Facebook Twitter Instagram

Governo participou da Expoimp ampliando oferta de capacitação a pequenos e médios produtores

Espaço da Agerp na Expoimp

Espaço da Agerp na Expoimp

A Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) participou da 49ª Exposição Agropecuária de Imperatriz (Expoimp), realizada de 8 a 16 deste mês. Promovida pelo Sindicato Rural de Imperatriz (SinRural), com apoio do Governo do Estado, a  Expoimp é um espaço de comercialização de bovinos de alto nível e de disponibilização de conhecimento para o público, principalmente os médios e pequenos produtores.

Para o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, a oportunidade foi importante para movimentar a economia local e incentivar a realização de negócios. “A Expoimp envolve pequenos e médios produtores da região, o que é importante”, observou.

O Escritório Regional da Agerp no município de Imperatriz contribuiu na disseminação de conhecimento durante a Expoimp. Promoveu cursos como inseminação artificial de bovinos e de irrigação, em parceria com a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Também foram realizadas palestras e cursos de temas como ‘Dispensa de Licenciamento Ambiental para pequenas propriedades’, ‘Tomate, melancia e fertirrigação’, e ‘Hortaliças’.

“A participação da Regional da Agerp na Expoimp foi muito importante e produtiva. Toda a equipe técnica esteve envolvida levando informação e conhecimento ao público”, informou o gestor da Agerp Imperatriz, Bento Humberto.

Fonte: Agerp
18/07/2017

Governo reforça agricultura familiar com inauguração de escritórios da Agerp na região do Alto Turi

Gestores destacaram importância da criação dos escritórios para dar oportunidade aos produtores rurais

Gestores destacaram importância da criação dos escritórios para dar oportunidade aos produtores rurais

Com o objetivo de fortalecer as atividades relativas à agricultura familiar na região do Alto Turi, o Governo do Maranhão, por meio do Sistema da Agricultura Familiar, inaugurou dois escritórios da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) nos municípios de Luís Domingues e Zé Doca, respectivamente.

Conhecida como a região produtora de juçara/açaí, a área do Alto Turi possui grande número de agricultores que tiram desse fruto o sustento, sendo exportado até para outros estados, como Pará e Piauí. Localizada próximo à divisa com o estado do Pará, a região tem características amazônicas, tanto no clima, vegetação e, também, na cultura, com presença forte do carimbó, ritmo marcante paraense.

Com grande potencial para a cadeia produtiva da juçara ou açaí, a região carecia de assistência técnica e extensão rural mais efetiva aos produtores. Pelo fato da região ser distante, em Governos anteriores as políticas públicas rurais não eram aplicadas, o que ocasionou atrasos no desenvolvimento das cidades e principalmente na geração de emprego e renda para a população rural.

Por determinação do governador Flávio Dino, para alcançar essas famílias de produtores que possuem potencial para a agricultura familiar, ainda mais as extrativistas, a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), em parceria com a Prefeitura de Luís Domingues, inaugurou um Escritório Avançado da Agerp no município e que atenderá os agricultores de Amapá do Maranhão, Cândido Mendes, Carutapera e Godofredo Viana, além de Luís Domingues.

O prefeito de Luís Domingues, Gilberto Braga, enfatizou que a gestão do governador Flávio Dino está incentivando a produção da agricultura familiar na região, algo que estava esquecido há anos em gestões anteriores. “Vejo que nossa região foi lembrada pelo Governo do Estado. Tínhamos dificuldades por não ter apoio da gestão estadual e nossa realidade está mudando agora com o incentivo do governador Flávio Dino para a nossa agricultura. Teremos uma agroindústria de açaí e um Escritório da Agerp, essas ações farão a gente avançar”, afirmou o prefeito.

Além do Escritório Avançado da Agerp, o município de Luís Domingues está incluso na Cadeia Produtiva do Extrativismo com foco na Juçara/Açaí que irá beneficiar 70 extrativistas. Essa Cadeia Produtiva do Extrativismo inclui ainda as cidades de Amapá do Maranhão, Cândido Mendes, Carutapera e Godofredo Viana. O Governo está investindo mais de R$ 540 mil para reforma de agroindústrias, aquisição de equipamentos, veículos e outras ações para o beneficiamento da juçara.

No município de Zé Doca, a Agerp está de casa nova.  As novas instalações da Agerp no município foram inauguradas e conta com um espaço mais confortável para os técnicos e servidores trabalharem e para atender melhor os agricultores familiares da região. O antigo prédio da Agência estava sem condições para funcionar adequadamente. A reestruturação da entidade de assistência técnica pública faz parte do planejamento estratégico do órgão em reformar e reestruturar a parte física do órgão para dar condições de trabalho aos servidores e melhor atendimento aos agricultores familiares que procuram a Agência.

Gestores destacaram importância da criação dos escritórios para dar oportunidade aos produtores rurais

Gestores destacaram importância da criação dos escritórios para dar oportunidade aos produtores rurais

O presidente da Agerp, Júlio Cesar Mendonça, explica que a Agerp passa por um macroplanejamento de reorganização, com o intuito de eliminar os principais entraves que impediam a continuidade das ações em anos anteriores. “A região do Alto Turi devido ser uma região que fica na parte extrema do mapa, as ações não chegavam e inauguramos os Escritórios em Luís Domingues e Zé Doca para fazer com que a assistência técnica alcance os produtores e, também, fomentar o desenvolvimento da  cadeia do extrativismo e outras cadeias que vamos oferecer”, ressaltou o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça.

Conforme o secretário de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Adelmo Soares, a reestruturação da entidade representa a missão do governador Flávio Dino em fortalecer a agricultura familiar. “Para isso, é necessário que o órgão esteja com condições de executar as atividades de campo,” ressaltou o secretário.

O gestor Regional da Agerp Zé Doca, José Raimundo Mendonça, ressaltou que a criação do Escritório Avançado em Luís Domingues será como uma extensão do Regional de Zé Doca. “O Escritório de Luís Domingues representa avanço e vamos estar mais perto do agricultor. Tínhamos dificuldades para chegar até o município por ser muito distante do Regional de Zé Doca, e com uma equipe fixa em Luís Domingues vamos diminuir as dificuldades e proporcionar um melhor desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Açaí. E além disso, estamos inaugurando o novo escritório de Zé Doca, que vai melhorar ainda mais nossas ações na região”, pontuou o gestor.

Fonte: Agerp
Texto: Samara Andrade
17/07/2017

Agricultores familiares do Alto Turi e Gurupi são beneficiados com ações para fortalecimento da produção

Divulgação

Divulgação

O governo do Estado trabalha para chegar em todas as regiões do Maranhão. Desta vez, a comitiva do Governo do Estado, representada pelo sistema de agricultura familiar (composto pela Agência de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural – AGERP, Instituto de Colonização e Terras do Maranhão – ITERMA e secretaria de Estado da Agricultura Familiar – SAF), esteve dos dias 13 a 15 de julho, na região do Alto Turi e Gurupi, para atender as demandas dos agricultores familiares e fortalecer a agricultura na região. Os investimentos somam mais de R$ 2 milhões.

No mês de janeiro a comitiva do governo esteve na região para ouvir as principais demandas das famílias. O secretário da SAF, Adelmo Soares, juntamente com o presidente da Agerp, Júlio Cesar Mendonça e a secretária adjunta de Extrativismo, Povos e Comunidades Tradicionais da SAF, Luciene Dias Figueiredo retornaram à região para anunciar e lançar a cadeia produtiva da juçara/açaí, realizar pagamento e entregar cartões aos agricultores que comercializaram por meio do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA.

A cadeia produtiva vai beneficiar até 70 extrativistas por município com investimento de R$ 540 mil para reforma de agroindústria, aquisição de equipamentos, veículos, instalação UD agroflorestal e diversas outras ações para o beneficiamento da juçara. Serão contempladas famílias dos municípios de Amapá, Cândido Mendes, Godofredo Viana, Carutapera e Luís Domingues.

A agroindústria de beneficiamento da juçara que será contemplada é a Associação dos Trabalhadores com o Açaí de Luís Domingues (ATALD), do município de Luís Domingues onde os 20 associados estão muito felizes. “Nós estamos muito felizes porque o Governo do Estado está valorizando nossa riqueza, nossa principal fonte de renda. Como nossa agroindústria está desativada e será revitalizada com a cadeia produtiva da juçara todos os associados estão motivados e confiantes. A felicidade não cabe no peito”, pontuou o presidente da ATALD, Gabriel do Carmo.

Para a secretária adjunta da SAF, Luciene Dias Figueiredo, quando o Governo pensou na cadeia produtiva da juçara, produto encontrado em abundância na região, mas que precisava de apoio, foi pensado também no elo que envolve toda a cadeia, produção, beneficiamento, mercado e consumidor.

Durante a missão dona Benedita Correa de 36 anos, do município de Junco do Maranhão e mais 16 agricultores familiares festejaram o primeiro pagamento da comercialização de seus produtos por meio do PAA. Em uma semana os agricultores venderam cerca de R$ 10 mil. “Esse  projeto  trouxe o reconhecimento do que é a agricultura familiar. Hoje temos mercado e isso estimulou a gente a produzir mais”, comemorou dona Benedita e todos os agricultores que receberam seus pagamentos.

“A aquisição desses produtos beneficia os produtores e as regiões em que vivem. Além disso, o PAA também garante uma alimentação saudável para os usuários dos serviços que recebem a doação dos alimentos adquiridos pelo programa. Se depender do Governo do Estado, mais agricultores serão beneficiados porque nós temos um governador sensível e que governa para todos”, concluiu o secretário da SAF, Adelmo Soares.

Ainda em Junco do Maranhão foi anunciada a cadeia produtiva do Mel que vai beneficiar 200 aquicultores com investimento de R$ 505 mil para adequação de agroindústria e equipamentos, máquinas e veículos.

Para o prefeito de Luís Domingues, Gilberto Braga, a ação do Governo do Estado é visível e está chegando em lugares antes esquecidos. “Só aqui em Luís Domingues nós já recebemos a vista de cinco secretários de Estado. O secretário Adelmo Soares é a segunda vez que nos visita e sempre nos traz boas notícias como o PAA com recurso de R$ 70 mil reais e a valorização da nossa juçara”, enfatizou.

Inauguração de Escritório da Agerp

Com o objetivo de fortalecer as atividades relativas à agricultura familiar a Agerp inaugurou o escritório local da Agência em Luís Domingues e da Regional da Agerp de Zé Doca, cuja função é atender aos agricultores familiares locais com assistência técnica em suas propriedades e a aplicação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento do município.

Com as novas estruturas a Agerp realiza os atendimentos com mais eficiência. Os  serviços de emissão de Dap´s (Declaração de Aptidão ao Pronaf) e a implantação de um conjunto de políticas públicas federais e estaduais que tem por finalidade reduzir a pobreza extrema no Estado, tais como Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), PAA (Programa de Aquisição de Alimentos), Garantia Safra, Pnater,(Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural) e outras que garantem ao agricultor familiar melhor qualidade de vida, são ações desenvolvidas pelos escritórios locais e regionais.

“Finalizamos nossas atividades na Região do Alto Turi e Gurupi onde lançamos a Cadeia do Extrativismo, inauguramos o escritório avançado da AGERP de Luís Domingues e inauguramos o novo escritório Regional de Zé Doca. Estamos chegando onde nunca tínhamos chegado e com muitos desafios. É preciso acreditar sempre que é possível avançar”, concluiu o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça.

Fonte: SAF

Gestor da Regional de Caxias toma posse

Posse do gestor de Caxias, Junior Martins

Posse do gestor de Caxias, Junior Martins

Na tarde desta terça-feira (04), tomou posse como gestor do Escritório Regional de Caxias da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (AGERP) de Caxias., o ex vice-prefeito de Caxias, Júnior Martins.

O ato de posse aconteceu na sede da AGERP, em São Luís, e contou com a presença do secretário de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Adelmo Soares; do presidente da AGERP, Júlio Mendonça, de técnicos do Sistema de Agricultura e demais dirigentes desse órgão, e ainda o diretor de Relação Institucional da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, Rubem Pereira, representando o presidente da Casa, deputado Humberto Coutinho (PDT).

Segundo Rubem Pereira, a AGERP ganha muito com a chegada de Júnior Martins porque ele é um técnico que tem uma experiência administrativa muito grande e conhece bem a região Leste maranhense. “Para nós, caxienses, é motivo de orgulho poder contar com essa jovem liderança e administrador competente à frente da AGERP de Caxias. Ele chega para somar e dinamizar o setor de agricultura familiar da região Leste e, sobretudo, a cidade de Caxias”, acrescentou.

AQUISIÇÃO DE QUALIDADE

“Acho que a AGERP ganha muito com a chegada de Júnior Martins, que é um administrador competente e profundo conhecedor da região Leste do Maranhão, e, com certeza, vai fazer avançar mais ainda as ações que a SAF desenvolve nessa importante região. É uma aquisição de muita qualidade”, afirmou Júlio Mendonça.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Em sua fala, Adelmo Soares, que também é caxiense, destacou a grande experiência administrativa de Júnior Martins e o desafio que vai enfrentar, que é o de fazer mais do que já foi feito pelo governo Flávio Dino em termos de desenvolvimento da agricultura familiar nessa região.

“Temos em execução, hoje, em Caxias, todas as políticas do Sistema SAF e um investimento, até aqui, de mais de R$ 3 milhões. E Júnior Martins, com seu amplo conhecimento da região, vai nos ajudar a avançar mais no trabalho que realizamos em Caxias e passa a ser mais um membro da família da Agricultura Familiar maranhense”, ressaltou Adelmo.

Júnior Martins, por sua vez, disse que chega para somar e que encara como seu grande desafio o de, posteriormente, poder olhar para trás e constatar que se fez mais do que antes. “Essa é a visão que acho que todo administrador deve ter. Vim dar a minha humilde contribuição para fazer avançar o trabalho do governo Flávio Dino na nossa região”, salientou.

O novo diretor da AGERP de Caxias agradeceu ao deputado Humberto Coutinho pela indicação e ao governador Flávio Dino a confiança. “Não vamos medir esforços para corresponder às expectativas da população. A agricultura familiar da região Leste precisa e merece”, afirmou.

Fonte: Ribamar Santana/ Agência Assembleia