Facebook Twitter Instagram

ASBRAER lança pesquisa para ouvir extensionistas rurais de todo Brasil

A Associação das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (ASBRAER) quer saber a opinião do corpo técnico das Ematers de todo Brasil a respeito da atuação e expectativas de quem faz a extensão rural brasileira. Para isso lançou uma pesquisa interna com link disponível no portal da EMATER/AL – www.emater.al.gov.br – onde será possível responder questões como em qual seria o principal foco que a associação deveria atuar, quais as prioridades para o futuro, entre outros. Link – https://pt.surveymonkey.com/s/P2FG6C9

Confira mensagem do presidente da Asbraer

Prezados e prezadas extensionistas,

Presente em todo o território brasileiro, por meio de 27 instituições públicas estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural associadas, a Asbraer é uma organização da sociedade civil, que busca melhorias para o desenvolvimento rural sustentável, por meio do fortalecimento do Sistema Público Brasileiro de Assistência Técnica e Extensão Rural.

E, atenta às necessidades da sociedade, a Asbraer inicia a revisão de seu planejamento estratégico. Para tanto, contamos com a vossa participação na pesquisa, realizada com diversos colaboradores das instituições públicas estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural.

A nossa pesquisa será via internet para que vocês possam com as respostas, ajudar a Asbraer a buscar no planejamento estratégico, formas de atuação que venham a contribuir para o fortalecimento da Extensão Rural Pública do Brasil.

A sua participação é muito importante para nós!

Atenciosamente,

José Ricardo Ramos Roseno
Presidente da Asbraer

AVISO DE ADIAMENTO DE LICITAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL N° 003/2014

AVISO DE ADIAMENTO DE LICITAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL N° 003/2014 –CSL/AGERP/MA. PROCESSO Nº 017103/2014. A AGÊNCIA ESTADUAL DE PESQUISA AGROPECUÁRIA E EXTENSÃO RURALAGERP/MA, mediante Pregoeira designada pela Portaria nº 003/2014, publicada no DOE de 05/02/2014, torna público que, por razões de ordem administrativa, a licitação em epígrafe, objetivando a Contratação de empresa habilitada e especializada na prestação de serviços gráficos que correspondem à confecção, criação de layouts e impressão, para atender às demandas e necessidades deste órgão, anteriormente marcada para o dia 30 de junho de 2014 às 15h00min, anteriormente marcada para o dia 30 de junho de 2014 às 15h00min, fica adiada até ulterior deliberação.

São Luís (MA), 27 de junho de 2014.

ANA LOURDES COSTA SOUZA

Pregoeira Oficial da AGERP/MA.

Inagro lança o projeto Viva Vereda

MMM_4610O Instituto de Agronegócios do Maranhão (Inagro) lançou oficialmente na manhã nesta quinta-feira (26) o Projeto Viva Vereda, que está sendo desenvolvido nos povoados de Vereda e Rio Grande, um dos 50 assentamentos do município de Barreirinhas. O lançamento do projeto, que conta com o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobas Socioambiental, aconteceu no Salão de Eventos da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), em São Luís.

O presidente do Inagro, José de Jesus Reis Ataíde, explicou que o projeto Viva Vereda surgiu da necessidade de oportunizar condições de novas atividades agrícolas, principalmente aos produtores que viviam da agricultura, caça e pesca, todas com características predatórias. “Após realizar o Projeto de Revegetação das Nascentes do Rio Preguiças, também com o patrocínio da Petrobras, elaboramos o projeto Viva Vereda, que consiste em implementar ações de infraestrutura e capacitações para melhorar as condições socioeconômicas dos ocupantes das nascentes do Rio Preguiças”, afirmou Ataíde.

Também presentes ao lançamento, o Gerente de Relações Institucionais da Petrobras, Rogério Ferreira, o chefe geral da Embrapa Cocais, Valdemício de Sousa, o secretário adjunto da de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima) e vice-presidente da Federação da Agricultura do Maranhão, Raimundo Coelho de Sousa, o 2º secretário da Fiema, Pedro da Costa, o presidente da Agência de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), Jorge Fortes e representantes de diversas entidades e órgãos, além dos produtores beneficiados.

O gerente de Relações Institucionais da Petrobras elogiou o trabalho do Inagro na realização dos dois projetos patrocinados. Atualmente a Petrobras patrocina 12 projetos ambientais, sociais e de esportes educacionais no Maranhão. “Quando a entidade é séria, nós vemos o resultado e o respeito da comunidade e da sociedade que se faz presente aqui neste lançamento”, afirmou Rogério Ferreira.

Cerca de dez produtores beneficiados com o projeto vieram de Barreirinhas para o lançamento, onde foram expostas algumas peças de artesanatos das fibras da bananeira e do buriti e a palha do milho, confeccionadas pelas mulheres que participaram do treinamento, ministrado durante o mês de maio. “Nós estamos produzindo as peças para depois comercializar”, contou a produtora Maria da Luz Lima Silva, que estava mostrando os artesanatos aos convidados do lançamento.

Durante o lançamento oficial do Viva Vereda, o coordenador do projeto, Francisco Soares, fez uma apresentação das ações que foram desenvolvidas até o momento e disse que o mesmo foi iniciado em novembro do ano passado e será executado até o final do ano de 2015. Já foram construídos um centro educacional, um aviário, uma caixa d´água e realizados treinamentos em avicultura e artesanato.

Também está prevista no projeto a construção de uma casa de farinha, a implantação de uma horta comunitária, além dos treinamentos em horticultura, fabricação de farinha, segurança alimentar e educação ambiental.

A construção do aviário já está levando renda para as famílias de Vereda, que venderam o primeiro lote com cerca de 500 frangos para a Cooperativa de Produtores de Hortifrutigranjeiros de Barreirinhas, fornecedora de merenda escolar para a rede de ensino municipal e estadual.

O produtor do povoado Vereda, Joel de Araújo Silva, informou que os frangos do segundo lote já estão no aviário. A previsão é de que até o final do mês de junho eles sejam comercializados.

Texto: Vitória Castro (INAGRO)

Jorge Fortes e Pedro Lucas Fernandes visitam comunidade em São Luís

Pedro e JorgeO presidente da Agerp, Jorge Fortes em companhia do vereador Pedro Lucas Fernandes, (PTB), visitou esta semana, a comunidade Calembe, em São Luís, para juntos discutirem, assuntos relacionados a agricultura familiar  local.

A iniciativa partiu do presidente da União dos Moradores, José de Ribamar Vale da Silva, que preocupado com a escassez das  chuvas, solicitou ajuda as autoridades para juntos buscarem saída para este  problema, ao mesmo tempo que solicitou ao representante da Agerp, assistência técnica por meio de profissionais qualificados.

Na oportunidade, discutiu-se também, a implantação de kits de irrigação no local e a melhoria da distribuição de água por meio da implantação e funcionamento de poços artesianos.

 

Texto: Leocândida Rocha

 

Aviso de Licitação e Edital – Pregão Presencial 003/2014

AVISO DE LICITAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL N° 003/2014-CSL/AGERP/MA. PROCESSO Nº 017103/2014. A AGÊNCIA ESTADUAL DE PESQUISA AGROPECUÁRIA E EXTENSÃO RURAL – Agerp/MA, mediante Pregoeira designada pela Portaria nº 003/2014, publicada no DOE de 05/02/2014, realizará às 15h00min do dia 30 de junho de 2014, no auditório da Agerp/MA situado à Rua Granja Barreto, S/N, Outeiro da Cruz, Viaduto de Café, nesta Capital, licitação na modalidade Pregão Presencial, tipo melhor preço, de interesse da AGERP, para Contratação de empresa habilitada e especializada na prestação de serviços gráficos que correspondem à confecção, criação de layouts e impressão, para atender às demandas e necessidades deste órgão, conforme especificações do Termo de Referência – Anexo I, parte integrante deste Edital, na forma da Lei Estadual nº 9.579 de 12 de abril de 2012, alterada pela Lei Estadual nº 9.990/2014, Decreto Estadual nº 28.790, de 19 de dezembro de 2012. Deverão também ser aplicadas subsidiariamente, no couber, a Lei Federal nº 10.520/2002, a Lei Federal nº 8.666/1993, a Lei Complementar nº 123/2006 e demais normas pertinentes à espécie. O Edital e os anexos da presente licitação poderão ser obtidos ou consultados, gratuitamente, na sede da Agerp/MA, no endereço acima referido, no horário das 14h às 18h e ainda no site da Agerp, no endereço: www.agerp.ma.gov.br. INFORMAÇÕES: pelo telefone (98) 3249-9877 – ramal 212. São Luís (MA), 16 de junho de 2014.

 

ANA LOURDES COSTA SOUZA

Pregoeira Oficial da Agerp/MA.

Edital: file:///C:/Users/HM/Documents/EDITAL_PP_003-2014-MATERIAL_GR%C3%81FICO.pdf

 

Agerp participa da I Mostra de Soluções Tecnológicas da Agricultura da Baixada Maranhense

MarceloMais de 400 produtores rurais, técnicos, estudantes e representantes do setor agrícola da Baixada Ocidental Maranhense estiveram reunidos, nos dias 6 e 7 de junho, na Fazenda Escola da UEMA, no município de São Bento,  para a primeira edição da Mostra de Soluções Tecnológicas da Agricultura da Baixada Maranhense, numa realização do Sebrae, através de regional da Agerp em Pinheiro.

O encontro promoveu oficinas, capacitações e palestras com foco na ovinocaprinocultura, piscicultura, meliponicultura, hortifruticultura e produção de farinha de mandioca e de aguardente de mel.

De acordo com o gestor da AGERP Pinheiro, Marcelo Martins, esse evento é de extrema importância para a região.

“Estamos agregando novas tecnologias ao sistema de produção e agregando valor ao produto final, desta forma elevando a renda do produtor rural”, ressaltou Martins, ao destacar que os participantes conheceram novas tecnologias e experimentaram técnicas que já estão sendo implantadas.

O criador de ovinos e caprinos do município de Bequimão, Antônio Edilson Coelho, participante do evento, achou importante a realização da mostra.

“Tive a oportunidade de conhecer e trocar experiências com produtores de outros municípios e tive contato com experiências de outras culturas da região”, disse.

Presentes ao evento estiveram o representante da Unidade de Desenvolvimento Territorial do Sebrae Nacional, Pedro Valadares; a coordenadora da Unidade Estadual Agronegócio, Paula Valdira; a gerente da regional do Sebrae em Pinheiro, Rosa Amélia Borges; representantes das unidades regionais do Sebrae em Santa Inês e em São Luís; além de representações dos parceiros: UEMA; prefeituras municipais de São Bento e Santa Helena; SENAR; regionais da AGERP em Pinheiro Marcelo Martins e Viana Marlucio Mendonça; CODEVASF; COAMEL; IFMA; Viva Cidadão; SAGRIMA;  Banco do Nordeste, associações de Agricultores e  Sindicatos Rurais da região.

Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015 – Alimentos Para o Brasil

O Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015 – Alimentos Para o Brasil – vem consolidar mais de uma década de políticas públicas que melhoram a vida de quem vive no Brasil Rural. Nesse período, o país vivenciou o aumento significativo da renda e a redução de desigualdades no campo e na cidade.
A agricultura familiar passou a contar com recursos cada vez maiores para financiamento, assistência técnica qualificada e mecanismos de segurança e proteção da produção e da renda. Mais infraestrutura e serviços públicos chegaram ao rural. Com essas medidas, a qualidade de vida de agricultoras e agricultores hoje é maior, a produção aumentou e mais alimentos chegam à mesa dos brasileiros.
Nesta safra, o crédito ofertado para a agricultura familiar é dez vezes maior do que o contratado há 12 anos. Saltou de R$ 2,3 bilhões, em 2002/2003, para R$ 24,1 bilhões — 14,7% superior ao da safra passada. É o maior volume da história! No Ano Internacional da Agricultura Familiar, as políticas públicas brasileiras, que já são referências para o mundo, avançam.
Além das conquistas da última década, os mais de 4,8 milhões de agricultoras e agricultores familiares terão, agora, novas medidas. O Plano Safra 2014/2015 estimula ainda mais a produção de alimentos, busca a garantia de renda ao produtor e a estabilidade de preços ao consumidor. Insere milhares de assentados e assentadas da reforma agrária em novas rotas produtivas, cria medidas de crédito que consideram as diversidades regionais e garante apoio a sistemas agroecológicos.
A assistência técnica será ampliada ainda mais como instrumento para alavancar a produção de alimentos saudáveis. Hoje, a agricultura familiar é reconhecida por alimentar o país e o rural é visto como lugar de vida e produção, estratégico para a estabilidade econômica e para o desenvolvimento social e sustentável do Brasil.

Assista ao vídeo do Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015:

Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA)

Equipe técnica da Agerp dispõe de nova ferramenta de comunicação

10650-ccc-diapo-1Uma nova ferramenta de comunicação já está sendo utilizada pela equipe técnica da Agerp-MA.  Trata-se da rede social WhatsApp, aplicação multi-plataforma de mensagens instantâneas para smartphones onde os usuários  além de utilizar mensagens de texto, podem enviar imagens, vídeos e mensagens de áudio de mídia.

A ideia de criar grupos formados por técnicos e gestores partiu da diretora de Assistência Técnica e Extensão Rural, Thelma Aragão. A iniciativa, segundo ela, visa facilitar a comunicação entre as equipes que atuam na área rural junto aos agricultores familiares, “Fazer intercâmbio de conhecimento técnico e acima de tudo, fazer uma gestão transparente de nossas ações tornando os serviços da agricultura familiar cada vez de qualidade”, destacou a diretora de Ater afirmando ter recebido bastante adesão por técnicos e gestores das regionais.

O mecanismo de comunicação bastante popular em todas as camadas sociais, na Agerp, terá a função eminentemente de discutir projetos e temas relativos à agricultura familiar em tempo real.

Fonte: AscomAgerp

Expediente no órgãos do Estado durante jogos do Brasil

A Casa Civil do Governo do Maranhão informa que nos dias 12, 17 e 23 de junho, quando ocorrem jogos do Brasil na Copa, o “ponto” será facultativo a partir das 13h, nas secretarias e órgãos estaduais.

Caso o Brasil se classifique para as próximas fases do mundial, o “ponto” também será facultativo nos dias de jogos da seleção, a partir das 13h.

A medida segue as normas da Presidência da República em relação ao funcionamento dos órgãos federais.

Os gestores têm autonomia para, nos dias dos jogos do Brasil, alterar o turno de trabalho para o período da manhã.

A determinação não atinge os plantões e serviços essenciais à população.

Fonte: Secom

Dilma: “Temos muitas novidades para a agricultura familiar”

dilmaEm sua coluna semanal, nesta terça-feira (3), a presidenta Dilma abordou as novidades para a agricultura familiar com o lançamento do Plano Agrícola e Pecuário para a safra 2014/2015.

Segundo a presidenta,  nunca houve um volume tão grande de recursos para a agricultura familiar na história do Brasil. Dilma citou ainda o recém assinado decreto que regulamenta a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), que garante aos agricultores familiares mais acesso a técnicas que aumentem a produtividade de seu trabalho, e, como consequência, sua renda.

Confira a coluna na íntegra:

Na semana passada, lançamos o Plano Safra 2014/2015 para a Agricultura Familiar que traz ótimas novidades. Para a safra que começa no dia 1º de julho, colocamos R$ 24,1 bilhões para financiar a atividade de milhões de brasileiras e brasileiros que vivem da Agricultura Familiar. Nunca houve um volume tão grande de recursos para essa área na história do Brasil. Se compararmos com o aplicado na safra de 2002/2003, no início do governo Lula, o valor de hoje é dez vezes maior. Os recursos podem ser utilizados, por exemplo, para o custeio da safra, para comprar sementes e adubo, para pagar o combustível das máquinas; para investir em novas máquinas e novos equipamentos agrícolas, e, assim, modernizar as pequenas propriedades rurais e produzir alimentos de forma sustentável. Uma coisa importante é que as taxas de juros continuam as mesmas da safra passada, entre 0,5% e 3,5% ao ano para o agricultor, e, no máximo, 4% para as cooperativas. Além disso, os agricultores familiares contarão com um seguro, o Proagro, ainda mais eficiente, pois a cobertura do seguro vai ter como base a renda que o agricultor espera receber e não o custo da produção. Vamos garantir 80% da renda bruta esperada, com limite de cobertura de R$ 20mil, além do valor financiado.

Outra novidade desse plano é o Pronaf Produção Orientada para o agricultor financiar a produção sustentável de alimentos saudáveis nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Com essa nova linha de crédito, pode ser financiada a produção agroflorestal, a baseada na agroecologia, como, por exemplo, hortaliças em cultivo protegido sem uso de agrotóxicos, a melhoria na criação de aves e suínos e automação na produção de leite,garantindo melhor controle sanitário. Os agricultores poderão tomar até R$ 40 mil de financiamento nesta linha de crédito e, se estiverem em dia com o pagamento desse crédito, terão assistência técnica de graça.

Outra novidade é que assinei o decreto que regulamenta a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) para garantir aos agricultores familiares mais acesso a técnicas que aumentem a produtividade de seu trabalho,e, como consequência, sua renda. A Anater vai atuar em parceria com a Embrapa e com outras instituições de pesquisa para que todas as agricultoras e os agricultores tenham oportunidade de incorporar a melhor tecnologia existente, promovendo o desenvolvimento sustentável no campo.

Na próxima safra, 800 mil agricultores familiares vão receber assistência da Anater e o nosso objetivo é que a metade dessa meta seja cumprida com o atendimento às nossas agricultoras familiares.

Neste Plano Safra reservamos R$ 12 bilhões para financiar a compra de máquinas e equipamentos. São tratores, colheitadeiras,sistema de resfriamento de leite, sistemas de irrigação, aquisição de animais e pequenas reformas nas propriedades. Com o apoio do governo, nos últimos doze anos o investimento em máquinas e equipamentos da nossa Agricultura Familiar saltou de R$ 80 milhões para R$ 4,5 bilhões.

O Plano Safra 2014/2015 tem novidades também para os assentados da reforma agrária.Uma delas é que as dívidas de 945 mil famílias assentadas serão renegociadas, o que lhes permitirá tomar novos créditos e, assim, voltar a produzir. Outra novidade é um crédito de R$ 1,6 bilhão para os novos assentados da reforma agrária. Com esses recursos, eles terão acesso a crédito para se instalar, ao microcrédito para produção, e, a partir daí, o acesso às linhas normais de financiamento.Criamos o Cartão do Assentado, que facilita o acesso desses agricultores ao crédito e à assistência técnica.

Lançamos, pela segunda vez, um Plano Safra específico para financiar a produção no Semiárido. A população dessa região enfrenta o desafio da convivência com a seca, que, mais forte ou mais fraca em alguns anos, está sempre presente como uma possibilidade. Neste momento, estamos saindo de um das piores secas dos últimos 50 anos, cujos efeitos poderiam ter sido mais devastadores não fosse a rede de proteção social criada pelo governo,como o Bolsa Estiagem, e o Bolsa Família, e os demais programas federais.Implantamos cisternas em toda a região: no governo Lula foram 350 mil; no meu governo, mais 750 mil. Além disso,sob coordenação do Exército Brasileiro, distribuímos água utilizando caminhões pipa.

No novo Plano Safra do Semiárido, reservamos R$ 4,6 bilhões para financiar o custeio e os investimentos dos produtores da região. Aumentamos de R$ 3,5 mil para R$ 4 mil o AgroAmigo, microcrédito concedido pelo Banco do Nordeste. Ampliamos  a cobertura do Garantia Safra, seguro que se mostrou muito efetivo durante a seca,para 1,35 milhão de famílias. Apoiar o agricultor familiar, dar-lhe assistência técnica e crédito significa garantir que ele se transforme no verdadeiro protagonista do desenvolvimento do semiárido.

Fonte: Portal Brasil