrante, Talita de Sousa Nascimento. Economista, pesquisadora e chefe do Departamento de Estudos Regionais e Setoriais do IMESC (Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos).

O projeto segue até o final deste ano com temas pertinentes que possam causar interação entre os participantes. O público alvo deste projeto são gestores dos Escritórios Regionais, coordenadores, técnicos administrativos da Agerp e convidados.

 

Texto e fotos: Leocândida Rocha

Presidente da AGERP visita povoado Riachinho, no município de Urbano Santos

Jorge InvertidoO Presidente da AGERP, Jorge Luiz de Oliveira Fortes visitou, juntamente com o Secretário de Agricultura de Urbano Santos, Tomaz de Aquino, o povoado Riachinho.

Este povoado faz parte das comunidades atendidas pela AGERP no Programa Brasil Sem Miséria, através da chamada pública do Baixo Parnaíba.

Agerp implanta espaço de convivência aos seus funcionários

Conviver_2_destaqueA coordenação de Capacitação da Agerp inaugurou em meados de outubro o projeto Agerp Conviver – espaço de convivência dos funcionários, com ministração de palestras, vídeos, exposições, atividades lúdicas e diversificadas, com vistas a melhorar a qualidade de vida e a convivência entre todos os funcionários desta Agência.

As palestras são aplicadas a cada quinze dias. Do início até agora, somam-se três as exposições ministradas no auditório da Agerp. A primeira delas tratou do tema: “Por que usar terapia floral em ambientes?”,  com a odontóloga, terapeuta holística e vibracional, Vivian Cruz.

Na sequencia, o pesquisador Carlos Freitas da Embrapa, ministrou: “Integração, pesquisa e extensão rural – modelo de funcionamento”. Logo depois, o público agerpiano assistiu “Índice de pobreza Municipal para no Maranhão (IPMM) – Uma análise multidimensional da pobreza no Estado”, que teve como palestrante, Talita de Sousa Nascimento. Economista, pesquisadora e chefe do Departamento de Estudos Regionais e Setoriais do IMESC (Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos).

Conviver_1O projeto segue até o final deste ano com temas pertinentes que possam causar interação entre os participantes. O público alvo deste projeto  são gestores dos Escritórios Regionais, coordenadores, técnicos  administrativos  da Agerp e convidados.

 

Texto e fotos: Leocândida Rocha

 

Eventos Futuros

Destaque

Jorge Fortes participa em Imperatriz da Feira do Empreendedor

Destaque

O presidente da Agencia Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp-MA), Jorge Fortes, se fez presente na Feira do Empreendedor, evento realizado no município de Imperatriz, no período de 06 a nove deste mês.

A Mostra, realizada pelo SEBRAE objetivou capacitar proprietários de micro e pequenas empresas (MPE), microempreendedores individuais (MEI), potenciais empresários e o pequeno produtor rural a fim de que gerenciem melhor seus negócios, conheçam soluções de inovação e oportunidades de empreendimentos.

A sétima edição da Feira proporcionou um ambiente dinâmico com oferta de oportunidades ao tempo que disponibilizou ferramentas de apoio que auxiliem os interessados em montar seus negócios.

Em Imperatriz,  a Agerp manteve   estande no espaço do  empreendedor rural juntamente com  SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), AGED, (Agência de Defesa Agropecuária do Maranhão) SEPAQ, (Secretaria de Estado da Pesca e Aquicultura) e EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária).  Todos expondo seus trabalhos e material de divulgação aos visitantes.

feiras 163_menorAo visitar o estande da Agerp, ao lado do presidente da Associação de Produtores de Leite de Codó (Aplec), Clélio Guerra –   Fortes observou a participação de agricultores familiares e de empreendedores  de diversas regiões do Estado a fim de buscar maiores informações por meio de material impresso, palestras e orientações específicas direcionadas pela  equipe técnica treinada para atender ao público na Feira.

O presidente desta Agência visitou, também, na oportunidade, o estande da representante da Cachaça do Vale do Riachão, ao tempo que interagiu, na ocasião, com  os profissionais presentes no espaço e levantou informações pertinentes sobre o processo de produção da bebida.

“A Feira do Empreendedor é uma grande oportunidade para que empreendedores de todos os segmentos e agricultores familiares, interajam, invistam em seus negócios. A participação da Agerp nesta Exposição é fundamental para dar suporte a esse segmento”, disse Jorge Fortes.

 

Texto e fotos: Leocândida Rocha

Agerp participa da Feira do Empreendedor em Imperatriz

AngelaA Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão – Agerp-MA, órgão da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar – Sedes, participa no período de 06 a 09 deste mês, da Feira do Empreendedor em Imperatriz. A mostra, realizada pelo SEBRAE tem como objetivo capacitar proprietários de micro e pequenas empresas (MPE), microempreendedores individuais (MEI), potenciais empresários e o pequeno produtor rural para que gerenciem melhor seus negócios, conheçam soluções de inovação e oportunidades de negócios.

A exposição objetiva gerar oportunidades para a abertura de novos negócios, além de orientar e apoiar a ampliação e a inovação nas empresas. A sétima edição da Feira busca proporcionar um ambiente dinâmico de oferta de oportunidades e disponibilizar ferramentas de apoio que auxiliem os interessados em montar um negócio.

Em Imperatriz, a Agerp mantém estande no espaço do empreendedor rural juntamente com SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), AGED, (Agência de Defesa Agropecuária do Maranhão) SEPAQ, (Secretaria de Estado da Pesca e Aquicultura) e EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). Todos expondo seus trabalhos e material de divulgação aos visitantes.

Pessoas em palestraLogo no primeiro dia, foi ministrada pelo técnico da Agerp, Francisco Silas Barreto, palestra sobre Sistema de Irrigação na horticultura e fruticultura. Estão previstas  até o final do evento, palestras sobre sistemas agro-ecológicos. Além do estande no espaço rural, esta Agência mantém de forma dinâmica, uma equipe técnica no local para orientar por meio de material de divulgação (folders, cartilhas e informativos) aos visitantes e agricultores familiares.

Para o presidente da Agerp, Jorge Fortes, a Feira é uma vitrine de divulgação do trabalho desta Agência e também uma forma de interagir com o público atendido que é o agricultor familiar.

“Além de gerar bons negócios, a Feira do Empreendedor é uma ótima oportunidade para interagirmos com os agricultores familiares por meio de palestras e outras ações desenvolvidas pela Agerp”, ressaltou Jorge Fortes na noite de abertura da Feira.

 

Texto e fotos: Leocândida Rocha