Facebook Twitter Instagram

Em Barreirinhas, Agerp lança segunda edição do projeto Assentamentos Sustentáveis II

Na última quinta-feira (14), no município de Barreirinhas, aconteceu o lançamento do projeto Assentamentos Sustentáveis II. O programa é resultado do Acordo de Cooperação Técnica assinado em setembro entre a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão – Agerp e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – Incra, e garante financiamento de mais de R$ 6 mil para que agricultores familiares possam investir em suas áreas produtivas, como na criação de animais, investimento em equipamentos para melhoramento da produção, horticultura, dentre outros.

Ao todo, o Acordo prevê um investimento de aproximadamente R$ 95 milhões, distribuído nas modalidades Fomento e Fomento Mulher do Programa Nacional de Reforma Agrária – PNRA, atendendo a 155 projetos em 57 municípios maranhenses.

O evento foi organizado pela equipe de Coordenação de Acesso ao Crédito da Agerp, junto a Coordenação do Escritório local da agência em Barreirinhas.

A cerimônia contou com as presenças do presidente da Agerp, Júlio Mendonça, e do prefeito de Barreirinhas, Amilcar Rocha, que juntos assinaram o Plano de Trabalho do Acordo de Cooperação entre Agência Estadual e a prefeitura do município.

Com a segunda etapa, agricultores familiares de assentamentos estaduais de 57 municípios serão contemplados com o programa.

“Nós que fazemos parte da Agerp acreditamos na agricultura familiar por razões técnicas, porque através destes projetos, os homens e as mulheres, do campo e da cidade, têm a garantia da alimentação saudável e da geração da renda e do desenvolvimento rural sustentável”, afirma Júlio Mendonça.

Para Ana Costa, do Assentamento Baixão dos Júlios, em Barreirinhas, esta ação do Governo do Maranhão, tem garantido dias melhore na vida de trabalhadores e trabalhadoras rurais dos assentamentos estaduais.

“O programa tem ajudado muito a gente aqui que trabalha com caju. Nós investimentos o valor que recebemos em maquinário e estamos conseguindo vender a nossa castanha para Barreirinhas, São Luís e até para o Ceará”, finaliza a agricultora familiar.

IMG_9393 8a510c50-4c72-4182-a41a-b6285acbaeaab8f5bf66-8897-4c46-afd3-20111b6899b4 IMG_9401